Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

15 Páginas «<7891011>»
Capítulo 05h - A Corte dos Peversos Opções
#241 Vuripa Enviado : 18/05/17 02:09
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Lançamento 1d20=1
Observo a reação da minha aproximação e falas ao vidraceiro. Se ele tiver um pouco de discernimento saberá que digo a verdade.
observar 2
[1d20]

Na volta ao meu lugar no banquete, pergunto ao mordomo:
-Senhor Simônio, poderia me informar quanto tempo demoraria para receber a prenda que irei escolher?
#242 samuel.azevedo Enviado : 18/05/17 08:59
O príncipe concorda em receber a resposta depois da sobremesa.

E o vidraceiro não esboça reação quando tentam se comunicar com ele, permanecia olhando para baixo, com um misto de desprezo e decepção ou talvez ódio contido no rosto.

Simônio responde a pergunta:

- A prenda pode demorar um ou mais dias para ser entregue, depende do que for escolhido. O livro demoraria um dia para ser confeccionado por muitas mãos. O pergaminho apenas algumas horas. O servo pode demorar alguns dias, depende se ele apresentar resistência, melhor escolher alguém que esteja propenso a lhe servir.
#243 Vuripa Enviado : 18/05/17 14:20
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
volto ao meu lugar e aguardo o banquete....
observo os guardas, as aberturas do castelo, as pinturas... me deslumbro com a visita
#244 Cameron Enviado : 18/05/17 15:16
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Pergunto ao Ricutatis sobre ao ocorrido em que levou ao Hodor ser cativo.
Mas visto que ele tendo oportunidade em lhe servir agora dependa dele.

Ele agiu errado, sim.
E fez por conta.
Hodor ira me fazer falta alteza.

Lamentando do ocorrido e pelas perdas de ambas as partes.

Mas tenho uma duvida curiosa Ricutatis.
Hodor tera sua memória conservada?
#245 Vuripa Enviado : 19/05/17 01:42
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
A cabeça ferve analisando as propostas... mas apenas uma prenda pode ser escolhida.
Olho para todos os lados, mas tudo que penso são nas possibilidades. Continuo a pensar:

Escolher um servo? Aqueles que quero bem, não os quero aqui! Além disso, desconheço a capacidade mágica de Colel e, se ele viesse, provavelmente eu seria o servo. Por outro lado, aqueles que poderiam ficar no inferno não pretenderiam me ajudar... Já me basta o peso de perder Freya... antes pudesse voltar no tempo...
#246 Vuripa Enviado : 19/05/17 02:26
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Ainda em pensamento
Ter uma semana de férias? Quem gostaria de passar férias aqui? Entretanto, com isso eu conseguiria copiar algumas magias... contudo, nenhum encanto que eu ou Cameron criemos seria suficiente... nem pra salvar Freya, nem pra salvar as estátuas.Brick wall

O livro de gênese, por sua vez, satisfaz os desejos dos alquímicos e pode conter encantos jamais pensados, com efeito ancestral. Talvez alguma poção ajude.Anxious

Agora, se fosse um pergaminho... seria possível retornar no tempo. Ainda assim, voltar no tempo não resolveria.Brick wall Vamos Vuripa... pense! Seus amigos precisam de ti!
#247 samuel.azevedo Enviado : 19/05/17 11:18
Ricutatis responde pacientemente a Cameron:

- Claro que ele terá sua memória conservada, a moça que eu descobri ser sua irmã também. Que graça teria em me divertir com ele e a sua irmã se eles não se lembrarem do que passou? Mas só vou repetir esta vez, esqueça que eles existem!

O banquete é interrompido quando uma bela mulher de asas negras pousa ao lado de Vuripa e estende suas mãos:



- Eu sou a princesa Vinega, filha de Ricutatis. Queira me acompanhar nesta dança.

Ela pisca para Cameron, e diz sensualmente:

- A próxima dança será com você.
#248 Vuripa Enviado : 19/05/17 13:07
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
O menino mago acha até graça e fica meio eufórico com a proposta feita pela princesa:
-A honra é toda minha princesa Vinega! Meu nome é Tersephilus, mas os amigos me chamam de Vuripa.

