Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

4 Páginas 123>»
Capítulo 05c - O Reino Beligerante Opções
#1 samuel.azevedo Enviado : 15/02/17 23:44
Borr acorda dentro de uma tenda. Barulho de metal sendo amolado, cascos de cavalo, e cheiro de sangue denunciam o que há lá fora.
Ele olha para fora da barraca, e vê um acampamento de guerra. Em todos os lados do horizonte, há uma enorme muralha de pedra e madeira. Não havia nenhum sinal do frio de onde estava antes. Mas já não tinha certeza se alguma vez esteve nas geleiras ou se não foi tudo um sonho.

Um pouco ao norte há um castelo e uma arena onde combates estão acontecendo.

#2 Borr Mythigar Enviado : 16/02/17 14:15
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Mas o que é isso!
Borr sai da tenda e olha em volta, tenta ver algum rosto conhecido ou ao menos reconhecer o lugar enquanto se pergunta o que está acontecendo...
Começa a se dirigir para a arena. Ele não gosta de arenas, acha um desperdício de tempo e vidas, mas sempre é um local agitado, talvez consiga ter algumas respostas por lá.
Durante a caminhada, sente que alguma coisa está faltando então se lembra da loba. Onde será que ela está. Neste momento tenta entrar em contato mental com ela.
#3 samuel.azevedo Enviado : 16/02/17 15:07
Borr chama pela loba, e uma manifestação espiritual dela aparece ao seu lado. Ela estava alva como a neve, e sua transparente quase emitia luz.

Juntos, eles acompanham a multidão em direção a arena. O Mythigar não demora para notar que os rostos de muitas das pessoas eram deformados, e algumas tinham chifres, tentáculos, asas ou membros extras. Porém não era mais possível sair do fluxo da multidão. Só restava seguir em frente.

Então a dupla passa pela entrada do castelo, vira à esquerda, depois direita, e novamente esquerda. Quando se dão conta, estão quase no centro da arena ao lado de algumas pessoas. Diante de um homem que se sentava em um trono demoníaco. Atrás dele, uma enorme criatura era chicoteada por sete seres demoníaco do tamanho de anões.



O guardião olha para a platéia, atônito, e percebe que toda a multidão era de rostos demoníacos. O homem permanece no trono, enquanto outros guerreiros e bestas entram na arena. Então uma mulher chifruda, de proporções anãs se aproxima dele, e grita:

- Povo de Calganazo! Estes são os condenados desafiantes de hoje. Aquele que sobreviver a batalha sangrenta contra os outros, poderá enfrentar o campeão! - Ela sinaliza, tocando no ombro do homem que está sentado - Que seus olhos se refestelem com o espetáculo, pela Princesa Diatrimis!

Os gladiadores condenados se entreolham, a tensão do combate toma volume enquanto aguardam ela dar o sinal de início aos jogos.

#4 Borr Mythigar Enviado : 16/02/17 19:33
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Ainda fora da arena, quando percebo os rostos demoníacos e deformados faço um sinal de Blator (sinal da cruz se fosse na vida real), fico um tanto amedrontado, não gosto de arenas e aqui estou no meio destas criaturas então quando fala em lutarem uns contra os outros ai sim o medo toma conta, começo a ficar acuado no meio da quele monte de demônios.
O... O que eu fiz para merecer isto... Como assim condenado...

Por instinto de sobrevivência começo a procurar algum lugar em que eu possa ir, talvez junto a alguma pilastra, parede, ou algo assim. Procuro Fenris e toco em seu pelo buscando um pouco de conforto e coragem por saber que não estou sozinho, mas (imagino) minha mão passa por ela. A respiração aumenta como se estivesse lutando a tempos, meus batimentos cardíacos aceleram então levo minha mão ao meu machado.
#5 samuel.azevedo Enviado : 17/02/17 17:08
Borr faz o gesto sagrado da ordem de Blator, erguendo o punho direito. Alguns homens ao lado dele riem, um deles diz:

- Agora é tarde demais para apelar para um deus, aqui somos todos mortos e condenados por Cruine pelo pecado da Traição! Esse gesto só vai provocar o ódio da Princesa Diatrimis, agora ninguém vai querer fazer aliança com você, mesmo que fosse uma aliança para trairmos uns aos outros no final, você ficará marcado!

