Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

4 Páginas <1234>
1 As raças nas terras selvagens Opções
#31 Fábio_CM Enviado : 05/01/18 09:47
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Não entendi esta coluna "humano" Think

Os humanos estão ali para efeitos de comparação, uma vez que são uma das raças mais comuns nas Terras Selvagens.

Marcelo Rodrigues escreveu:
Não vejo sentido algum ter "anões de blur" como raça. São penas Anões que moram um Blur, da mesma forma que Elfos de Lar.
Não há nenhuma coisa no livro do Terras Selvagens que de alguma indicio que sejam uma raça separada.

Na verdade, há sim. Página 79 do Livro das Terras Selvagens:

Conta a lenda que, quando Blator criou os anões, fez três casais e estes seriam os fundadores dos três grandes clãs; o clã de Turbom, o clã de Vurbom e o Clã de Rurbom. Os clãs que nasceram destes pais fundadores deram origem as diversas famílias que juraram fidelidade aos clãs fundadores.

Os Rurbom foram banidos para o Império, enquanto os outros dois permaneceram no oriente (Reinos e Terras Selvagens). Baseado nisso, eu sugiro que exista um outro tipo de anão. Uma variedade racial, assim como estamos acrescentando mais uma às duas variedades já existentes de elfos.

A passagem da página 86 do Livro das Terras Selvagens endossa essa proposta:

Enquanto no interior da montanha o clã Turbom se esforçava em crescer e ampliar o reino, no exterior, o clã Vurbom ficou responsável em manter a segurança e a construção das fortalezas e postos avançados. A imensa maioria destes, entretanto, incluindo os principais do clã, se tornou inquieta e insatisfeita com a vida em que se encontravam e resolveram, por vontade própria, partir para se aventurar nas longínquas regiões mais ao norte.

Ou seja, os anões do norte, dos reinos, são os Vurbom e, como está claro, os clãs Turbom e Vurbom eram bem diferentes em perfil. Enquanto os primeiros viviam e trabalhavam nas cavernas, os segundos trabalhavam nas montanhas, sob o céu. A diferença poderia ser apresentada como "anões da montanha" (os anões de Tagmar que já existem, Vurbom) e "anões da caverna" (os anões de Blur, principalmente, mas não somente, Turbom).
#32 Marcelo_Rodrigues Enviado : 05/01/18 17:40
Fabio,

Os clãs não são raças, são apenas famílias de uma mesma nação. O que você citou não afirma nada nesta questão, a não ser que eram 3 clãs.

Buscando a definição de clã:

Citação:
Clã
Um clã constitui-se num grupo de pessoas unidas por parentesco e linhagem e que é definido pela descendência de um ancestral comum.


A vida media de um anão é 400 anos. O fato de um deles sair para explorar não quer dizer que 1500 anos depois se criou uma nova raça, né? Muito Feliz

Pense nos clãs a mesma diferença entre Ingleses e escoceses. São povos com características muitos distintas, mas os 2 são da mesma raça (humana) Feliz
#33 samuel.azevedo Enviado : 05/01/18 18:03
Talvez eles possam se diferenciar por caracterizações, assim como entre os humanos haverão caracterizações de origem para lazulis, rúbeos, herdeiros de Tindael, etc.



#34 Fábio_CM Enviado : 05/01/18 18:05
Marcelo, essa seria uma ótima explicação para a nossa terra. Os elfos florestais e dourados não tem nem origem definida e mesmo assim são sub raças diferentes. Os sombrios eram elfos Dourados. Pelo seu pensamento, não teria porque serem outra raça, afinal.

Os anões foram criados em três clãs. Não tem nada parecido com uma família. Um deles, inclusive, tinha mais afinidade com magia. Outros gostavam de cavernas. Isso está lá. Não foi o tempo que criou a raça (embora poderia). Eles foram criados assim.

Somado a isso, claro, tem o fato do cenário já estar saturado de elfos, e somar outro tipo de anão traria uma boa diversidade.
#35 Ares Enviado : 05/01/18 19:21
Eu até posso pensar em anões divididos em raças, mas em questões de atributos, realmente teria alguma diferença? Não vejo porque um anão de blur seria mais forte, ou mais ágil, ou teria uma percepção ou qualquer outra característica quantificável diferente de um anão d'os reinos. Sempre sobram coisas como cor de cabelo, da pele e tal, mas fora isso? Em termos de jogo, teria algo que seria diferente?