Acompanhando-a ao centro do salão, o elfo pergunta:

-Princesa, se me permite a curiosidade, embora eu saiba que no tratado infernal os demônios não podem cruzar os reinos... Vossa alteza nunca teve curiosidade de conhecer outras terras? Como hoje é meu primeiro dia aqui no reino e não planejei quantos dias ainda estarei aqui, gostaria de saber... Quais os principais atrativos deste reino? A visão das geleiras de Tagmar são deslumbrantes! O vento no alto da colina... A comida élfica... maravilhosa! As estátuas que cercam o castelo de Fulvina, espetaculares! E o jardim então... magnífico! A animação dos rúbeos... esses humanos sem dúvidas foram feitos para festas! Já os viu festejando?

-Pude ver que a biblioteca deste reino é imensa, nem me localizei direito de tantas estantes e livros! Os livros mais raros devem ser os do último andar... Estranho que não vi neste reino nenhum museu ou sala de armas e troféus... talvez seu povo não se interesse, não sei.

#249 Vuripa Enviado : 19/05/17 16:05
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Aguardo que ela comente algo e depois continuo:
-Sua alteza Ricutatis me permitiu uma prenda, um pequeno mimo por eu ter arrancado a pena de um enviado... A princesa deveria ter visto como ficou o rosto da pobre criatura celestial quando eu arranquei a pena dele, em voo.... eheheh. Enfim, não esperava tamanha generosidade real... ainda não sei o que escolher.

-Longe de mim contrariar o Príncipe Anfitrião dos Vazios! Contudo, talvez transformar em demônia a nova posse dele, a humana ruiva, não seja a escolha de melhor serventia. Também não sou um conselheiro de sua alteza para fazer qualquer proposta...

-Posso lhe fazer uma confidência... Adivinhe o que era uma das coisas que mais me agradava em ter aquela serva sacerdotisa perto e mantê-la viva? É que ela muitas vezes conseguia chamar um enviado para apanhar... acho que é um prazer insuperável que poucos conseguem neste plano. No dia em que saímos do reino de Fulvina mesmo... um enviado foi completamente despedaçado... Imagine?
-Aos demônios e mortos vivos não é permitido evocar tais criaturas... já aos vivos... Imagine um enviado sendo devorado em sua frente... Já os viu gemendo de dor? Na floresta de espinhos, presenciei uma generala demoníaca que tostou a asa de um, no reino anterior que visitamos. Acho até que seria bom ter a capacidade de evocar... Vocês praticam caçadas? O que lhe agrada, Princesa?

#250 Vuripa Enviado : 19/05/17 16:16
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Assim que a música para (considerando que ela tenha respondido algo) e voltamos do centro do salão para a mesa do banquete, concluo a fala:

-Tenho certeza que o sofrimento de enviados poderia servir como uma sobremesa adicional e por demais apetitosa ao banquete dos demônios mais nobres... mas sugestão como esta apenas os chanceleres, conselheiros, diplomatas ou seres mais próximos do príncipe poderiam fazer. Ou mesmo uma formidável caçada, como fazem os predadores ao brincarem com suas presas... Uma iguaria, um sabor diferenciado de alimento, prazer e temor. O que acha?

-A propósito, estava me perguntando como é feita a parte da diplomacia por aqui? Digo, não há comitivas ou permissões de viagens entre os reinos? Ou este é um serviço para os ainda não demoníacos?

Ao chegar, assumo novamente meu lugar à mesa e agradeço sorrindo, elogiando-a pela aprazível companhia.
#251 samuel.azevedo Enviado : 19/05/17 18:16
- Você não viu ficou satisfeito com as obras de arte espalhadas na biblioteca? É uma pena... Os troféus de guerra são itens divinos, e eles ficam muito bem protegidos e guardados. Apenas meu pai, Simônio e eu temos acesso, ou eventualmente algum general. Acredite, dependendo da sua escolha de prenda você verá muitas armas hoje. Não vai se interessar pelo arsenal dos demônios...

