Discutir Histórico Ver Ultima Mudança Editar Pesquisar
As Cidades Abandonadas  

Andando por mais uma hora e meia, vocês chegam ao Rio Mam, fronteira de Plana com Abadom.

(Leia a ambientação de Abadom do Livro de Tagmar)

Após atravessarem o rio, vocês entram na cidade Nôr. A cidade é pequena e tem poucos habitantes. Há um comércio modesto que troca mercadorias para os mercadores de vem e vão de Plana. Enquanto caminham na rua, as pessoas nas calçadas olham pra vocês com ar de desconfiado. Há uma placa indicando dois caminhos: Para a esquerda — Centro de Nôr e estrada para Tôl; para a direita — Estrada para Cyazo.

São cerca de 4 horas da tarde. Se resolverem ir direto para Cyazo, chegarão lá perto de 9 da noite. Se resolverem ir por Tôl são cerca de 150 km até a capital e mais 250 Km até Droni. Vá direto para a CENA 3b - O caminho por Tôl

Vocês chegam ao que parece ser um vilarejo. Uma placa em péssimas condições diz:

CYAZO. Não há pessoas nas ruas. Há algumas casas simples, aparentemente todas desertas.

Se resolverem investigar Cyazo, não encontrarão nada a não ser coisas quebradas, velhas e sujas. Qualquer casa pode servir de abrigo para os aventureiros sem maiores problemas.

Continuando a viagem, são cerca de 8 horas até Ezol. O caminho é sinuoso pela serra, no pé da Cordilheira de Sotopor.

Após mais de 6 horas de viagem, o caminho começa a ficar mais sinuoso e íngreme. Á frente vocês podem ver a estrada descendo um pouco, e uma cidadezinha mais abaixo ao fundo. A direita dá para ver um grande paredão de montes e montanhas.

Peça para alguém rolar uma percepção Fácil. Se houver fracasso: Um dragonete voa rasante e derruba os cavalos (CALCULAR QUEDA).

Se houver Sucesso:

Vocês olham para cima e avistam uma criatura alada, parecidas com os fumosos dragões de fogo, porém menor Um dragonete. Ele sobrevoa vocês e cai atacando.

O primeiro golpe do dragonete será com as garras em quem estiver na frente do grupo. Depois o combate se seguirá alternando com a cauda e depois com mordidas dependendo da posição do grupo.

Se sua EF for diminuída, rolar Moral para o dragonete. Se falhar ele voará fugindo do grupo e se refugiará numa caverna acima nas montanhas. Se não falhar o dragão continuará lutando até sua EF chegar a metade, ou levar um critico (rolar Moral de novo).

Se o grupo for atrás do dragonete na caverna, ele lutará de novo até cair. Na caverna o grupo achará o tesouro do dragonete pendurado pelas paredes.

A caverna está toda decorada com tesouros e troféus de suas conquistas. À esquerda há uma couraça parcial completamente destroçada e uma espada quebrada ao meio. À direita bandeiras e estandartes.

Se alguém pedir para investigar os estandartes Há um cajado todo trabalhado e seu estandarte se destaca por estar impecável. Ao fundo uma arca fechada.

Se abrirem a arca, a dificuldade para destravar fechaduras é Média, se for por danificação são necessárias três golpes bem sucedidos com nível Médio. Dentro da arca há uma linda espada de mão e meia e algumas moedas espalhadas 150 m.c., 15 m.p. e 2 m.o. A espada de mão e meia é +1 com Manipulação de Luz 1 (1 x ao dia). O cajado tem Esconjuração 3.

Chegando em Ezol:

A cidade se encontra toda abandonada como a anterior O sol está forte e há poucos lugares para se abrigar. Quase todos os telhados estão destruídos.

Peça para alguém rolar Percepção nível Médio: Fracasso — não diga nada.

Sucesso:

A cidade parece deserta, mas vocês vêem um vulto pelo meio das casas.

Se resolverem investigar, apenas verão um ser com capa desaparecendo pelo meio das casas.

Voltando ao caminho, levarão cerca de 7 horas mais até Bao. Deverão acampar no caminho

No dia seguinte, chegarão cerca de 9 horas da manhã em Bao.

Entrando na próxima cidade vocês vêem um menino de pé em frente a uma casa com os olhos fixos em vocês. Uma mulher sai da casa e apanha o menino com pressa. Há poucas casas e menos pessoas ainda nas ruas. Há um silêncio mórbido na cidade.Um senhor de barba branca e comprida aparece de repente na frente de vocês espantando os cavalos.

- Os viajantes estão vindo de Ezol? - Por favor, vocês parecem exaustos, venham por aqui e ajudarei com os cavalos.

Conduzir a conversa com os jogadores perguntando sobre o que viram e de onde vieram. Conte sobre as cidades abandonadas da região e os dragões que assombram a todos. Se os jogadores contarem seu destino, diga sobre as hordas de estranhos seres conduzidos por uma mago perverso na fronteira de Levânia.

Quando retornarem a estrada levarão mais umas 11 horas até a fronteira com a Levânia.

Continue na CENA 4 -A Mulher Misteriosa de Droni

Pontos de experiência:

  • Quem tiver uma participação heróica contra o dragonete: 2 pontos
  • Quem participar da luta com o dragonete: 1 ponto
  • Quem quiser ir atrás do dragonete na caverna: 1 ponto


Verbetes que fazem referência

Aventura O Destino de Aristarco, Caminhos de Plana

Verbetes relacionados

Aventura O Destino de Aristarco - CENA 3 - As Cidades Abandonadas | As Cidades Abandonadas