Então o rastreador, atônito com a notícia, procura se encostar numa parede ao lado da loba fantasmagórica. Ele tenta acariciar os pelos dela, mas sua mão atravessa sua pele. Então, o filho dos Mythigar segura o cabo de seu machado e espera pelo pior.

Do palanque ao lado do trono do campeão, a anã demoníaca grita para os competidores, mas alto o suficiente para a platéia ouvir:

- A primeira rodada desta batalha se dará em duplas! Condenados, façam suas alianças.

Todos os condenados começam a formar pares, e, como previsto, Borr fica sobrando. A anã diz:

- Sobrou um, hahahah. O estúpido que ousou fazer o gesto daquele que não devemos mencionar. Que seja o primeiro a cair.

Então ela ergue os olhos, e finaliza seu discurso, gritando:

- Todos devem lutar sanguinariamente. Apenas os que estiverem de pé quando a areia desta ampulheta descer, prosseguirão para a segunda etapa. As duplas devem se ajudar, mas como confiar em traidores? Hahahaha. Sempre me divirto com esta piada. A primeira rodada começa agora!


//role a iniciativa e descreva a ação de 1 rodada (sua e de Fenris)


samuel.azevedo anexadas as seguintes imagens:
arena01.jpg
#6 Borr Mythigar Enviado : 17/02/17 18:25
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Lançamento 2d20=9,2,14,9
Se me permitir quero fazer uma ação, o mais escondido possível. Neste momento Borr não sabe se a loba está ali ou se é alguma manifestação de sua mente, como uma ilusão, mas ele se agarra a uma esperança e durante o discurso dela, e enquanto todos estão escolhendo seus parceiros uso a magia força mútua. Quando percebe que de alguma forma ela é real, está realmente ali ele se anima, ainda está com medo mas começa a raciocinar melhor e se lembra que ainda existe uma carga no machado para ser usada, então ele confere se as luas estão acesas. (se não for permitido uso força mútua como minha primeira ação.

Força Mútua 1: Concede +1 na coluna de ataque do evocador e de até 3 de seus companheiros animais.
Iniciativa Borr e Fenris
Ataques se convier.



Como Borr ainda esta com um pouco de medo, ele não irá atacar de imediato, ao invés, ficará no aguardo de alguém tomar a iniciativa, se isso acontecer ele atacará este sujeito e com um comando mental dirá a loba para atacar por trás, como ela faz em matilha. Como Borr está próximo a uma pilastra permanecerá com ela em seu ponto cego para não ser flanqueado.
#7 Borr Mythigar Enviado : 18/02/17 01:37
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
off:// As alterações com a ficha evoluída são:

As magias que utilizarei antes durante a escolha dos parceiros (se permitido, serão Força mútua 3 e Arma elemental 2, na ordem.)

Força Mútua 3: Concede +2 na coluna de ataque do evocador e de até 3 de seus aliados. Duração: 15 rodadas.
Arma Elemental 2: Idem ao anterior, mas agora aumenta em +1 coluna de ataque e +1 no dano causado por um alvo. A duração é de 5 rodadas.
#8 samuel.azevedo Enviado : 20/02/17 09:25
#9 samuel.azevedo Enviado : 20/02/17 09:57
[1d20]
#10 samuel.azevedo Enviado : 20/02/17 10:07
Enquanto a anã fazia seu discurso, o filho da tribo dos Dentes de Sabre observa que as runas de seu machado estavam apagadas, apenas a marca escura delas permanecia. Então ele evoca os poderes que havia acumulado da natureza, abençoando a si e a loba com força e poder dos elementos.

Força Mútua 3: Concede +2 na coluna de ataque do evocador e de até 3 de seus aliados. Duração: 15 rodadas.
Arma Elemental 2: Idem ao anterior, mas agora aumenta em +1 coluna de ataque e +1 no dano causado por um alvo. A duração é de 5 rodadas.


1a rodada
Citação:
initiativas: Borr 9, Condenados 5, Fenris 2

Condenado 1, ataque com gládio, coluna 1 (M5-M4), rolamento 9, amarelo, 25% de dano. 4 de dano em Borr
Condenado 2, ataque com gládio, coluna 2 (M5-M4+1 ataque oportuno), rolamento 2, branco, erro.
Condenado 3, ataque com lança pesada, coluna 2 (M5-M4+1 ataque oportuno), rolamento 1, verde ,falha crítica, rolamento 14, laranja: Ataque desastroso causa 50 % de dano em si mesmo. 10 de dano na própria EF
Condenado 4, ataque com machado, coluna 5 (M8-M4+1 ataque oportuno), rolamento 6, branco, erro.
Fenris, ataque de mordida, coluna 16 (L10-L2+5 ataque oportuno por flanquear+3 bonus), rolamento 9, laranja, 50% de dano. 12+1 de dano
Borr, ataque com machado crescente, coluna 18 (L10-L2+7 ataque oportuno por flanquear+3 bonus), rolamento 14, azul, 100% de dano. 20+1 de dano

As duplas começam a se enfrentar espalhadas em toda a arena. A leste dali, enquanto duas duplas se enfrentavam, uma terceira dupla entra no combate flanqueando um dos lados que antes disso levava a melhor. Borr e Fenris, porém, são cercados por duas duplas que tentavam atacá-los com gládios e lanças. Apenas um dos oponentes de Borr estava bem equipado com elmo, armadura de couro rígido e lança. Os outros eram dois velhos carecas armados com gládios, e um negro alto e musculoso armado com um machado.

O guardião esperava que os oponentes se aproximassem para atacar, para que ele mesmo e a loba fizessem seu ataque. O primeiro que se aproxima é um dos velhos carecas, que tenta acertar o rastreador com seu gládio, mas Borr desvia enquanto a loba atravessava a todos e atacava o oponente por trás. Então, o guardião finaliza o velho com um golpe de seu machado, rasgando o peito dele. O corpo do velho jazia em espasmos no chão, e o machado não parecia ter sido ativado.

Os outros três se aproveitam da brecha da loba, e, apesar de Borr está ao lado de um pilar, é flanqueado pelos oponentes. Mas eles não conseguem acertar o bárbaro, e um deles se fere com a própria lança. Talvez o golpe fosse letal, se o oponente estivesse sem armadura.

Durante todo o tempo, os gladiadores amaldiçoados se xingavam, mas o barulho ensurdecedor da platéia impedia de entender alguma coisa.


Condenado 1, EF -5, EH 0, L2. Caido
Condenado 2, EF 16, EH 9, L2.
Condenado 3, EF 20, EH 12, M3. Sangrando
Condenado 4, EF 19, EH 10, L3.
samuel.azevedo anexadas as seguintes imagens:
arena02.jpg
#11 Borr Mythigar Enviado : 20/02/17 13:55
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Lançamento 3d20=2,5,11
Fico sempre me movimentando para dificultar para os oponentes, e miro primeiro no velho mandando a loba sempre flanquear meu alvo ou um novo alvo caso o meu seja vencido, nesta rodada irei pegar o gládio com a mão esquerda e lutar com as duas armas.

Ambidestria (6)
Ataques (Borr, borr, fenris)

#12 samuel.azevedo Enviado : 20/02/17 15:42
#13 samuel.azevedo Enviado : 20/02/17 16:02
2a rodada:
Citação:
iniciativas: Borr 9, Condenados 5, Fenris 2

Condenado 2, ataque com gládio, coluna 5 (L8-L3), rolamento 8, amarelo, 25% de dano.
Condenado 3, ataque com lança pesada, coluna 2 (M5-M4+1 ataque oportuno), rolamento 19, azul, 100% de dano.
Condenado 4, ataque com machado, coluna 5 (M8-M4+1 ataque oportuno), rolamento 12, laranja, 50% de dano.
Fenris, ataque de mordida, coluna 16 (L10-L2+5 ataque oportuno por flanquear+3 bonus), rolamento 11, vermelho, 75% de dano. 16+1 de dano
Borr, Ambidestria 7.
Borr, ataque com machado crescente, coluna 18 (L10-L2+7 ataque oportuno por flanquear+3 bonus), rolamento 2, amarelo, 25%-25% da ambidestria = erro.
Borr, ataque com cimitarra, coluna 16 (L8-L2+7 ataque oportuno por flanquear+3 bonus), rolamento 5, amarelo, 25%-25% da ambidestria = erro.

Mais uma vez, Borr aguarda a loba se posicionar flanqueando e atacar um dos oponentes para então atacar também. A loba morde a perna do outro velho, que tenta livrar a própria perna atacando a loba com sua espada. A arma do gladiador apenas atravessa a loba sem acertá-la. O guardião tenta usar a espada junto com o machado mas e se atrapalha em seus ataques. Os outros dois gladiadores atacam. O lanceiro quase atinge Borr, mas ele apara o golpe com seu machado. O negro tenta golpear Borr com um machado pelo outro lado, mas o rastreador também apara esse golpe com o sabre.

Os guerreiros urravam ofensas para Borr, que quase não entende com o barulho da platéia. Espalhados na arena, alguns combatentes já haviam caído.



Condenado 2, EF 16, EH 0, L2.
Condenado 3, EF 20, EH 12, M3. Sangrando
Condenado 4, EF 19, EH 10, L3.
samuel.azevedo anexadas as seguintes imagens:
arena03.jpg
#14 Borr Mythigar Enviado : 20/02/17 19:11
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Lançamento 3d20=11,20,15
Com a adrenalina, Borr começa a focar mais no combate. A vontade de viver e toma o lugar da desesperança e a moral começa a tomar o lugar do medo.
Miseráveis... Não tombarei aqui...
Borr, borr, fenris
#15 samuel.azevedo Enviado : 21/02/17 10:59
//off: confirme o crítico!
#16 Borr Mythigar Enviado : 21/02/17 14:05
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Lançamento 1d20=5
Desculpe, fiz rápido a postagem, nem vi os resultados.
[1d20]
#17 samuel.azevedo Enviado : 21/02/17 14:09
#18 samuel.azevedo Enviado : 21/02/17 14:29
3a rodada
Citação:
iniciativas: Borr 9, Condenados 5, Fenris 2

Condenado 2, ataque com gládio, coluna 6 (L8-L3+1 ataque oportuno), rolamento 13, laranja, 50% de dano.
Condenado 3, ataque com lança pesada, coluna 2 (M5-M4+1 ataque oportuno), rolamento 16, vermelho, 75% de dano.
Condenado 4, ataque com machado, coluna 5 (M8-M4+1 ataque oportuno), rolamento 19, azul, 100% de dano.
Fenris, ataque de mordida, coluna 16 (L10-L2+5 ataque oportuno por flanquear+3 bonus), rolamento 15, azul, 100% de dano.

Borr, Ambidestria 7.
Borr, ataque com machado crescente, coluna 10 (L10-L3+3 bonus), rolamento 11, laranja, 50% de dano-25% da ambidestria = 25%.
Borr, ataque com cimitarra, coluna 8 (L8-L3+3 bonus), rolamento 20, cinza, crítico, rolamento 5, branco: 50%. Corte no ombro, impõe um ajuste de – 4 por 1 dia.

Enquanto Borr e a loba repetem a estratégia, os condenados o atacam. Sem conseguir acertar a loba, o careca tenta acertá-lo com um corte de alto a baixo do gládio, mas o rastreador apara o golpe com seu machado. O lanceiro tenta estocar de um lado, e Borr tenta aparar com o sabre, e mesmo assim a ponta da lança passa raspando no ombro do guardião. O gladiador negro desce o machado do outro lado e rasga a armadura de Borr, fazendo também um corte em sua pele.

A loba rasga o velho, e Borr se vira para atacar o lutador que o feriu com o machado. O rastreador também tenta acertar o oponente com o machado, mas o lutador apara com o próprio machado. Então Borr aproveita que o inimigo estava ocupado bloqueando e o acerta no ombro com a cimitarra. O lutador o chama de nomes impronunciáveis.

A esquerda do grupo deles, outro lutador caía e a lutadora trai seu companheiro de dupla e o mata. O mesmo acontece mais ao norte na arena, uma dupla vence o último oponente, e um dos combatentes mata seu companheiro. Também há mortes e traições nos outros grupos.


Neste momento, soa-se uma trombeta, e a anã volta a falar:

- Acabou a primeira prova de hoje. Que o sangue dos perdedores banhe Diatrimis e seus seguidores! Competidores, afastem-se uns dos outros. A próxima rodada começará em breve, depois que os derrotados sejam levados da arena.

Um grupo de demônios entra na arena e começam a arrastar os corpos dos derrotados para longe. Os oponentes sobreviventes de Borr se afastam um pouco dele e o olham com ódio.


Condenado 3, EF 20, EH 12, M3. Sangrando
Condenado 4, EF 9, EH 5, L3. Sangrando, Corte no ombro, impõe um ajuste de – 4 por 1 dia.
samuel.azevedo anexadas as seguintes imagens:
arena04.jpg
#19 Borr Mythigar Enviado : 21/02/17 17:10
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Respiro fundo muitas vezes, Borr sente muita excitação e uma pergunta se repete em sua cabeça. Porque o machado não funcionou? Será que nada mágico funciona ou é por que o machado precisa que alguém morra? Mas consegui usar magia, então deveria funcionar... Onde afinal de contas estou... Inferno, tendo um pesadelo...
Enquanto todos se afastam mexo no corpo de algum dos caídos, vejo se tem sangue, então me sento e me encosto na pilastra para descansar. Chamo Fenris para perto e tento um contato telepático para saber como ela está.
#20 samuel.azevedo Enviado : 22/02/17 09:37
Borr tenta manter contato mental com Fenris e percebe que ela está em um estado parecido com um sonho. É possível perceber que ela se sente como se estivesse fora do próprio corpo, que está em algum lugar muito distante.

Então ele investiga os corpos antes que os demônios os levem, e nota que o sangue dos outros é translúcido. O gladiador negro nota a surpresa dele, e então presta atenção em Borr, até que resolve falar, espantado:

- Sua loba é estranha, não pode ser atingida mas consegue nos atingir. E seu sangue, parece de vivo! Diferente do meu sangue e o sangue dos outros condenados. O-o que você é?

#21 Borr Mythigar Enviado : 22/02/17 10:14
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Olho para ele, meio na dúvida sobre o que falar, então respondo.
Eu não sou um condenado. Seja lá o que isso quer dizer. Fui jogado aqui, só não sei como. Preciso sair deste lugar...

Se ele for embora, rezo para Blator interceder por mim. Sei que não fui seu melhor guerreiro, mas interceda por mim.
#22 samuel.azevedo Enviado : 22/02/17 10:23
O homem responde:

- Então você não teve sua audiência com Cruine, veio parar direto aqui no inferno dos traidores sem julgamento? Deve ser um grande traidor!
#23 Borr Mythigar Enviado : 22/02/17 17:33
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Não fale besteira. Eu não estou morto. Isso deve ser obra... A deixa pra lá...
#24 Borr Mythigar Enviado : 22/02/17 17:40
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
E você? o que fez para vir parar aqui?
#25 samuel.azevedo Enviado : 24/02/17 01:41
- Eu era um mercenário, e traí minha companhia, revelando ao inimigo os planos de ataque de uma batalha que fomos contratados para ajudar. Depois disso, enquanto fugia, fui morto pelos meus antigos companheiros. Esperei numa longa fila até que encontrei Cruine e ele me julgou como traidor, me enviando a este reino.

A anã volta a falar, e diz:

- Lutadores, na próxima rodada vocês podem fazer alianças com outros traidores à vontade. Preparados? Podem lutar!

//off: descreva suas ações, se tentará fazer aliança ou não, e role a iniciativa e um ataque.
#26 Borr Mythigar Enviado : 24/02/17 12:33
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Lançamento 2d20=5,14,2
Continuo a falar com o cara.
Me diz uma coisa então, aprendeu a lição?

É burrice dar as costas a seu aliado aqui. O objetivo é chegar até o campeão, não matar o máximo possível. Lutemos juntos até sobrar apenas nós dois. Depois lutamos um contra o outro. Quem sabe você se redima do que fez e Cruine o liberte.

Antes que comece uso força mútua novamente.

Força Mútua 3: Concede +2 na coluna de ataque do evocador e de até 3 de seus aliados. Duração: 15 rodadas.
Borr e Fenris
Iniciativa
Ataque oportuno 7
Ambidestria 7
Ataque

Sempre flanquearei com a Fenris.


#27 Borr Mythigar Enviado : 24/02/17 12:34
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Lançamento 1d20=2,7
off:// só joguei uma iniciativa, vai aqui a da loba e o ataque da loba também

[1d20]
#28 samuel.azevedo Enviado : 02/03/17 16:17
#29 samuel.azevedo Enviado : 02/03/17 16:17
[1d20] critico
#30 samuel.azevedo Enviado : 02/03/17 16:18
Usuários visualizando este tópico
Guest
4 Páginas 123>»
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET