Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Questão da Enquete : 2.2 Feiticeiros (Enquete fechada)
Escolha Votos Estatísticas
Aprovado 4 100 %
Reprovado (precisa de melhorias) 0 0 %

3 Páginas 123>
2.2 Feiticeiros Opções
#1 Fábio_CM Enviado : 20/01/18 13:48
Esta tarefa tem o objetivo de descrever a profissão jogável Feiticeiro. Fazem parte dela:

• Escrever mais ou menos meia dúzia de parágrafos para descrever a profissão. Estes parágrafos devem seguir o padrão da apresentação das profissões do Manual de Regras. Deve estar incluído neste texto:
─ Semelhanças com personagens históricos;
─ Origem e forma de aprendizado das magias dos feiticeiros;
─ Atributos e habilidades importantes para a profissão;
• Sugerir pontos de aquisição para grupos de armas, habilidades e técnicas de combate;
• Determinar o atributos base para compra de magias.
• Sugerir quais são as habilidades aperfeiçoadas, e os grupos penalizados.
• Sugerir EH inicial e tabela de avanço por estágio.
• Sugerir limitações de combate, como restrições ao uso de armaduras.

Obs: Não está incluída nesta tarefa a missão de criar magias para a profissão e suas especializações.
Obs: As especializações não serão discutidas nesta tarefa.
#2 Sistema Automático Enviado : 20/01/18 17:01
A Terefa foi solicitada pelo usuário marcelo_rodrigues
#3 Marcelo_Rodrigues Enviado : 20/01/18 19:47
Fabio,

Vou desenvolver conforme indicado. Mas em breve vou postar uma duvidas e perguntas para poder orientar o desenvolvimento.

Aguarde...Feliz
#4 Fábio_CM Enviado : 20/01/18 23:33
Tranquilo. Esta profissão foi criada durante as discussões e tem como base as diversas formas de feitiçaria que são vistas nas Terras Selvagens sem uma explicação aceitável para o aprendizado tradicional dos magos. Além disso, entidades de grande poder são seguidamente mencionadas, sugerindo que elas são uma forma de mentoras/fonte/origem para os poderes. Assim criou-se a concepção que já está no verbete e o qual deve ser utilizado como ponto de partida.

Considere propor uma resposta para os seguintes questionamentos feito pelo Ares no outro tópico:
Ares escreveu:
Estes seres* são a origem do poder? Ou eles ajudam a alcançar o poder? Ou são como mestres que ensinam?

*Estes seres refere-se aos seres mencionados na concepção, as entidades místicas de grande poder.
#5 Marcelo_Rodrigues Enviado : 21/01/18 14:15
Na ambientação de Tagmar não há "entidades de grande poder" que não sejam os deuses, titans, demonios e magos do 2º ciclo.

Vou partir do 3º conceito citado: "Ou são como mestres que ensinam?". Os Feiticeiros podem ser magos que ao contrário dos magos tradicionais que recebem ensinamentos formais (Colégios de Magias), adquirem seus conhecimentos de uma tradição mestre/pupilo semelhante aos rastreadores.

É a partir deste ponto que pretendo desenvolver esta profissão... a partir de uma tradição mais empírica/familiar do que conhecimento formal (escola/colégio).
#6 Fábio_CM Enviado : 21/01/18 15:38
Citação:
Na ambientação de Tagmar não há "entidades de grande poder" que não sejam os deuses, titans, demonios e magos do 2º ciclo

Existem sim. "Grande poder" não precisa significar poder de um Deus.

Exemplos são dragões imperiais e criaturas de altíssimo estágio em geral, bem como as lendárias, como o Leviathan e o lagarto do gelo, mencionado no livro, além dos citados por você: príncipes demoníacos e Titãs, que podem, de certa forma, se manifestar e influenciar no mundo.

É importante que os feiticeiros não precisem estudar como os magos, em livros e pergaminhos, para aprenderem suas magias. Seus poderes são fortalecidos por estas entidades, talvez porque o contato prolongado modifiquem sua auras, permitindo que apenas instruções orais (bastante simples comparadas a de um mago) lhe permitam fazer magias. Feiticeiros talvez nem saibam ler.
#7 Marcelo_Rodrigues Enviado : 21/01/18 16:40
A ideia "de grande poder" conceder o poder pode ser uma saída, mas que não me agrada muito.

Prefiro mais a ideia de um ensino baseado no aprendizado empírico/prático que seria mais em conformidade para esta terra de "barbaros". No Brasil os Pagés indígenas são um exemplo do que estou pensando. Os feiticeiros seriam uma profissão onde os ensinamentos são orais e passados de através de gerações, numa sequência de tutor/pupilos. E sim, não há grimórios e livros de estudo, neste ponto concordo que eles nem precisam saber ler/escrever. Seu atributo para aprender magias não seria o Intelecto, mas sim a Percepção.

OBS: note que as especializações propostas combinam bem com esta ideia.
#8 Fábio_CM Enviado : 21/01/18 17:44
Marcelo Rodrigues escreveu:
A ideia "de grande poder" conceder o poder pode ser uma saída, mas que não me agrada muito.

É que ajudaria a explicar como, por exemplo, alguém se perde nas geleiras e volta sabendo feitiçaria. Como explicar que alguém a ensinou? Faz mais sentido para mim dizer que essa pessoa "aprendeu" com uma "entidade". Mas como poderia ter sido ensinado oralmente se esta entidade talvez nem fale? Ou se a pessoa passou em reclusão? Eu não vejo problema em ser uma forma de conhecimento empírico, se essas respostas forem dadas. Talvez o conhecimento seja passado na forma de sonhos ou delírios. Ou são os espíritos (ou algo assim) que ensinam, e eles assumem a forma de criaturas na mente do feiticeiro.

A Percepção é uma boa escolha. Imagino que suas magias devam ser menos poderosas do que a de magos, correto? Acho que eles poderiam ter capacidades combativas semelhantes aos bardos.
#9 Marcelo_Rodrigues Enviado : 22/01/18 09:11
Fabio, não estou entendendo porque tem que ser uma entidade... quem o ensinou é um outro feiticeiro. Simples e direto. Isto é similar ao conceito das Trilhas onde um rastreador busca um mestre. Entendeu meu jovem padawan? Muito Feliz

Ao iniciar o personagem ele está saindo de sua "tribo/aldeia" e ele já teme o treinamento dado pelo seu "mestre". Mais tarde ele deve procurar outro mestre ou retornar ao mestre inicial para que ele adquira novos conhecimentos práticos. Neste ponto é que ele se especializa como Bruxo, Druida ou Xamã.

Assim todo feiticeiro aprendeu a magia com outro feiticeiro. Não há livros ou estudos. O que existe são ensinamentos orais e práticos. Sim... isto me lembra o Star Wars e Karate Kid... srsrsrs Feliz

Já aprofundando na profissão, a ideia é que ele tenham magias bem menos poderosas que os magos, mas eles poderiam ter mais capacidades em outras coisas. Por exemplo, ele poderiam ter um pouquinho mais de EH, 2 pontos para combate, um pouco mais de habilidades e até mais um pouquinho na técnica de combate. Feiticeiros fazem mais sentidos em sociedades "barbaras" e tribais (napois e sekbets).

#10 Fábio_CM Enviado : 22/01/18 11:28
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Fabio, não estou entendendo porque tem que ser uma entidade... quem o ensinou é um outro feiticeiro. Simples e direto. Isto é similar ao conceito das Trilhas onde um rastreador busca um mestre. Entendeu meu jovem padawan? Muito Feliz

A ideia não é recriar um rastreador. O problema está justamente em fazer do tutor obrigatoriamente um outro feiticeiro. Não que não possa ser, mas não precisa. Se isso acontecer, essa personagem tão importante das geleiras se torna uma mentirosa ou charlatã:

Citação:
Uli, a feiticeira
De corpo bem torneado e olhos e cabelos caramelos, Uli aparenta ter cerca de trinta anos, mas tem a sabedoria dos anciãos. Dizem que ela aprendeu seu ofício com os espíritos elementais e que foi ensinada por eles durante muitos anos em que passou reclusa, perdida no meio das geleiras, nas regiões mais internas. A verdade é que Uli também travou contato com o Lagarto de Gelo e que este lhe ensinou várias coisas, bem como lhe mostrou o futuro, uma delas foi a morte de seu líder tribal e a prova que deveria acontecer para a eleição do novo líder da tribo do Puma Ligeiro.


Enquanto a ideia as novas profissões seria fortalecer a ideia de que as tradições bárbaras tem realmente poder e são verdadeiras, desmentir a lenda da Uli vai no sentido contrário.
#11 Marcelo_Rodrigues Enviado : 22/01/18 12:01
Dá para acomodar isto. Nada impede que o ensinamentos básicos do feiticeiro seja pelo seu feiticeiro de sua tribo, mas para a sua especialização ele deve procurar uma entidade elevada, que pode ser os seres Lagarto de Gelo, Dragões e e outras criaturas misticas inteligentes. Pode ser inclusive um outro grande feiticeiro. Quem sabe não seria uma baoa aventura tentar encontrar "Uli, a feiticeira" ?

Só não vamos fazer do personagem lendária "Uli, a feiticeira" o caminho comum de todo principiante feiticeiro, né? Não dá para generalizar um personagem lendário como um simples feiticeiro Sekbete de uma reles tribo. O cara vai começar pequeno. Primeiro ele vai aprender o básico com o seu feiticeiro tribal... depois ele parte para um novo caminho em busca de uma entidade maior que lhe trará novos conhecimentos.