Acho que ter um conjunto de caracterizações únicas para os anões de Blur, já supri essa necessidade de forma muito boa. Ao invés de termos mais uma raça para equilibrar as estatísticas. Até porque as caracterizações permitem uma liberdade um tanto quanto maior em relação a só alocar pontos numa tabelinha, que depois o jogador vai modificar.
#36 Fábio_CM Enviado : 05/01/18 19:44
Ares escreveu:
Eu até posso pensar em anões divididos em raças, mas em questões de atributos, realmente teria alguma diferença? Não vejo porque um anão de blur seria mais forte, ou mais ágil, ou teria uma percepção ou qualquer outra característica quantificável diferente de um anão d'os reinos. Sempre sobram coisas como cor de cabelo, da pele e tal, mas fora isso? Em termos de jogo, teria algo que seria diferente?


A diferença é pra ser pequena mesmo. Talvez +1 em Percepção por eles terem sentidos mais desenvolvidos, uma vez que preferiram viver na escuridão. +1 em intelecto faria todo o sentido, já que Blur é o local com a tecnologia mais avançada do continente, mas não lhes seria útil. A inversão dos bônus de força e físico também faria sentido, já que eles se adaptaram muito melhor condições incrivelmente hostis de Blur enquanto seus irmãos fugiram para o norte.



Ah, outra coisa. O conjunto de caracterizações vai existir. Isso independe dos anões de Blur serem ou não uma raça a parte.
#37 Ares Enviado : 05/01/18 22:26
+1 nisso e +1 naquilo, e então porque alguém escolheria jogar com um anão dos reinos? Se for só somar sem dar desvantagens, fica difícil. E não vejo no que a inversão do físico e força signifique uma maior adaptação a condições hostis, mesmo que nesse caso, não vá causar nenhum problema porque fica elas por elas.
#38 Fábio_CM Enviado : 05/01/18 22:33
Eu não estava dizendo que ele receberia todos estes bônus... A intenção era só esclarecer que qualquer um desses modificadores pode ser facilmente justificado. Penalidades seriam incorporadas da mesma forma.

O físico maior significaria mais RF, o que lhes ajuda muito a resistir ao clima hostil e aos venenos das inúmeras criaturas e fungos. Poderia ser uma das razões deles não terem "fugido" daquele lugar.
#39 Marcelo_Rodrigues Enviado : 06/01/18 07:58
Tá... apoio a ideia do Samuel. Acho que poderia ter a diferença em caracterização.

Quanto aos elfos Sombrios que são uma raça e tem diferenças marcantes, é por motivos de maldição divina.
#40 saulocr Enviado : 06/01/18 12:35
Uma pergunta, os Lazulis e os Rubeos são uma raça a parte ou são homens ?
#41 mikemwxs Enviado : 08/01/18 13:19
Também não acho que orcos rendam personagens jogadores adequados.

Meio-orcos herdeiros da versatilidade humana é algo muito D&D, ponto comum... As vezes o mais óbvio pode ser justamente a mudança de paradigma. E se os meio-orcos herdassem mais a selvageria dos orcos? Seria interessante também imaginar a repercussão cultural deles, como a interrupção da gravidez ou morte do bebê. Talvez os meio-orcos gerem algum tipo de superstição, etc.
#42 Fábio_CM Enviado : 08/01/18 16:52
saulocr escreveu:
Uma pergunta, os Lazulis e os Rubeos são uma raça a parte ou são homens ?

Lazúlis e Rúbeos são humanos normais, não são?


Mais alguma consideração sobre os modificadores de atributos das raças aqui apresentadas? Podemos seguir para outra tarefas a partir destes valores? (essa tarefa não será votada neste momento, porque voltaremos a ela se os testes mostrarem que precisaremos de ajustes).

A próxima etapa é, ao mesmo tempo em que podemos testar as raças com o material existente para os reinos, já sigamos para detalhar as raças para compor o livro.
#43 Ares Enviado : 08/01/18 18:12
Por mim nada a adicionar, e sempre considerei os Lazúlis e Rúbeos como humanos normais.
#44 samuel.azevedo Enviado : 13/01/18 13:33
Olá,

Como estas "caracterizações" meio que obrigatórias para caracterizar o personagem em uma das etnias humanas ou anãs, eu sugiro criarmos o conceito de subraças.

No caso de humanos, por exemplo, a subraça poderia descrever em que atributo se aplica o famoso atributo livre da raça humana, e além disso teria pequenos bônus e penalidades equilibrados (no lugar de caracterizações); as caracterizações criadas seriam para características opcionais da subraça ou cultura.

Abraço
#45 Marcelo_Rodrigues Enviado : 13/01/18 18:51
Acho que estamos nos enveredando por um caminho desnecessário com a ideia de sub raça que não existe no sistema. TEMOS de lembrar que este é um suplemento e não poderá fazer alterações no sistema.

Tanto os anões como as sub raças de humanos podem ser representadas apenas por caracterização de origem.
#46 Fábio_CM Enviado : 13/01/18 20:39
Elfos Dourados e elfos florestais são ambos sub raças.
#47 Marcelo_Rodrigues Enviado : 14/01/18 09:48
Não Fabio, não são. O livro é bem claro: são 6 as raças jogaveis:

- Humanaos
- Anões
- Elfos Florestais
- Elfos Dourados
- Meio-Elfos
- Pequeninos

Sub raça seria dizer que humanos de Calco tem diferenças dos humanos de Marana, mas sendo os 2 ainda humanos. E para isso você mesmo criou a solução... é o que está no Tagmar 3.0... as Caracterizações de Origem!

Assim, anões de Blur, os Lazuis e Rúbios podem ser diferenciados perfeitamente por Caracterizações de Origem. Basta botar as regiões que se compõe as Terras Selvagens Feliz
#48 Fábio_CM Enviado : 14/01/18 11:38
Mais uma vez, é apenas questão de nomenclatura. O livro trata elfos dourados e florestais como dois tipos de elfos diferentes, mas ambos são elfos.

É isso que se está discutindo aqui, um novo tipo de uma raça que já existe.


Isso mostra a falta que um glossário faz ao livro. (Durante as criações de texto do manual 3.0 também foram levantadas várias discussões sobre termos)
#49 samuel.azevedo Enviado : 14/01/18 14:35
Já sei, acho que vou fazer uma caracterização de origem neutra (com bônus e penalidades equilibrados) para cada um dos humanos das terras selvagens.
#50 Marcelo_Rodrigues Enviado : 15/01/18 23:46
Samuel,

não fizemos este tipo de coisa (dar bonus de atributo) nas caracterizações para o Tagmar 3.0, e porque faríamos isso no ATS? Think Porque o Terras Selvagens deve ser um "quebra regras"?

Porque não fazer caracterizações que representem cada grupo humano (lazuis e rubeos) e também elfos de lar, anões de blur, sekbets, napois e gouras?

Não é mais simples e coerente com a ambientação e regras principais?

Fabio,

não é questão de nomenclaturas. Não existe subraça (elfo dourado é uma raça e elfo florestal é outras) no sistema, então não vamos criar aqui, já que não é o objetivo do ATS interferir no sistema principal. Não há diferenças raciais de humanos e anões na ambientação principal, e não há nenhuma suporte de ambientação para isto nos anões e humanos das terras selvagens. Quanto as demais raças propostas (elfos sombrios, meio-orcos, sekbets, napois e gouras) tudo ok. São novas raças mesmas e estão claras na ambientação.

OBS: para quem não acompanhou, o Samuel achou um trecho bem claro sobre os meio-orcos.


#51 samuel.azevedo Enviado : 16/01/18 09:17
Eu não disse que seriam bônus e penalidades de atributos, serão bônus e penalidades do tipo das outras caracterizações...
#52 Marcelo_Rodrigues Enviado : 16/01/18 09:25
Hammmm, ok! Feliz
#53 Azurius Enviado : 16/01/18 09:58
Marcelo, vejo dá mas forma que o Fábio. No nomento em que o texto de raças começa falando de elfos e depois divide pra explicar cada, fica notorio que eles são um subconjunto doa elfos. Se fosse raças distintas não se chamaria elfos.

Fábio você acha que o elfos de lar sendo (elfos dourados como os do reinos) vão ficar muito atrás dos sombrios em status?

Outra coisa, os anões de Blur podem enveredar pelo mesmo caminho dos "elfos" dos reinos.

É isso.
#54 Fábio_CM Enviado : 16/01/18 23:58
Marcelo_Rodrigues escreveu:
não é questão de nomenclaturas. Não existe subraça (elfo dourado é uma raça e elfo florestal é outras) no sistema, então não vamos criar aqui, já que não é o objetivo do ATS interferir no sistema principal.

Querer forçar uma barra dessas só pode ser brincadeira, não é? É tão óbvio que os elfos são uma raça dividida em dois tipos que só existe um meio-elfo. Que ambas possuem exatamente os mesmos requisitos para profissão. Que ambos são vistos da mesma forma por outras raças. Que apenas eles possuem uma seção inteira que os trata como elfos (antes de separá-los em dourados ou florestais). Que a maioria das habilidades os trata como uma única raça, exceto quando é importante diferenciar. Que aparecem em apenas uma coluna na tabela de armas porque... né... são todos elfos.

Passagem do texto em "elfos dourados" (pág. 14 do Manual de Regras):
"Os Elfos Dourados são os mais raros dentro da raça élfica."

Marcelo Rodrigues escreveu:
Não há diferenças raciais de humanos e anões na ambientação principal, e não há nenhuma suporte de ambientação para isto nos anões e humanos das terras selvagens.

Existem inúmeras passagens nos livros de ambientação que dão brecha para a criação de novas raças e profissões. É uma questão de querer ver e, principalmente, querer aproveitar a brecha.

Seria muito mais produtivo da sua parte se em vez de ficar inventando barreiras mirabolantes na ambientação, você simplesmente colocasse sua opinião de que não gostaria de ver isso. Sua opinião tem peso.

O livro de Aventuras nas Terras Selvagens é um suplemento do manual de regras. A definição de suplemento é:
Citação:
su·ple·men·to
substantivo masculino
1. O que se dá a mais.
2. O que se junta a alguma coisa para a completar.
3. Parte que se acrescenta a um livro para completar a sua matéria.
4. Folha extraordinária que serve de aditamento a uma publicação.
5. Adição; complemento; aditamento.
6. [Geometria] Arco ou ângulo que se acrescenta a outro arco ou a outro ângulo para formar um total de 180o.
"suplemento", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/suplemento [consultado em 17-01-2018].

E é por isso que o LATS tem sim a missão de interferir no sistema principal. Não alterando as regras que existem lá, mas criando novas. Essa é a razão de existir de um suplemento. Se não for para ser assim, não é preciso um livro separado.

Marcelo Rodrigues escreveu:
não fizemos este tipo de coisa (dar bonus de atributo) nas caracterizações para o Tagmar 3.0, e porque faríamos isso no ATS? Think Porque o Terras Selvagens deve ser um "quebra regras"?

As caracterizações podem alterar todo o personagem, inclusive seus atributos. Sim, há caracterizações de bônus de atributos e todos gostam delas (embora poucos as escolham devido ao custo). Então se o Samuel fizer isso ele não estará quebrando regra nenhuma.

Marcelo, mais uma vez: mesmo que o uso das caracterizações seja parte obrigatória do sistema, escolhê-las é opcional. O jogador não precisa escolher nem uma caracterização de origem, se não quiser. Dizer que um personagem de uma determinada região tem que possuir uma caracterização vai totalmente contra o objetivo delas. Aí sim estaríamos quebrando uma regra já estabelecida desde o Tagmar 2.3 e mantida na atualização para o 3.0.

A forma como os personagens devem ser interpretados não é uma caracterização. É só uma orientação (aliás, todas as caracerizações de origem do manual 3.0 tem um parágrafo explicando resumidamente como é o comportamento padrão de cada nação).
#55 Fábio_CM Enviado : 08/02/18 15:38
Analisando os atributos de novo, fiquei pensando se faz mesmo sentido os elfos sombrios terem penalidade no carisma. Acho que combinaria mais se eles recebessem -2 no físico e o carisma não fosse alterado.

Uma dúvida: eles podem gerar meio elfos?
#56 Ares Enviado : 08/02/18 16:53
Mas existem elfos sombrios soldados em um número razoavel, claro que muitos são magos, mas a raça em si não é fraca no combate.
#57 Fábio_CM Enviado : 08/02/18 17:15
Isso não é um problema. Ter um baixo físico não os impedem de serem soldados, só os fazem piores do que os outros.
#58 Azurius Enviado : 08/02/18 19:47
Eu acordo com ares, eu deixaria a distribuição como está.

Agora quem precisa de atenção são os meio-orcos. Do jeito que estão não são uma raça atraente.

Em minha humilde opinião eu faria o seguinte.
Meio-Orco INT(-2), AUR(0), CAR(-1), FOR(2), FIS(2), AGI(1), PER(1)

Isso faz dele um combatente (guerreiro/ladino) invejável, uma rastreador bom, um sacerdote possível, um bardo meia boca e um mago péssimo.

Fica a sugestão, dentro do que eu vi nas raças selvagens, ele (sem poderes) precisa ter bons atributos pra bater de frente.

#59 samuel.azevedo Enviado : 10/02/18 13:14
Olá,

A tabela diz que os elfos sombrios não podem ser bardos, mas no texto de Caridrândia menciona que:

Citação:
A biblioteca é bem protegida e possui um grupo seleto de bardos eruditos especialistas na proteção e manutenção dos volumes.
Terras Selvagens, pág. 124.


Abraços
#60 Fábio_CM Enviado : 11/02/18 12:08
samuel.azevedo escreveu:
Citação:
A biblioteca é bem protegida e possui um grupo seleto de bardos eruditos especialistas na proteção e manutenção dos volumes.

Bem mencionado. Mas seriam bardos ruins.
Usuários visualizando este tópico
Guest (4)
4 Páginas <1234>
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET