Discutir Histórico Ver Ultima Mudança Editar Pesquisar
Licantropo  

Esta é uma raça mística, cujo espírito está ligado à natureza. Todo Licantropo tem o poder de se transformar no seu animal-símbolo ou animal-totem. Sendo assim, eles têm a aparência humana, mas podem assumir formas animais de maneira praticamente instantânea. Os mais conhecidos dentre os povos do mundo são chamados de lobisomens, licantropos cujo animal-símbolo é o lobo.

A história dessa raça se perde em névoa, datando do Segundo Ciclo. Algo que muito atrapalha qualquer pesquisa é o fato deles se localizarem (quase todos) nas terras do Império, com o qual praticamente nenhum contato é mantido.

De qualquer forma, os sábios dizem que a raça se originou na península de Tessaldar (região a oeste do Muro, além do Império). Nestas terras, uma gloriosa civilização floresceu, até que um grupo de magos, chamado "O Círculo Hermético Arcondi", descobriu uma magia que os escravizava. Utilizando os seus novos escravos, eles espalharam terror pelos reinos próximos a Tessaldar. Porém, nem todos os Licantropos, chamados de Tessaldarianos, foram dominados. Eles lutaram entre si, dominados contra livres, e com a ajuda de valorosos heróis humanos, os Arcondi foram destruídos.

Após a queda do Círculo Hermético Arcondi, a raça se separou em cinco clãs, dos quais apenas dois são conhecidos: os Silzastrels e os Treldorcais. Escondidos, eles tramaram seus planos e, junto com os humanos, foram libertando aos poucos vários de seus irmãos até conquistarem a vitória final. Os poucos membros do clã Silzastrel vivem em uma cidade secreta (nas terras do Império), da qual saem os Nobres/Assassinos, chamados de Garaijobals, que caçam os Treldorcais e os resquícios dos Arcondi e/ou o conhecimento sobre a magia que os escravizou. Alguns deles vieram ao Mundo Conhecido perseguindo os seus inimigos.
Em sua forma humana eles são naturalmente fortes e ágeis, ainda que sua aparência não o denote (um Licantropo gordo e já meio velho ainda é forte e ágil).

Como um todo, eles têm as seguintes habilidades (e totais): Observar (3), Seguir Trilhas (3) e Ações Furtivas (4). Os Tessaldarianos têm uma capacidade de cura
sobrenatural que eles chamam de regeneração: eles conseguem recuperar um ponto de EF a cada 10 minutos, e um ponto de EH por minuto (4 rodadas) não interessa qual a situação (mesmo em combate). Sua maior fraqueza é a prata. Esse metal causa ferimentos terríveis nos licantropos (soma-se 5 a todas as categorias de dano caso a arma seja de prata), e sua regeneração não funciona para estes ferimentos. Os Tessaldarianos normalmente possuem apenas o tesouro que podem carregar. Já os Tessaldarianos maiores possuem mais tesouros.

Os Animais-Totem principais e mais comuns para os Licantropos são: Lobo, Leão, Tigre, Urso, Javali e Rato, sendo qualquer outro muito raro. A grande maioria se transforma em lobo e, por isso, as lendas os tratam como Lobisomens, poucos sabendo dos outros tipos. A seguir, as informações sobre a forma animal dos
licantropos.
(Texto introdutório do livro de criaturas)

Seguindo o Guia de criação de raças...

Nome da raça: Licantropo
Autodenominação: Tessaldariano
Ambientação: principalmente no Império, menos comuns mas presentes também em outras regiões.
Lenda: "Sou apenas um humano comum".

Os tessaldarianos podem facilmente se passar por humanos quando não estão transformados, por isso apresentam as mesmas variações de cor de pele, cabelos e olhos que a outra raça, e as mesmas altura e peso médios. Um detalhe quase imperceptível é que os tessaldarianos tem o corpo levemente mais quente que os humanos (cerca de 1o C mais quente). Seu período de vida médio é de cerca de 80 anos assim como os humanos.