E já aproveitando, o nome da especialização pode ser "Caminhos". Caminho da Bruxaria, Xamanismo e Druidismo.

OBS: ele não tem nada a ver com os rastreadores que buscam na harmonia com a natureza a sua fonte de poder. Feiticeiros são arcanos que manipulam o mana através de ensinamentos orais/práticos.

#12 Fábio_CM Enviado : 22/01/18 12:07
Marcelo_Rodrigues escreveu:
O cara vai começar pequeno. Primeiro ele vai aprender o básico com o seu feiticeiro tribal... depois ele parte para um novo caminho em busca de uma entidade maior que lhe trará novos conhecimentos.

Daí gostei Feliz
Boa saída.

Marcelo Rodrigues escreveu:
E já aproveitando, o nome da especialização pode ser "Caminhos". Caminho do Bruxo, Xamã e Duida.

Gostei também. Soa bem.

Pessoal, mais alguém pra opinar aqui?
#13 samuel.azevedo Enviado : 22/01/18 13:12
Gostaria de sugerir mais duas especializações: o vidente e o encantador.
#14 DiegoA Enviado : 22/01/18 21:39
ola, amigos já levantei esta bandeira inúmeras vezes no fórum, a época nas discussões dos magos Generalistas e outros tópicos que não me recordo. Não sei o que acontece que as discussões sempre são reiniciadas e não se aproveitam as questões já debatidas. Falei, falei, falei e arquivaram a ideia. Que bom estão recomeçando as discussões. Mas eu não tenho pique pra falar tudo que já falei antes.
#15 DiegoA Enviado : 22/01/18 21:43
pelo que consta aqui nas discussões querem fazer um "rastreador" bombado.

Eu acho q cada profissão deveria ter um lado selvagem e os feiticeiros seriam em relação aos magos e não uma caracterização similar a dos rastreadores.

Não lembro os nomes similares que demos as profissões:

guerreiro - bárbaro
mago - feiticeiro
rastreador - ??
sacerdote - ??

Pesquisem as discussões antigas
#16 DiegoA Enviado : 22/01/18 22:04
procurei em todo site a discussão dos Magos Generalistas, parece que sumiu??
#17 Fábio_CM Enviado : 22/01/18 22:18
DiegoA escreveu:
Que bom estão recomeçando as discussões.

O feiticeiro não será um mago generalista nem um nome dado aos magos das Terras Selvagens. É uma profissão nova que, como todas as outras, terá sua própria lista de magias.
#18 Fábio_CM Enviado : 23/01/18 23:59
samuel.azevedo escreveu:
Gostaria de sugerir mais duas especializações: o vidente e o encantador.

Ambas me soam melhor como especializações de bardo. O que acha?

Vidente até poderia ser o feiticeiro, mas um bardo vidente seria aquele que profere as profecias em versos. É interessante.

Encantador me parece todo do bardo.
#19 samuel.azevedo Enviado : 24/01/18 17:45
Vidente não vejo como especialização para bardo, me parece mais algo de feiticeiro mesmo. Mas encantador eu vejo sim que poderia ser para bardos.
#20 Fábio_CM Enviado : 24/01/18 18:43
Marcelo, o que acha de colocar o vidente na lista de especializações? Você precisará citá-los no texto.
#21 Marcelo_Rodrigues Enviado : 25/01/18 12:39
Será que vai dar para fazer 12 magias para esta especialização?

Sei lá... me parece que tá especializado demais.
#22 Nironde Enviado : 25/01/18 13:51
Vidente ou Oráculo?

O que seria melhor?

Tinha até uma pretensão em criar uma criatura Gorgona similar a Medusa porem não possui a Petrificação. Porém esta seja um Oráculo. Seja ela do bem ou do mal algo versátil.

E então pessoal o que acham da idéia?

Marcelo_Rodrigues posso fazer?
Eu aproveiraria um gancho pra fazer dando maior importância e valor na representação desta nova profissão.

#23 DiegoA Enviado : 25/01/18 14:18
Parabéns aqueles q tentam inventar algo novo e apresentam suas ideias sem medo de serem criticadas, ofuscadas e jogadas pra escanteio.
1) Como eu disse em outro post sobre MAGO DO COLÉGIO DE CONHECIMENTO, que foi uma excelente ideia MAS esquecida pelos jogadores, afinal ninguém escolhe jogar com esta profissão. Da mesma forma como ocorre com a profissão de bardo q 90% certamente escolhe jogar com Artista.
Entendo que está ideia de vidente é muito Boa!! Mas a meu ver seria apenas mais profissão com pouca escolha dentre os jogadores afinal seriam 12 magias novas versando ssobre a mesma coisa. Não sou contrário a criação deste que PRIMEIRAMENTE olhemos para as procissões ja criadas e desbalanceadas, tal como mencionei do MAGO do CONHECIMENTO, e outras. Não adianta mais inchar o jogo com regras que na prática não serão utilizadas.

