Discutir Histórico Ver Ultima Mudança Editar Pesquisar
Região do Império .  

Esta página contém material oriundo dos livros oficiais e não pode ser editada

Mais que um grande reino, o Império domina as terras a oeste do Muro e tem sua origem provavelmente no começo do Terceiro Ciclo, com o período das migrações pós-falha. Possuidores de uma cultura comparável às elites de Runa, Saravossa e outras cidades civilizadas, o Império domina grande parte do continente, sendo responsável pela extinção (ou quase) de várias espécies de monstros antes intocados em suas terras. Pouco ou nenhum contato existe entre o Império e os Reinos Civilizados. Embora saibam um do outro através de boatos vagos e relatos pouco confiáveis. Os desejos imperiais de expansão para o oriente têm sido barrados pelas montanhas do Muro e, principalmente, pelas Estepes Vítreas, que impedem qualquer tipo de invasão maciça direta. Com o grande avanço das navegações em ambos os lados, espera-se um aumento na frequência dos contatos.

Divisão Política


Império Aktar


A região além das Estepes Vítreas se estende por um deserto gélido ao sul, subindo através de estepes temperadas, desertos, oásis e um vasto deserto que termina ao norte em uma cordilheira intransponível conhecida como a Muralha dos Deuses. O Império Aktar está delimitado ao norte pelos Montes do Destino e Kavadiz, a oeste pelo planalto vermelho, a sudeste pelas estepes vítreas e o Muro a leste.

O poder no Império Aktar é concentrado na mão do Imperador, que é o chefe político, econômico e militar. Porém, nem mesmo o Imperador pode negar a influência política da oligarquia e dos sacerdotes, obrigando o Imperador a fazer acordos para ter ao seu lado as principais famílias oligárquicas e os sumo-sacerdotes.

Cidades-Estado Dictíneas


As Cidades-Estado Dictíneas formam um conjunto de doze cidades fortificadas que possuem soberania política e territorial entre si, com nenhuma cidade se intrometendo nos assuntos internos das outras, exceto se estes forem colocar a segurança de todas as outras cidades em risco. São governadas através de monarquia não-hereditária, com os reis ou rainhas sendo escolhidos dentre a nobreza através das provas reais.

Localizada na região Noroeste do continente, ao redor de preciosos Oásis do Grande Deserto do Norte, ocupam uma posição central entre a Península de Tessaldar ao Leste, as Cidades-Estado Birsas ao Oeste, os Montes do Destino e Kavadiz ao sul e o próprio Deserto e a Muralha dos Deuses ao Norte.

Cidades-Estado Birsas


As Cidades-Estados Birsas estão localizadas nas costas litorâneas do Mar Menor, a Oeste do continente. As cidades mais ao oeste são as cidades independentes, ainda não dominadas pelas forças do Império Aktar, as cidades a leste do Mar Menor já se encontram sob domínio do império.

As Cidades-Estado Birsas são governadas por reis hereditários, onde a coroa passa do pai para o filho mais velho. Mulheres raramente governam, e mesmo assim somente na condição de regentes que aguardam a maioridade de seus filhos.

Povos do Deserto


Os povos do deserto, por serem nômades, encontram-se espalhados por todo o deserto, tanto o do norte quanto o do sul. Não possuem um ponto fixo, mas existem rotas usadas há séculos por estes povos, para movimentarem-se em segurança pelo deserto e manterem uma rede de comércio entre si e com as cidades em seu trajeto.

As tribos têm um sistema de governo baseado na liderança armada pelos seus integrantes.

Clima


O clima na região do Império é diversificado como na região dos Reinos. O território além das Estepes Vítreas se estende por um deserto gélido ao sul, com temperaturas muito baixas. A região central do Império Aktar apresenta um clima variando de temperado, com invernos frios e verões amenos, a seco e árido nas regiões próximas ao Muro, mas a magia magmática dos Crinsom conseguiu controlar a temperatura desta região tornando o clima mais aprazível.

Na localidade das cidades Dictíneas e em ambos os desertos (Norte e Sul), o clima é, na maior parte, árido e semiárido, beirando o desértico com temperaturas tórridas durante o dia e quedas bruscas, quase negativas, durante a noite. As chuvas são escassas. Este cenário é minimizado nas regiões dos Oásis, onde se edificam as cidades dos dictíneos e nas montanhas.

Nas cidades Birsas, a região em volta do Mar Menor apresenta um clima ameno e com períodos de grande chuva. A temperatura não apresenta grandes oscilações, como no deserto. Por fim, a Península de Tessaldar possui um clima bem mais agradável em relação às demais terras do Império. As quatro estações do ano são muito bem marcadas e distintas; a floresta mantém o clima suave e a temperatura oscila muito pouco.

As águas, o relevo e sua fauna


Na região do Império a água é um bem escasso e altamente determinante na saúde de um reino. Igualmente, o aspecto mineral de Maira é por demais louvado seja onde for. Isto deve-se ao enorme número de montes e montanhas existentes no continente, sem falar na influência estratégica do ponto de vista econômico, político e militar que possuem.

O maior lago existe nesta região é o Lago Irant — também chamado de Mar Irant — encontrado no Deserto do Sul, ao lado das Montanhas Atlam, morada de bestiaise pazuzus. Ao norte deste lago se encontra a cidade mais afastada do império Aktar, Katna. Por conta dos riscos de se viajar pelas montanhas, não há nenhuma atividade comercial desenvolvida nelas.

Na região norte do Império, há uma cordilheira que atua bem como fronteira é a Muralha dos Deuses*, cadeia de montanhas que isolam as cidades dictíneas, o Grande Deserto no Norte e o Mar do Mistério, do restante das nações de Tagmar. Lá se pode encontrar os magníficos Falcões Celestiais, também encontrados na já citada Cordilheira da Navalha. Destas montanhas partem inúmeros rios que tornam a região noroeste do Império bastante fértil e desembocam no Mar Menor, no Mar de Tessaldar, no Mar do Mistério e no Mar do Norte. Este último é habitat da gigante serpente marinha.

Agora, apesar de não desempenhar nenhum papel na política e economia de Tagmar, é importante destacar as Ilha dos Deuses. Estas estão ao norte da região do Império e ultrapassam o Muro em todos os quesitos. É virtualmente inexplorada, é extensa em área e densa em montanhas. Conta-se que antes da Grande Falha aquela região era uma planície ocupada por uma civilização comandada pelos Reis Feiticeiros. A vegetação local é abundante apenas no primeiro quilômetro e se torna cada vez mais escassa até não existir mais. Por ser virtualmente inacessível para as raças humanoides, muitos seres voadores fazem ninhos em seus picos e cavernas. É dito que entre suas montanhas existe uma grande quantidade de bestas aterradoras tais como os feratus mas também belos animais raros e de possível domesticação tais como os grifos, hipogrifos e pégasos. Estes últimos, vez ou outra, são vistos migrando para o leste. Dito de outra forma, o aventureiro que ali for com certeza encontrará qualquer tipo de informação inédita, e provavelmente seres bens surpreendentes. O grande problema é conseguir voltar de lá.

Outra cadeia de montanhas bastante importante na região do Império são os Montes Skorpios, que além serem habitat de escorpiões gigantes negros, receberam esta denominação por serem o berço de criaturas civilizadas de mesmo nome. É desta região que partem inúmeros rios. O mais importante dentre eles é o Rio Estil que desemboca no Mar da Morte. Este rio recebe vários afluentes das montanhas do Muro e de vários lençóis freáticos, incluindo o lençol do Lago Azul e do Rio Nix.

A navegação pela costa desta região não poderia ser pior. O aventureiro que conseguir sobreviver aos recifes da região das Terras Selvagens provavelmente irá se deparar com o Mar de Sargaços. Não se tem notícia de alguém que tenha retornado de suas águas.

Planícies, desertos, florestas e sua fauna


Na região do Império, tal como Blirga, o Deserto do Norte é o que se chama de deserto quente. A característica mais marcante destes tipos de desertos são os extremos de temperatura. A temperatura de um dia extremamente quente pode atingir mais de 45°C, enquanto que de noite o escaldante calor não é armazenado, por não haver umidade suficiente, chegando à marca de -8°C.

Já o Deserto do Sul é um deserto frio. De dia, a temperatura média deste deserto fica por volta de 20°C, as noites frias já ficam a -20°C. Neste deserto deve-se ter cuidado com os vermes do deserto e as centopeias gigantes, que apesar de não se aproximar dos oásis, aparecem em algumas rotas comerciais. Para não passar em branco, destacam-se os oásis mais conhecidos na região do Império. O Oasis de Meare, onde existem crocodilos enormes, e o Oasis Cristol, lar das salamandras.

Verbetes que fazem referência

As Regiões de Tagmar, Livro de Ambientação

Verbetes relacionados

Região dos Reinos | Região das Terras selvagens | Região do Império | Região das Ilhas Independentes