São divididos em cinco clãs: saluztrans, que vivem em comunidades isoladas de outras raças e clãs; luminars, que vivem vigiando áreas de antigos reis feiticeiros e estudam magia para combater esta ameaça caso ressurja; zarctrizs, que são adoradores dos deuses, totalmente contemplativos e pouco dados ao combate; sizaltrels, o clã mais numeroso, vive em harmonia com a natureza e a elite militar, alguns viajam pelo mundo caçando os traidores treldorcais; e os treldorcais, o clã que no passado se aliou com os reis feiticeiros e tem a mente corrompida e maligna. Fora da região do império apenas os clãs de sizaltrels e treldorcais não são conhecidos.

Os quatro primeiros clãs se respeitam mutuamente e se complementam, os treldorcais são caçados pela elite da elite sizaltrel porque são responsáveis por muitas matanças nos outros clãs. Fora da península de Tessaldar, muitos escondem sua verdadeira raça se passando por humanos. Porém, não costumam misturar seu sangue com outras raças, por isso tem filhos apenas com outros da própria raça.

Com exceção dos saluztrans, que são isolacionistas, e dos malignos treldorcais, os demais tessaldarianos procuram acolher os bestiais e os enxergam como descendentes de seres marcados pela magia e escravidão dos reis feiticeiros. Fora da região do império, a maioria é descendente de sizaltrels e treldorcais, e as famílias procuram manter seu segredo. Portanto, um tessaldariano só mostra sua transformação para alguém que irá matar ou alguém a quem confia a própria vida e de seus familiares; pois o segredo não envolve só um indivíduo, uma vez que se vazar, o segredo de sua raça põe em risco a família inteira.

Estatísticas



Atributos: mesmo na forma humana todos são fortes e ágeis: +1 em força e +1 em agilidade.

Pontos de criação: no lugar de 15 pontos de criação iniciais para os atributos, o licantropo de totem maior recebe apenas 7, e o de totem menor apenas 9. Em compensação, adquirem os poderes do totem, e acesso a habilidades e técnicas exclusivas. Os licantropos de totem menor recebem mais pontos para aquisição de atributos porque possuem menos poderes do que os de totem maior, como forma de procurar manter o equilíbrio entre os diferentes totens desta raça.

Velocidade Básica: 18

EF: 15

Idiomas iniciais: tessaldariano, e os idiomas comuns na região onde vivem.

Profissão:

Guerreiros e ladinos são muito comuns nos clãs saluztrans, sizaltrels e treldorcais, pouco comuns no clã dos luminars, e raros no clã dos zarctrizs.
Rastreadores são mais comuns no clã dos sizaltrels, mas também existir nos outros clãs.
Sacerdotes são abundantes no clã dos zarctrizs, mas podem existir nos outros clãs.
Apenas os luminars pode se tornar magos, em compensação sua fertilidade diminui e sempre que usam magia não conseguem se transformar em seu animal totem por pelo menos 24 h.
Não há registro de tessaldarianos bardos, mas talvez em algum totem menor isto ocorra.

Poderes e Vulnerabilidades



Falar com Animais - todo licantropo pode aprender a habilidade Língua (animal do totem) para falar com o animal do seu totem, isso não significa que o animal o obedecerá.

Forma Animal: Todo licantropo possui o poder de se transformar no animal de seu totem. Nos mais novos essa transformação é involuntária nas noites em que a maior das três luas está cheia, neste caso a transformação dura a noite toda; mas ela pode ser evitada com um teste de RM contra força de ataque igual a 5. Os mais experientes, porém, aprenderam a dominar sua transformação com a técnica de combate ancestral Transformação de Licantropo.

Incompatibilidade Mágica: sempre que estão transformados não conseguem usar magia, porque a ferocidade e instinto selvagem atrapalham na concentração para usar magia na forma meio-humana, e se torna impossível fazer os gestos necessários na forma animal.

Meia Transformação: Ao longo do tempo os licantropos aprenderam a controlar a transformação e desenvolveram uma técnica especial passada pelas gerações. Assim podem ficar numa forma meio-homem meio-animal do totem. Nesta forma ganham ataques de garra e mordida (ou bicada) conforme o totem e a técnica de combate ancestral Transformação de Licantropo, mas também é possível usar armas nesta forma - apesar de muitos preferirem os ataques naturais. Nesta forma, os sentidos ficam aguçados e o olfato ou audição podem ser usados com a habilidade observar. A dificuldade para estes testes é diminuída em um nível. O bônus não se acumula com o de magias como Licantropia Lupina (permanece o maior bônus). Caso o animal totem seja conhecido por caçar a noite, nesta forma também se adquire visão noturna (pode ver na penumbra em 18 m, ou no escuro em 6m).

Regeneração de Licantropo: conseguem recuperar um ponto de EF a cada 10 minutos, e um ponto de EH por minuto (4 rodadas) em qualquer situação (mesmo em combate).

Segredo de Família: Licantropos escondem sua natureza pois a exposição pode por a vida do licantropo e de sua família em risco. Por isso também podem ser apresentar dificuldades na interação social com pessoas, o que os confere uma penalidade de -1 nível em todos os testes de habilidades sociais.

Vulnerabilidade a Prata: esse metal causa ferimentos terríveis nos licantropos (soma-se 5 a todas as categorias de dano caso a arma seja de prata), e sua regeneração não funciona para estes ferimentos.

Totem: Os tessaldarianos acreditam que cada Totem é uma dádiva de um deus específico. De acordo com o totem, cada tessaldariano possui poderes específicos listados abaixo.

Totens maiores: javali (Sevides), leão (Cruine), lobo (Blator), rato (Cambu), urso (Ganis) e tigre (Palier).
  • Javali : +1 em constituição e +4 em carga (na forma animal); a partir do 4o estágio, quando encontra um javali na natureza, tem o poder especial de fazer o animal lhe servir até a morte; o número máximo de Javalis que podem servir o licantropo javali ao mesmo tempo é igual ao valor do seu estágio.
  • Leão : +1 em percepção; a partir do 5o estágio, quando encontrar um grande felino na natureza, tem o poder especial de fazer o animal lhe servir por até 2 dias; o número máximo de grandes felinos servindo desta forma ao mesmo tempo é igual ao estágio do licantropo -4.
  • Lobo : +1 em percepção; a partir do 5o estágio, pode convocar lobos da região uivando de forma intermitente por uma hora, os lobos irão o servir por até 2 dias, o número máximo de lobos que irão servir ao lobisomem desta forma ao mesmo tempo é igual ao estágio do lobisomem-3.
  • Rato :+1 em agilidade e +2 em Ações Furtivas e em Escalar Superfícies; a partir do 3o estágio, uma vez por dia, podem chamar uma horda de 35 ratos para atrapalhar seus adversários (cada rato que atacar um personagem causará um ajuste de –1 para todas as suas ações). Os ratos tem defesa L3 e 1 ponto de EF.
  • Urso : +2 em constituição,-1 em agilidade; assim como os ursos comuns, eles podem usar o seu 'abraço de urso', precisando apenas conseguir um ataque que faça 100% de dano na EH ou critico, ou um ataque que faça 75% ou mais de dano na energia física. Após o 'abraço', ele passa a causar automaticamente 8 pontos de dano na EF (além de poder atacar com a mordida ao mesmo tempo). A partir do 9o estágio, uma vez por semana, eles podem fazer um ritual de 1 hora urrando e vagando na região para atrair ursos para auxiliá-los durante 3 dias, o número máximo de ursos afetados é igual ao estágio do licantropo urso -8.
  • Tigre :vide Leão.


Totens menores: águia (Crizagom), coruja (Plandis), corvo (Parom), falcão (Selimom), gato (Lena), lince (Crezir), raposa (Tanis) e outros. *o totem da raposa não é diretamente falado no material oficial, mas menciona que todos os que não forem dos totens maiores são dos totens menores.
  • Águia : sua visão aguçada lhe confere +1 nível em resultados de habilidades que envolvam a visão e em ataques à distância.
  • Coruja : -1 em força, +1 em percepção; pode ver nitidamente no escuro a uma distância de até 18 m e pela flexibilidade do pescoço seu campo de visão ampliado impede os oponentes de ganhar bônus por flanquear ou ataque oportuno por flanquear.
  • Corvo : sua atenção lhe dá +1 em percepção, bônus de +1 nível em ações furtivas, e possui a capacidade de comer alimentos estragados.
  • Falcão : devido a sua velocidade nata possui +1 nível em resultados de esquiva, e bônus de +2 na iniciativa.
  • Gato : +1 em carisma, -1 em força; pode ver nitidamente no escuro a uma distância de até 18 m, diminui a altura de quedas em um número de metros igual ao estágio do licantropo, e sempre cai de pé, não perdendo uma rodada quando é derrubado(empurrado) em críticos.
  • Lince : seus instintos lhe dão + 1 nível em resultados de ataque oportuno e em natação.
  • Raposa : +1 em intelecto, -1 em força; seu corpo é resistente para suportar temperaturas entre -5 e 55 graus. A partir do 5o estágio uma vez por dia podem assumir a aparência de outra pessoa ou outro tessaldariano de qualquer totem desde que já tenha visto; a transformação dura por até 1 hora (neste último caso, assumem apenas a aparência, sem os poderes da outra raça), mas este poder só pode ser usado se o licantropo raposa passar em um teste Muito Difícil de Transformação de Licantropo.


obs: no caso de totens que concedam ajustes nos atributos, somar os ajustes com o ajuste racial do licantropo para definir os bônus finais.

Transformação de Licantropo
Custo: 3
Ajuste: Nenhum
Esta técnica foi desenvolvida pelos ancestrais dos licantropos e serve para controlar sua transformação. O processo de transformação dura uma rodada, durante a qual o licantropo fica suscetível a ataques oportunos absorto na concentração e nas dores que sente durante a transformação. Para sair da forma transmutada é preciso esperar o fim do efeito ou passar em outro teste desta habilidade com igual dificuldade.

Rotineiro: transformar-se em animal em situações ideias (sem estresse ou ameaça de combate) ou em situações estressantes a noite. Nesta forma a EF é igual a do animal conforme descrito no livro de criaturas, mas as demais estatísticas são iguais (entretanto, as perícias se restringirão ao que é fisicamente possível para aquele animal). Esta forma dura por um número de horas igual ao estágio do licantropo.
Fácil: idem anterior, ou em situações de estresse durante o dia.
Médio: transformar-se em meio-homem meio-animal durante a noite, ganhando +1 em força e em agilidade, a transformação dura por 5 minutos por estágio do licantropo.
Difícil: idem anterior, mesmo durante o dia e os bônus são de +2 em força e em agilidade.
Muito Difícil: idem anterior, mas a transformação dura por 3 minutos por estágio do licantropo e canaliza a energia da transformação ganhando +3 em força e em agilidade.
Absurdo: idem anterior, mas também recebe bônus em EH igual a 5 por estágio do licantropo.

Observação: Na forma animal, as colunas de ataque da ficha do animal devem ter um bônus igual ao ((estágio do licantropo) - (estágio da ficha do animal) ou 0 - o que for maior), o dano dos ataques na forma animal recebem de bônus +2 em relação ao dano do mesmo ataque do animal.
Observação2: As roupas e objetos não são transformadas juntas com o licantropo, portanto na meia transformação as roupas podem se rasgar, e na transformação para animal as roupas podem cair (exceto para as formas animais maiores que a forma humana, que também rasgam a roupa).
Observação3: Na forma meio-homem meio-animal, cada totem tem as seguintes estatísticas:
  • Águia : garras, dano base 8; bicada, dano base 12.
  • Coruja : garras, dano base 8; bicada, dano base 8.
  • Corvo : garras, dano base 8; bicada, dano base 4.
  • Falcão : garras, dano base 8; bicada, dano base 8.
  • Gato : garras, dano base 8; mordida, dano base 4.
  • Javali : garras, dano base 8; mordida, dano base 24.
  • Leão : garras, dano base 16; mordida, dano base 28.
  • Lince : garras, dano base 16; mordida, dano base 16.
  • Lobo : garras, dano base 16; mordida, dano base 20.
  • Raposa : garras, dano base 16; mordida, dano base 12.
  • Rato : garras, dano base 16; mordida, dano base 20.
  • Urso : garras, dano base 28; mordida, dano base 24.
  • Tigre : garras, dano base 16; mordida, dano base 28.

Observação 4: a proficiência com estes ataques é igual a proficiência em combate desarmado.


Observação 5: (na minha mesa apenas) há lendas que mencionam outros totens no 2o ciclo, de praticamente todos os tipos de animais. Alguns exemplos são: cobra, morcego, peixe, polvo, tubarão, camelo, cavalo, alce, bode, coelho, carneiro, touro, camaleão, crocodilo, aranha, escorpião, vespa, abelha, pavão, canário, sapo, rã, rinoceronte...

Outros totens:
  • Cisne - não ganha ataque de garra ou bicada, mas na meia transformação pode controlar a forma para adquirir nadadeiras nos pés e mãos e/ou asas nas costas, sem mudar o restante da aparência física. É considerado um totem menor, que recebe +1 em carisma e -1 em força.
  • Condor - garras, dano base 20; bicada, dano base 24. É considerado um totem maior, com +1 em percepção. Na forma animal são condores gigantes (usar ficha da águia gigante). A partir do 14o estágio pode pedir ajuda de outros condores gigantes da natureza. Cada um irá lhe ajudar por até 3 dias. O número máximo de condores ajudantes simultâneos é igual ao se estágio-13.
  • Dentes de Sabre - garras, dano base 28; mordida, dano base 16. É considerado um totem maior, que recebe +1 em força. A partir do 10o estágio podem pedir para dentes de sabre ou outros felinos grandes o servirem, cada animal o ajudará por no máximo 3 dias. O número máximo de animais ajudantes é igual ao estágio do homem dentes de sabre -9.
  • Gorila - punhos, dano base 16; mordida, dano base 20. Na forma meio-homem pode segurar armas sem dificuldade. Totem maior, recebe +1 em força e agilidade, e -1 em intelecto. Bônus de 1 nível em atividades de escalar e malabarismo. A partir do 7o estágio ao encontrar um gorila na natureza pode pedir para ele lhe ajudar, o animal irá o servir por até 1 semana contando que receba algo em troca (comida, segurança). O número de gorilas que o acompanham desta forma é igual ao estágio do homem gorila -6.
  • Morcego - Na forma híbrida os braços são ligados as pernas por membranas para voar, ganhando o ataque sonoro com dano base 12 (numa área de cone a até 5 m de distância x 5m de largura) e de mordida com dano base 16, e a cada 8 pontos de EF drenados desta forma recupera 1 de sua EF se estiver ferido. Por isso, podem ser confundidos com vampiros. É considerado um totem menor com +1 em Percepção e -1 em força. Tem visão de sonar, podendo enxergar no escuro; a partir do 5o estágio, uma vez por noite, podem chamar uma horda de 15 morcegos para atrapalhar seus adversários (cada morcego que atacar um personagem causará um ajuste de –1 para todas as suas ações). Os morcegos tem defesa L2 e 1 ponto de EF.
  • Onça/Jaguar - garras, dano base 16; mordida, dano base 20. Totem maior com +1 em agilidade, recebem +4 na VB. A partir do 6 estágio pode pedir a ajuda de onças que cruzarem seu caminho na natureza. Cada onça/jaguar o servirá por uma semana. O número máximo de onças servindo desta forma é igual ao estágio do homem onça - 5.
  • Pantera Negra - há variações de tamanho, mas é basicamente uma onça ou um tigre negro.



Verbetes que fazem referência

Regras Extraoficiais

Verbetes relacionados

Atributo Vontade | Combate em grande escala | Capacidade de Carga | Dano a Objetos | Falhas Opcionais | Penalidades e Modificadores | Tabela de força | Revisão da regra de Queda | Ritual de Conformidade do Karma | Sistema de Moral para grupo de jogadores | Defesa e Absorção de Armaduras | Concentração, mais modificações em Esquiva e Aparar | Pontos de Trama, regras para tornar seu jogo mais narrativo | Renome, regras para tornar seu jogo mais narrativo | EH como ferramenta para aventuras | Esforço físico | RM e RF sem a tabela de confronto de forças | Usando seu heroísmo para melhorar sua RF ou sua RM | Revisão da Lista de Magias Básica de Bardos | Nova Fórmula para EF de Mortos-vivos | Ataques oportunos e surpresa feito por ladinos | Regras de Combate sem a Tabela de Resolução | Regras de Combate sem a Tabela de Resolução 2 | Ferimento em Batalha | Aprendizado de manobras fora de sua especialização | Licantropo | Ataques a múltiplos alvos | Opção para a iniciativa | Manobra de Carga | Manobra tiro em movimento | Arremesso de Armas | Ataque Localizado | Combate não Letal | Conduzir Oponente | Desviar Ataques | Defesa mental | Especializar em Arma | Estratégia | Formação de Combate | Golpe Sujo | Licantropo | Técnicas de Combate | Combate no Império | Licantropo | Licantropo | Elfo Sombrio | Licantropo | Licantropo | Licantropo | Licantropo | Profissão Não-Jogadora | Colapso Mental | Burons | Mecanicistas | Vitalicistas | Bárbaro das Terras Selvagens | Licantropo | Colégio de Luz e Trevas | Colégio dos Evocadores | Trilha dos Predadores | Habilidades Avançadas | Habilidades Heróicas | Habilidade Farejar | Habilidade Memorização Fotografica | Memória Dinâmica | Regeneração de karma | Aprendizado de magias fora da especialização escolhida | Magias da LB com custo menor na ESP | Evocação em Grupo | Magias Extraoficiais para Magos | Revisão | Magias dos Magos de Nível 1 a 10 | Licantropo | Magias Extraoficiais para Rastreadores | Magias dos Rastreadores de Nível 1 a 10 | Magia Dos Bardos | Magias Extraoficiais para bardos | Vantagens e Desvantagens | Conceitos ou Arquétipos de Personagens | Caracterizações para Criaturas | Lista de Equipamentos Adicionais | Equipamentos de Defesa | Armas de Fogo | Itens de Herbalista | Bebidas e Fumos | Itens Sagrados e Itens Profanos | Itens Alquimicos | Mercado Negro | Armadilhas | Ferramentas de trabalho como armas | Novos Objetos Mágicos | Matérias Primas Especiais | Estatística da definição dos atributos por sorteio | Estudo da tabela de resoluções original | Avaliação e proposta de alteração da tabela de resolução | Guia de Criação de Personagens para Iniciantes sem o Manual de Regras | Guia de criação de raças | Guia de criação de Profissões | Guia de criação de Magias | Licantropo | Licantropo | Guia de criação de Especializações | Licantropo | Licantropo | Controle de Lealdade | Tabela de Resolução | Raças-Regras especiais | Meio Orco | Multiclasse | Mudança de deus, sacerdotes | Nova especialização, Academia dos arcanos de aço | Magia Dos Rastreadores | História do personagem | Guia de criação de Tecnicas de Combate