Então ela ouve as "confidências" de Tersephilus e comenta:

- Uma caçada de enviado não seria nada mal. Hehehe. Às vezes fazemos algo parecido com prisioneiros, damos a ilusão de que estão fugindo apenas para frustrá-los em uma caçada. A mim, me agrada mais jogos de sedução... É a minha natureza, herdei de minha mãe, a Princesa Anasmadis. Ela é a mãe de todas as súcubus como eu, porém eu sou a única filha dela com Príncipe Ricutatis. - ela dá um beijo na testa do jovem elfo, e comenta - Os Príncipes e Princesas tem relações complexas, boa parte deles são irmãos ou parentes uns dos outros, além dos que vieram do plano celeste e assumiram seus lugares. Então há intrigas e diplomacia como em seu mundo, só que muito mais perigosas. E os demônios podem viajar entre os reinos se forem autorizados. Mas os condenados não costumam ter esse luxo, eles são loteados quando chegam aqui... Agora me dê licença, vou me deliciar com o desejo reprimido de alguém...

Um pouco depois, ela tira Cameron para dançar. A sobremesa começa a ser servida. Logo, Tersephilus/Vuripa terá que se decidir.
#252 Cameron Enviado : 20/05/17 01:36
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Lançamento 1d20=18
Começo a dançar com Vinega e achego bem a ela e digo.
[1d20]
“Estou fazendo uma campanha de doação de órgãos! Não quer doar seu coração pra mim?”

#253 Vuripa Enviado : 20/05/17 14:31
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Responderei ao príncipe:
-Vossa alteza fostes magnânima em me regalar uma prenda em troca pelo sacrifício do enviado. Tenho minha escolha e tenho certeza que as condições são meramente assecuratórias. Traga-me como servo: Colel, o alquímico! Como meu servo exclusivo, tudo o que for ou estiver com ele, desde o momento que ele chegar neste reino e enquanto estiver no plano infernal; ele e tudo o que ele estiver portando será apenas meu, quer seja alma, vida, posse ou corpo! Por ele não ser sacerdote, a posse dele pertencerá apenas a mim, não podendo ele sequer ser submetido a efeito de controle mental. Que até o fim dos tempos, nenhuma criatura infernal ou que aqui habite se coloque contrária a esta ordem tomada por vossa alteza.
-Do contrário a isso, desconheço servo no mundo dos vivos que me interesse.

O tom de voz permanecerá baixo. De modo algum serei descortês.
Aguardo a resposta para continuidade.... hora de negociar

#254 Vuripa Enviado : 20/05/17 19:23
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
-Lógico que entenderei se sua alteza infernal não puder entregar Colel como prenda. Afinal, isso deixaria Terseph muito descontente. Talvez essa ação até aborreça o senhor meu pai. Think

-Eu jamais pensaria assim, contudo, não sei até que ponto a corte julgaria como sendo uma grande fraqueza de sua alteza o fato de evitar entregar um servo, tendo que voltar atrás com a palavra empenhada apenas para não irritar alguém que nem imortal é.

-Não duvido que possam existir boatos futuros dizendo que o Anfitrião dos Vazios tem medo de confrontar Terseph. Afinal, todos nós sabemos o quanto ele pretende obter mais poder. Ele está obcecado e este é o primeiro dos reinos.
#255 Vuripa Enviado : 20/05/17 20:11
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Caso Colel já esteja morto, ou mesmo Ricutatis diga que este servo não será possível, digo que estou propenso então a pedir algo mais simples como a confecção do livro de artefato, mas pedirei antes para olhar os pergaminhos existentes na coleção privada.

Depois perguntarei se o príncipe sabe o motivo de termos sido tragados para os reinos infernais.
#256 samuel.azevedo Enviado : 22/05/17 19:02
Cameron, Arte (dança), coluna -7, rolamento 18, vermelho, difícil.

Depois do gracejo, que faz Vinega sorrir, Cameron dança muito bem com ela. Ele consegue dar alguns passos que impressionam a plateia e os pares abrem espaço para assistir a "valsa de Cameron". Diante de tal demonstração, a princesa deixa o corpo dele ficar mais apertado ao dela, e no meio da dança puxa a mão dele mais para baixo de sua cintura... Quando ela sente que ele estava mais empolgado ela pisca para os bardos e a música termina suavemente em segundos. Então, ela o deixa de volta na mesa com mais vontade do que quando a viu.

- Dançar com você foi uma delícia, você estava muito inspirado! Espero que continuemos de onde paramos em outra oportunidade. - ela se despede com um beijo no rosto do mago elementarista e vai para outra parte do salão dançar com outro convidado.