2) RESOLVIDO O ITEM 1, se quiserem realmente criar está profissao de vidente ou oráculo, entendo:

2.1)vidente deveria ser incluída dentro da ideia de mago do colegio do conhecimento: que poderia ser subdividido em sub colegios: Da LUZ; TREVAS e VIDENTE.

2.2) Em relação ao Oráculo, entendo que poderíamos criar um criatura única (1 unico exemplar) em tagmar chamada assim.
#24 samuel.azevedo Enviado : 25/01/18 14:53
Ninronde, se não me engano há uma tarefa aberta para trocar a criatura Medusa para Górgona. Só está esperando alguém trabalhar nela.

Diego, a ideia do vidente/adivinho/oráculo é que seja uma especialização, não uma profissão. A meu ver, se encaixa mais para feiticeiros. E discordo quando você disse que o colégio do conhecimento não é escolhido por ninguém, já tive um jogador que fez uma bela maga do conhecimento que era bem importante para o grupo. Quanto ao bardo, se acha que só o artista é escolhido, porque não propõe melhorias para as especializações? A discussão para as listas de magia das especializações dos bardos ficou em aberto o ano passado inteiro (não sei como está agora).

Marcelo, pelo contrário, é especializado o suficiente para ser uma especialização. Não há uma magia de adivinhação que resolva tudo o que poderia ser trabalhado nesta especialização, de fato, há muitas magias oficiais que tratam de adivinhação nas diferentes profissões. Um exemplo está neste link, que contém uma especialização de adivinhos extraoficial que havia sido planejada para magos, veja o tamanho da lista de magias (quase todas já oficiais).

Abraços

#25 Marcelo_Rodrigues Enviado : 25/01/18 19:13
Pó Samuel! Assim não vale... esta até pronto... rsrsrsMuito Feliz

Quando perguntei se daria um colegio queria saber ser se dava para fazer é o Samuel mostrou que sim.

Adivinho é bem coisa de cigano que tem tudo a ver com esta profissão que é místico empírico.

Então não vejo porque não ter.

#26 Fábio_CM Enviado : 25/01/18 22:41
Nironde escreveu:
Tinha até uma pretensão em criar uma criatura Gorgona similar a Medusa porem não possui a Petrificação. Porém esta seja um Oráculo. Seja ela do bem ou do mal algo versátil.

E então pessoal o que acham da idéia?

Ninronde, a Medusa está na lista de tarefas de criaturas, agora como Górgona. Se bem me lembro, a sugestão de revisão foi sua mesmo. Quem assumir a tarefa seria livre para criar versões novas da criatura (embora a original também deva ser mantida). Logo, essa sua Górgona Oráculo é possível.

Veja na lista de tarefas
#27 Fábio_CM Enviado : 27/02/18 15:06
Tarefa disponível novamente. Interessados podem assumir na seção de tarefas.
#28 Sistema Automático Enviado : 27/02/18 15:59
A Terefa foi solicitada pelo usuário samuel.azevedo
#29 Kali Enviado : 28/02/18 20:10
A especialização de "Vidente" é muito interessante, mas acredito que as magias já existentes no tagmarpedia não fazem uma personagem atraente para jogar, eu imagino uma especialização que além de ver o futuro/passado também possa utilizar tarot, bolas de cristal, cristais, fazer poçoes do amor/ da sorte/etc, trabalhar talvez com ervas e que tenham algo meio misterioso e talvez até certo contatos com os espiritos quem sabe, que possa seduzir,etc.
Porque segundo mesmo as skills do tagmarpedia só ver passado e futuro é meio sem graça e trabalhoso para o DM.

Eu sugiro um nome diferente como "Caminho do terceiro Olho" , "Caminho das cartas", "Caminho do além" sei lá, algo mais genérico que traga uma personalidade maior que apenas uma vidente, que ela tenha um que de cigana e abranja mais coisas.

Mesmo nas outras especializações de magos as coisas não são tão específicas então não tem o porque dessa ser assim.

Sobre o colegio do conhecimento ele realmente pode ser muito legal de jogar, é só ter uma mente mais aberta.
Sobre a questão dos bardos que acho que foi falada aqui, o Arauto não é jogado porque o skillset dele é um ruim mesmo, metade das magias voce pode trocar por habiliades ou um role play decente.
#30 samuel.azevedo Enviado : 02/03/18 09:39
Primeira versão.

Sem querer, me empolguei e acabei desobedecendo a última observação e definindo algumas especializações Brick wall Se for preciso, as retiro.

Abraço
Usuários visualizando este tópico
Guest
3 Páginas 123>
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET