Histórico Voltar para Lista
.

Após a guerra entre Titãs, Titãs segundos e Deuses, deu-se início à criação tanto de Tagmar quanto das criaturas que a chamariam de lar. Mas isso não passou desapercebido aos olhos sempre atentos das únicas criaturas que já existiam nessa época: os dragões!

Os dragões que lutaram ao lado dos Titãs foram amaldiçoados pelos Deuses, e seu fogo interior se apagou, restando apenas um coração gelado. O ódio que essas criaturas passaram a nutrir pelos Deuses desde então é inigualável em todo o mundo. É notório que os dragões do gelo sempre tentam criar problemas para os deuses ou seus devotos, numa batalha eterna por vingança.

Com o fim do 2º ciclo de Tagmar, após infindáveis batalhas infrutíferas, um dragão do gelo conhecido entre as raças civilizadas pelo nome de Nevasca, compreendeu de onde vinha o poder divino: da adoração dos devotos espalhados pelo mundo. Durante muito tempo Nevasca tentou adquirir devotos para si. Tentou com humanos e pequeninos, mas tendo sido criados pelos Deuses, esses não conseguiam transferir poder ao ganancioso dragão. Ele tentou com sua prole, mas tendo índole tão independente quanto a sua, também não obteve sucesso. Finalmente Nevasca conseguiu o que ele achava ser a resposta para sua empreitada. Ele era incapaz de criar vida a partir da essência pura do karma, da mesma forma que os Deuses, então se utilizando de crianças humanas, ele executou uma série de rituais mágicos para transformá-las nos Dragonianos. Esta nova raça de humanoides se parecia com os humanos, porém mais fortes e musculosos e com um rosto característico por ter grandes mandíbulas e olhos com pupilas fendidas. Nevasca criou muitas dessas criaturas, e fez com que o cultuassem. Durante um longo tempo essa nova raça foi mantida em segredo pelo seu criador, escondida num complexo de cavernas na cordilheira de Sotopor. Foi quando dois outros dragões do gelo descobriram seu segredo que Nevasca liberou sua fúria. Sua criação havia falhado, e agora sua ideia era conhecida por outros de sua raça. Mas os outros dois dragões, Asa do Inverno e Presas Geladas conseguiram dialogar com Nevasca e sugeriram que esse Povo Dragão interagisse com o mundo exterior, para que pudesse desenvolver sentimentos básicos, como inveja, desejo, tristeza e felicidade. Isso poderia dar a eles a força de vontade necessária para se tornarem devotos verdadeiros. Rapidamente, mais dragões do gelo uniram-se ao grupo, e iniciaram a criação do povo dragoniano.

Então, no ano 1420, uma revoada de dragões do gelo seguida por uma horda de dragonianos invadiu o reino de Abadom, buscando suas riquezas e prazeres. Vendo a possibilidade de enriquecer com essa situação, vários dragões do fogo aproveitaram-se da guerra (iniciada pelos dragões de gelo) para aumentar seus tesouros. Os meses que se seguiram selaram o fim de um dos mais ricos e prósperos reinos do Mundo Conhecido, onde dragões e dragonianos causaram destruição e pilhagens como nunca visto antes.

Após a guerra, o que se seguiu foi mais uma tentativa frustrada pela incapacidade dos dragonianos em se tornarem devotos fiéis. Em sua ira, os dragões do gelo destruíram muitos dos dragonianos antes de se retirarem para a cordilheira de Sotopor. Os dragonianos remanescentes organizaram-se em pequenas tribos nômades espalhadas pelo território de Abadom.

Os dragonianos por sua incapacidade de se reproduzir desenvolveram uma sociedade baseada no ódio contra os deuses e seus devotos. Como consequência disso, o povo dragão realiza ataques às cidades próximas, matando e pilhando numa fúria sem sentido, buscando novas crianças para realizarem o ritual ensinado por seu criador. Prisioneiros adultos, embora raros, são sacrificados em nome dos dragões, e então devorados em festins bárbaros.

Hoje, o povo dragão reza para seus criadores, na esperança de que sua ira não os atinja mais uma vez. Talvez os dragões do gelo tenham alcançado seu objetivo, sem nem mesmo perceber...

Arrogantes, consideram todas as outras raças inferiores. Suas tribos são compostas por 10 a 30 indivíduos, para possibilitar mudanças rápidas de região.

Vivem cerca de 500 anos e não se reproduzem, por isso seus filhotes (crianças humanas transformadas por ritual mágico) são muito protegidos pela tribo. Ao defender seus filhotes, os dragonianos recebem +30 EH e +5 colunas de resolução.

Possuem colorações claras, decorrentes da cor de seus criadores, mas não são totalmente brancos. Na verdade, sua coloração varia do tom marfim ao tom areia (+5 colunas de resolução para se esconder em desertos de areia ou de gelo), e suas escamas são muito resistentes. Possuem também um longo rabo, que aumenta sua estabilidade em combate (+5 colunas em testes de agilidade para resistir contra Carga).

Em especial, todo Dragoniano tem a capacidade de usar um Hálito Congelante uma vez por dia. Caso este ataque acerte o físico (EF), a vítima deverá fazer um teste de Resistência a Magia, ou ficará paralisada por 3 rodadas.

Tipo de Criatura

Raças Selvagens

Organização e Habitat

Grupo Grande / Abadom

Habilidades / Técnicas de Combate

  • Comum: Ações Furtivas(4), Escalar Superfícies(6), Trabalhos Manuais(4), Usar os Sentidos(4) / Ataque Oportuno(4), Carga(4)
  • Mago Menor: Liderança(4), Misticismo(4), Navegação(6) / Esquiva(3)
  • Rastreador: Ações Furtivas(9), Escalar Superfícies(7), Lidar com Animais(2), Medicina(3), Seguir Trilhas(9), Usar os Sentidos(9), Venefício(4) / Ataque Oportuno(7), Esquiva(7), Imprevisibilidade(7)
  • Mago Maior: Liderança(8), Medicina(6), Misticismo(11), Navegação(8) / Esquiva(5)
  • Líder: Escalar Superfícies(13), Liderança(12), Usar os Sentidos(8) / Carga(11), Fúria(10), Imprevisibilidade(10), Voz de Comando(10)

Magias e Poderes Especiais

  • Mago Menor: Dardos de Gelo (3), Armadura Elemental (1) , Detecção de Magia (2), Invisibilidade (2).
  • Rastreador: Ações Furtivas (3), Escalar Superfícies (3), Ler Trilhas (3), Rastreamento (3) e Armadura Elemental (3).
  • Mago Maior: Dardos de Gelo (5), Armadura Elemental (3), Detecção de Magia (4), Invisibilidade (4), Desintegração (4).

Peso/Altura

  • Comum: 115 Kg / 1,7 m
  • Mago Menor: 85 Kg / 1,8 m
  • Rastreador: 126 Kg / 1,9 m
  • Mago Maior: 85 Kg / 2 m
  • Líder: 120 Kg / 2,2 m
Atributos

  • Comum: INT(0), AUR(1), CAR(0), FOR(1), FIS(1), AGI(1), PER(1)
  • Mago Menor: INT(2), AUR(3), CAR(2), FOR(0), FIS(2), AGI(0), PER(2)
  • Rastreador: INT(1), AUR(2), CAR(0), FOR(2), FIS(2), AGI(3), PER(3)
  • Mago Maior: INT(3), AUR(4), CAR(2), FOR(0), FIS(2), AGI(0), PER(2)
  • Líder: INT(1), AUR(2), CAR(2), FOR(3), FIS(3), AGI(2), PER(2)


NomeEstEFEHDefesaAtaqueLMP100%75%50%25%RFRMMoralKarmaVB
Dragoniano Comum 322(25)24M1Garras74113107444/ 18
Hálito Congelante5552116116
Lança leve732131074
Mordida543171395
Dragoniano Mago Menor 32027M0Garras630129635631018
Hálito Congelante7772318138
Mordida432161284
Punhal6108642
Dragoniano Rastreador 424(36)36M3Espada1074181410666/1018
Garras1074141185
Hálito Congelante7772217127
Mordida8761814106
Dragoniano Mago Maior 52045M0Garras8521296379/1818
Hálito Congelante1010102419149
Mordida654161284
Punhal8328642
Dragoniano Líder 824(40)80P2Garras13107151296111012 18
Hálito Congelante1111112217127
Montante913142418126
Mordida111091915117