Enquanto isso, Tersephilus pedia para Ricutatis que Colel fosse trazido para ser seu servo. Depois de escutar, o Príncipe pergunta:

- Pois bem. Informe a Simônio mais detalhes sobre este Colel. Como ele é, e onde ele poderia estar... Se sua informação for precisa amanhã mesmo ele poderá será entregue a você. Não se preocupe com Terseph, meu servo se entenderá com ele.

O banquete dura mais uma hora, e então chega o momento dos condenados e visitantes "trabalharem". Simônio começa a indicar quem Ricutatis escolheu para torturar quem e os guardas vão levando as "duplas" para as salas do subsolo. Neste tempo, o príncipe se aproxima de Cameron e Tersephilus e pergunta:

- E quanto a vocês, meus convidados de honra? Hoje irão ficar com qual papel, torturadores ou torturados?

//off: cada um faça sua escolha, descreva os meios que irá fazer a tortura (se escolheu ser torturador), e role 1d20 (teste de escutar) extra. Deixem que eu descreverei a cena, pois irá ter uma passagem de tempo da madrugada toda. Também decidam se vão dormir quando forem liberados exaustos ao amanhecer ou vão se esforçar para manter acordados e fazer alguma coisa.



#257 Vuripa Enviado : 22/05/17 19:44
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Vuripa vai até Simônio e informa os detalhes sobre Colel, bem como o último paradeiro conhecido (quando se comunicou com Garet pelo espelho) . Se necessário, o mago se prontifica a estar junto durante a magia para trazer seu mentor com maior facilidade.

//off: Desconheço maiores detalhes sobre o mentor do pequeno mago. Deve ser feita uma ficha?
#258 Vuripa Enviado : 23/05/17 01:37
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Após conversar com o mordomo, retorno ao banquete. Posteriormente, informo que farei o papel de torturador. Se possível, pedirei para ser o torturador de Malião (mas não direi o nome dele, apenas o indicarei apontando o dedo)

Como é meu primeiro dia de tortura no reino (e ninguém deve morrer), usarei a berlinda para prender o rosto da vítima. Pegarei uma bacia com restos de sopa e usarei uma colher para alimentar ainda mais a vítima... Depois que ela não aguentar mais comer, provocarei nela vômito... que será misturado na bacia com sopa e servirá outra vez de alimento da vítima.

Depois da terceira golfada, direi para a vítima que ela tem 02 alternativas:
A- contar o que quero saber (e se parar de falar vai ser alimentada)
B- voltar a comer a sopa

Perguntarei sobre a vida pregressa da pessoa torturada, situações vexatórias (da época em que era vivo) e intrigas deste reino infernal.
#259 Vuripa Enviado : 23/05/17 02:39
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Lançamento 1d20=2
Se não for chamado por Simônio (para evocar Colel), irei dormir até o horário do almoço.
[1d20] escutar 2
#260 Cameron Enviado : 23/05/17 12:51
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Uso de tortura psicológica.
Uso de água em um jarro com pano sobre o rosto da vitima ela esteja deitada despejo fazendo esta agonizar.
A mesma água fria usada que caia na bacia volto a usa-la.
Em uma bacia grande com agua faço com que ela se agoniza.

Com tapas no rosto da vitima faz ela se sentir nada confortável e a temer pelo pior se necessário for.

Obs. Faço uso de aeromanipulação para criar água se ao local não tenha.
2 pontos de karma seja o suficiente.


#261 Cameron Enviado : 23/05/17 13:55
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Lançamento 1d20=15
A pedido escutar.

irei dormir até o horário do almoço.
[1d20]
Combino com Vuripa se ele queira ir a biblioteca mais tarde.




#262 Cameron Enviado : 23/05/17 23:06
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Lançamento 3d20=5,13,1
Irei buscar me previnir
Me atentando nas minhas condições físicas e irei me alimentando de raizes místicas e crio com aeromanipulação água e dois odres com geomanipulação.
Direi ao Vuripa pra ele se cuidar entrego a ele o outro odre com água e lhe entrego umas raizes místicas.
Antes de ir dormir.
Obs. das vezes que ir ou ter ido ao banheiro ou que tenha notado algo estranho.

Me atento ao ir me aliviar as fezes e a urina.

Irei deixar separado um pouco de raizes místicas para poder me alimentar a mim e ao Vuripa.
#263 Cameron Enviado : 23/05/17 23:11
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Lançamento 1d20=16
Cameron deve ter notado que na sua última foi um barrão nervoso.
Mal se deu pra aguentar o cheiro.
[1d20].

#264 Vuripa Enviado : 24/05/17 03:57
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Citação:
Direi ao Vuripa pra ele se cuidar entrego a ele o outro odre com água e lhe entrego umas raizes místicas.
Antes de ir dormir.

Não entendi se recebi o odre e as raízes antes ou depois da tortura. De qualquer modo, recebo os itens e guardo comigo.
Se possível, evitarei estar perto do mago enquanto ele estiver com problemas gastrointestinais Triste
#265 Vuripa Enviado : 24/05/17 04:11
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Caso o "piriri" de Cameron ocorra no final do banquete e antes da tortura, já digo para ele:
-Nossa, que fedor terrível!!! Para que tanta violência, jovem?Anxious
-Sua alma tá podre! Assim você espanta até os zumbis... Eca, acho que até os golens... kkkk
-Por acaso, Cameron, você pretendia fazer aeromanipulação como tortura? Acho que finalmente conseguiu! Pobre coitada da vítima que ficar contigo nesta noite! Ainda bem que temos quartos separados...kkk
#266 samuel.azevedo Enviado : 25/05/17 17:59
Durante o "serviço noturno" Tersephilus e Cameron são levados para o corredor suterrâneo. O jovem elfo vai pelo caminho pela primeira vez, e nota que é preciso primeiro descer uma escadaria, talvez tão grande quanto a das torres, e depois eles seguem por um túnel repleto de salas onde os pares de torturadores e torturados eram distribuídos. Em cada sala, além dos dois condenados, havia dois guardas demônios e uma pequena plateia formada de demônios de todos os tamanhos.

...

Na sala em que foi designado, Vuripa encontra Malião. O homem o encara com ódio nos olhos e resmunga:

- Então você trabalhava com o bruxo este tempo todo. - cospe no chão e diz - Maldito!

Apesar dos inúmeros instrumentos de tortura disponíveis na sala, o alquímico pede uma tigela de sopa aos guardas, que se entreolham com surpresa e um diabrete da plateia "desaparece" e reaparece trazendo o pedido. Então o elfo começa seu processo de tortura fazendo o homem comer e vomitar seguidamente enquanto ele fazia perguntas sobre sua vida. Finalmente, o homem diz, gemendo, as respostas:

- Pare! Eu digo! Eu fui condenado porque fazia minha filha chorar lágrimas de cristal para conseguir dinheiro das pessoas. Eu e minha esposa pegávamos pedaços de cristal e colocávamos nas pálpebras da nossa própria filha! - se desata a chorar - Então ela ia para a praça, e começava a chorar até que os cristais eram expelidos... - ele soluça e continua - As pessoas achavam que ela era uma profetiza, outras achavam que ela era uma santa ou até um avatar de uma das deusas. Então traziam seus bens mais preciosos para ela na esperança de pedir por milagres. Se seus problemas eram resolvidos pela própria vida, atribuíam os milagres a ela e assim uma grande peregrinação aconteceu, até que ela ficou cega de um olho, não aguentou mais e nos matou...

Entretanto, ele não diz nada sobre intrigas, pois estava esgotado da tortura e sua voz vai se enfraquecendo a medida que dizia as palavras acima. Até que ele tem um colapso e desmaia. Os demônios o tempo todo reagiam com muita surpresa e admiração pela técnica de tortura criativa, e pareciam bastante satisfeitos quando ele termina tudo.

Já amanhecia quando ele é levado da sala de torturas para a sala de banquete, e no caminho apenas tem vislumbres de outras torturas que aconteciam pelas janelinhas das portas. Gritos indistintos de dor eram ouvidos de todos os lados durante o trajeto. Na sala de banquete, ele recebe um desjejum farto e é liberado para voltar ao seus aposentos para dormir. Então ele se deita e dorme.

...

Cameron, escutar 5, rolamento 15, vermelho, difícil.

Cameron, por sua vez, passa a madrugada torturando por sufocamento uma mulher jovem com um pano molhado e as magias hidromanipulação e aeromanipulação. O espetáculo deixava os demônios muito animados e satisfeitos.

Ao amanhecer, ele é levado para cima, mas no caminho entre as vozes de dor e agonia parece ouvir a voz de Freya que parecia clamar pela ajuda divina. Ele acha que a voz poderia vir do fundo do corredor. Então ele vai até a sala de banquete e resolve ignorar tudo e subir direto para seu quarto para comer o resto das raízes místicas que trouxera do reino da fome. Então ele se deita e dorme.

//off: aonde diz que aeromanipulação cria água?
...

Durante o sono, dessa vez cada um tem um pesadelo.

Cameron sonha que ele torturava muitas pessoas e aos poucos seu rosto ia se transformando. Primeiros os olhos ficavam demoníacos. Depois a pele mudava de cor. Em seguida cresciam chifres em sua cabeça. E por fim uma cauda saia de sua traseira. Ele acorda todo suado e percebe que teve uma diarreia na cama.

Vuripa, por sua vez, sonha que estava copiando dezenas de livros na biblioteca. Até que ele nota que as palavras que ele escreviam estavam da cor vermelha de sangue. Ele olha para o frasco de tinta e ela era puro sangue. Uma gota vermelha cai no frasco, então ele olha para o teto e vê demônios açoitando Freya e Hodor, as gotas de sangue eram magicamente manipuladas e caiam no frasco de onde ele achava que tirava a tinta para escrever. Ele acorda suado e sentindo-se culpado.

Vuripa, por sua vez, ainda se levantava quando ouve uma batida leve na porta. Simônio aparece trazendo Colel, que ainda estava com os cabelos molhados de um possível banho e vestia trajes novos e limpos.

- Boa tarde, jovem Tersephilus. Aqui está seu servo conforme pediu ao Príncipe Ricutatis. Faça bom proveito! Ele também está convidado a comparecer ao banquete hoje a noite.



Colel parecia atônito e aliviado ao ver seu jovem aprendiz. Mas parecia aguardar Simônio sair para falar.

Depois de se limpar, Cameron vai procurar Vuripa em seu quarto levando o último pedaço de raiz mística que ele ainda tinha. E encontra Simônio saindo do aposento.


//off: não precisa fazer uma ficha para Colel por enquanto.
#267 Vuripa Enviado : 26/05/17 01:14
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
Agradecido, Vuripa cumprimenta Simônio e o conduz até a porta.
Depois, sem nada falar, o pequeno elfo retira uma de suas luvas e a entrega a Colel, junto com uma moeda de cobre e diz:

-MeB oDnIv RoTnEm, ArOgA eBaS o EuQ rEzAf ArAp UeS oGiMa. MeUq UoS?

Caso Colel não seja realmente Colel, a luva não fará efeito e o feitiço do dreno de vida será lançado.


#268 Vuripa Enviado : 26/05/17 01:55
Jogador: isclopes
EF: 8
EH: 27
Karma: 21
//off: as próximas ações levam em consideração que o personagem seja realmente Colel. Para facilitar a leitura, os textos em alaranjado serão ditos conforme a codificação dos artífices.

Pergunto se o mentor está bem... Quanto tempo se passou desde que o guerreiro e a maga entraram em contato com ele... Como ficou a situação com Terseph... Até que ponto o mecanismo que ele estava reparando está pronto...

Depois digo sobre Freya e o irmão, sobre Malião e as estátuas... Digo que não há muito tempo a se perder, mas a biblioteca possui muitos livros de magias, bem como existe um salão de troféus celestiais.

#269 Cameron Enviado : 26/05/17 01:58
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Obs Em resposta ao MJ.
Samuel Aeromanipulação nível 1.

Aeromanipulação 1: Permite dar formas especificas a gases dentro da área de efeito.

Posso manipular o ar quente e o ar frio.
Se preciso for para acelerar ao processo uso encanto de dardos de gelo sem que estes sejam disparados.
Quando o ar esfria, e o vapor d'água que ele contém condensa, passa do estado gasoso para o estado líquido.
#270 Cameron Enviado : 26/05/17 02:37
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 19
Lavagem Rapida...

Lavo as vestes antes de ter com Simônio.
Uso Hidromanipulação e aeromanipulação

Remover odores e secagem.

Ao deparae com Simônio pergunto se ele não teria meios de providenciar outro lençol? E que horas será o jantar, será no mesmo horário de ontem?

Off....
Obs, MJ quantos pontos tenho de karma quanto teria ja recuperado antes? E por agora com quanto eu estou?

Usuários visualizando este tópico
Guest
15 Páginas «<7891011>»
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET