Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

4 Páginas 123>»
Capítulo 05b - O Reino da Fome Opções
#1 samuel.azevedo Enviado : 15/02/17 23:36
Cameron acorda no alto de um morro. A perder de vista há campos dourados de trigo. Uma estrada ao longe leva a um castelo, talvez a mais de um dia de caminhada. O calor e a luminosidade dava a sensação de que estava no verão. Será que alguma vez esteve perto de frio? Era o que o mago pensava.

Ao se aproximar da plantação, para horror do mago, o que parecia grãos de trigo são milhares de pequenas criaturas demoníacas parecidas com gafanhotos.



O mago tenta se afastar dos insetos, na direção do castelo. Mas, para seu horror, a plantação seguinte é de pessoas, presas pelos pés no chão, enquanto sua carne era devorada pelas mesmas criaturinhas. Uma das pessoas próximas que está nesta situação é o rúbeo Hodor!
#2 Cameron Enviado : 16/02/17 16:30
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Corro em direção ao Hodor e uso aeromanipulação 1 para afastar as criaturas apenas de nos.

#3 samuel.azevedo Enviado : 17/02/17 16:06
Aeromanipulação 1: Permite dar formas especificas a gases dentro da área de efeito.

O mago evoca o feitiço da aeromanipulação em seu efeito mais fraco e consegue afastar alguns insetos. Hodor fica gemendo, ainda preso no solo por raízes que seguravam suas pernas, e com a boca costurada, enquanto outras criaturas demoníacas minúsculas se aproximavam pelo chão e mordiam suas pernas. Seus olhos exprimiam muita dor.
#4 Cameron Enviado : 17/02/17 16:29
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Cameron começa a dar estocadas de lança na planta em que segura o Hodor para liberta-lo.
#5 samuel.azevedo Enviado : 18/02/17 10:46
Sem perder tempo, Cameron usa sua lança para cortar as raízes que prendiam o guerreiro. Os insetos que ele havia afastado com a aeromanipulação se aglomeram nos outros presos, que se agitam em convulsão.

Um deles rasga a costura de sua boca com um grito desesperado enquanto era vorazmente devorado, um anel em seu dedo brilhava com uma luz amarela:



Não muito longe dali, outro condenado estava em situação ainda pior, a metade de seu corpo já havia sido comida:



Ao ser solto, Hodor começa a arrancar com as próprias mãos as costuras que fizeram na boca dele. O corpo dele estava cheio de pequenos arranhões, mas nenhum ferimento aparentemente grave. Só então é possível ver, que as armas do guerreiro haviam sido amarradas de forma que manteriam o corpo dele em pé como um espantalho caso ele tivesse sido morto. Então ele arranca suas armas e diz:

- Vamos sair daqui, antes que os espantalhos nos vejam!

//off: descreva sua ação e além disso role Observar.
#6 Cameron Enviado : 18/02/17 14:32
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 1d10=9
Off.
constei que precisa em haver atualizar a heróica Samuel.

Outra coisa precisa de que eu faça a ficha do Hodor aqui no PBF?
Pois somente pude lhe enviar a ficha.

Edit: se puder fazer, fico agradecido. Ainda não atualizei a EH, mas quando for ter combate atualizarei.
#7 Cameron Enviado : 18/02/17 16:24
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 1d20=17
Uso a varinha no Hodor Aeromanipulação 3, digo a ele para socorrer o que esteja mais debilitado.
Caso este com que estiver morto pegue ao que seja util ou tenha algo que possa servir para nós.
Depois sairemos juntos em direção do castelo.
Em quanto isso saio para socorrer ao que estiver com anel.
Habilidade Observ [1d20].
Usando a lança da mesma maneira.
#8 samuel.azevedo Enviado : 18/02/17 20:14
Aeromanipulação 3: Forma uma barreira de vento em volta do evocador que impede ataques com projeteis não mágicos e dá penalidade -2 em combates corpo a corpo, afetando inclusive o evocador caso este queira atacar ultrapassando a barreira de vento com armas de mão. Entretanto os ataques mágicos a distância não recebem qualquer penalidade.

Observar 3, rolamento 17, vermelho, difícil.

Cameron evoca a magia de manipulação do ar, usando a varinha, entretanto, a magia não tem seu efeito ampliado pelo objeto mágico, apresentando apenas o efeito normal; ou seja, a magia fica protegendo o próprio mago. Então o mago examina e nota que a varinha não está funcionando!

De qualquer maneira, Hodor ajuda Cameron a soltar o homem que gritava de dor. O outro já estava quase morto, e os demais não mostravam reação além de pequenos tremores ou gemidos enquanto seus corpos eram comidos. O homem com o anel dourado é liberto, e diz:

- Obrigado por me ajudarem! Meu nome é Selimar, eu era um sacerdote de Sevides, mas caí na armadilha dos Bankdis e vim parar aqui. Eles me ofereceram um tesouro em troca de eu deixar o povo de uma vila que apoiava a resistência morrer de fome. Eu caí na tentação e quando aceitei a oferta vim enviado para cá. Com este anel divino, relíquia que eu havia juntado em vida, consegui sair daqui atravessando o portal e coletando itens nos outros infernos. O anel foi dado por Sevides para um dos mestres de nossa ordem, ele faz com que plantas cresçam mais rápido. Pelo que descobri nos séculos aqui, itens divinos são capazes de abrir o portal. Mas um portal não é o suficiente. Quando finalmente cheguei do outro lado, Cruine me julgou e me baniu de volta para cá. Nunca mais o anel brilhou, até você salvar o outro homem, e depois a mim. Foi a primeira vez em muito tempo que alguém teve um ato que contraria a avareza e miséria deste lugar. Vocês me inspiraram a fazer o mesmo. Percebo que vocês não são condenados, então fujam daqui! Levem o anel!

Ele olha para os olhares surpresos de Cameron e Hodor, e explica:

- Aqui é o inferno de Antredom, o Sorriso dos Miseráveis, o Pouco. Os condenados pela avareza não morrem com esta tortura, até porque já estamos todos mortos. Apenas sofremos nesta plantação maldita até que nossas almas sucumbam então seremos absorvidos pelo demônio, mas os piores de nós são transformados em demônios para servir ao príncipe. Todos os dias os demônios se alimentam de nós e colhem nosso sangue espiritual, e o levam para o Príncipe Antredom se alimentar. No dia seguinte, nossa "carne" volta a crescer para que os demônios comam dela.

Então Cameron vê, entre a "plantação" de condenados, um demônio espantalho se movendo em direção ao trio. Selimar também percebe, e diz:

- Não há mais tempo. Procurem o portal na torre mais alta do castelo. Atravessem de mãos dadas, ou só o portador do anel fugirá. Mas cuidado com o guardião e não passem perto do salão real! E mais uma coisa, além de um item divino, para sair de todos os infernos é preciso de objetos dos treze infernos...



O demônio que se aproximava, estava no caminho entre o castelo e os três. E uma fila de demônios parecia levar o produto da colheita até o castelo. Era preciso traçar alguma estratégia para sair da vista do demônio e se aproximar do castelo sem ser notado pelos demais demônios.

//se tentar se esconder, role teste de ações furtivas
#9 Cameron Enviado : 19/02/17 12:16
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 2d20=3,19
Apanho primeiro o anel e digo:
Selimar venha conosco para que possa se redimir. Nos ajude a sairmos daqui.
Ações furtivas primeiro é Persuasão no sacerdote.

Off. Surpreso se for um 20...
#10 Cameron Enviado : 19/02/17 21:42
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Pergumto ao Selimar por que alguns itens magicos não fazem efeito aqui onde estamos?

E ao que nessessário para que eles funcionem e para que nos conseguirmos sair daqui ou ir para outro lugar em busca de tais itens?

Também pergunto ao que o espantalho faz e qual suas habilades?

#11 samuel.azevedo Enviado : 20/02/17 10:51
Cameron, Persuasão 4, rolamento 3, branco, rotineiro.
Cameron, Ações Furtivas 3, rolamento 19, azul, muito difícil.

Cameron recebe o anel, e pede para Selimar os acompanhar para se redimir com eles. O velho clérigo amaldiçoado diz, resignado:

- Não há tempo, um demônio espantalho está vindo! Eles controlam estas raízes e colhem a energia de nosso sofrimento, enquanto os demônios insetos se alimentam de nós. Itens arcanos e sagrados não funcionam no inferno, tem alguma coisa a ver com o karma infernal interferindo nos objetos. Apenas itens divinos, profanos e demoníacos funcionam. Corram, vou distraí-lo!

Então Selimar apanha um porrete no chão e corre em direção ao demônio. Hodor puxa Cameron e diz:

- Não desperdice o sacrifício dele!

Então a dupla se move para o oeste e despista o demônio. Apesar disso, ainda era possível ver Selimar apanhando da criatura e chamando a atenção dela para o outro lado. A foice do demônio afunda no coração do sacerdote condenado. Então Selimar projeta sua voz em um profundo lamento em forma de cântico, parecia um pedido de perdão. De repente, um trovão cai sobre clérigo, fazendo um som parecido com a palavra REDENÇÃO. De onde Cameron e Hodor estão escondidos, é possível ver anjos erguendo ele em direção aos céus, enquanto acompanham o cântico dele, até que eles desaparecem a muitos metros de altura.

//off: a música do cântico: https://www.youtube.com/watch?v=ILsJnQO-Rfg

Depois de alguns instantes de silêncio, Hodor sussurra, com os olhos lacrimejando:

- Pelo que entendi, precisamos ir escondidos até a torre do castelo. Tem algum plano?
#12 Cameron Enviado : 20/02/17 18:18
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 1d20=2
Observar [1d20].
Ao inimigo espantalho.
#13 Cameron Enviado : 20/02/17 18:25
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Off.

Samuel a que distância estamos ja do castelo e em que lugar do castelo se encontra a torre mais alta?
#14 samuel.azevedo Enviado : 21/02/17 10:23
Cameron não enxerga mais o demônio espantalho indo na direção em que ele e Hodor estão. O castelo estava a uns 30 km de distância, e ficava no alto de um pequeno monte. De onde estava observando, a torre mais alta parecia ficar no lado direito do castelo. No caminho entre a plantação maldita e o castelo há uma fila de demônios indo, levando a "colheita" e voltando, para colher mais. Há outros espantalhos parados a cada quilômetro no meio da plantação.

Hodor comenta:

- Se ao menos conseguíssemos passar disfarçados entre eles, ou provocar alguma distração...
#15 Cameron Enviado : 21/02/17 13:43
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Digo ao Hodor que vamos pelo meio da plantação. La eu jogo um meteoro para que todos vejam de longe em quanto nos corremos cortando pelo caminho da plantação evitando sermos vistos pelos espantalhos.
Se nos encontrarmos algum item no caminho brilhoso paramos para pegar, se não soparamos quando chegarmos ao castelo.
#16 samuel.azevedo Enviado : 21/02/17 13:49
role 2d20
#17 Cameron Enviado : 21/02/17 14:32
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 2d20=20,1

Off.. Irei precisar de sorte será?


#18 Cameron Enviado : 21/02/17 14:37
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 2d20=12,14
Kkk
falha ups o que vai ser será? E 2° dado do lançamento qual efeito crítico.
#19 samuel.azevedo Enviado : 22/02/17 08:51
Meteoros 1, coluna 10, rolamento 20, cinza, crítico, rolamento 12, laranja: 75%. O potente impacto paralisa o adversário, impedindo de atacar nas próximas 3 rodadas.
Ações Furtivas 3, rolamento 1, verde, falha.


Cameron e Hodor seguem pela plantação macabra e o mago escolhe um lugar do outro lado da estrada a 20 metros dali para lançar seu meteoro, que explode com um barulho estrondoso, atraindo a atenção dos demônios.

Entretanto, para evocar o feitiço, o mago enunciou com a voz elevada palavras mágicas. Hodor sussurra:

- Assim vamos ser ouvidos?!

A dupla segue andando um pouco mais para frente, e algo brilhoso a frente chama a atenção do mago. Quando ele olha direito, era a foice que um demônio espantalho segurava!



//off: infelizmente o alcance do meteoro 1 é 20 m, não dá para ser mais longe que isso neste nível.
//obs: habilidade não tem falha crítica, é apenas falha mesmo.
//role iniciativa e ações de 3 rodadas contra o demônio espantalho.
#20 Cameron Enviado : 22/02/17 12:37
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 1d20=20
Lanço raio elétrico na foice do espantalho (para derrubar da mão dele). [1d20]
#21 Cameron Enviado : 22/02/17 12:39
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 1d20=10
Crítico do raio [1d20]
#22 Cameron Enviado : 22/02/17 12:42
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 1d20=19
Em quanto isso Hodor lança a machadinha na cabeça do espantalho.
[1d20]
#23 samuel.azevedo Enviado : 22/02/17 12:45
Raio Elétrico 2, coluna 7 (10-m3) rolamento 20, cinza, crítico, rolamento 10, laranja: 75%. O potente impacto paralisa o adversário,
impedindo de atacar nas próximas 3 rodadas.

Cameron evoca o raio elétrico mais poderoso que viu em sua vida, o raio atinge a foice do demônio, destruindo a arma e eletrocutando a criatura. O monstro é empurrado e cai no chão, paralisado.

Então Hodor anda rapidamente até o monstro e o decapita, depois o guerreiro diz:

- Este raio pode ter chamado a atenção de outros...

A dupla já estava a um terço da distância até o castelo, e os demônios que olhavam o estrago do meteoro já olhavam em volta, procurando a origem do barulho do raio.

#24 Cameron Enviado : 22/02/17 12:46
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
2° rodada
Cameron
Uso anel para segurar a arma do eapantalho no chão.

#25 Cameron Enviado : 22/02/17 12:53
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Desconsidere a 2 poste anterior

Cameron apanha todos os pertences do espantalho e veste a roupa dele.

Off . Se tiver outro item no espantalho vai para o bolso.
#26 Cameron Enviado : 22/02/17 13:02
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Peço para Hodor esconder o corpo e apanhar sua arma lançada. Em quanto me visto e seguimos em direção ao castelo.

Caso chegue perto de um novo espantalho abaixo a cabeça para o chapéu cubra meu rosto e quando passar com Hodor esse ataca o espantalho nas costas dele.

Para todos os efeitos Hodor esta se passando por um condenado meu.

#27 samuel.azevedo Enviado : 24/02/17 01:36
Cameron se veste com as roupas do espantalho demoníaco, e nota que a máscara dele era feita de rostos de pessoas. Apesar do nojo ele a veste e segue com Hodor em direção ao castelo.

//faça um teste Médio de Artes(atuação) para enganar os demônios
#28 Cameron Enviado : 24/02/17 13:28
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 4d20=12,8,17,8
Digo ao Hodor.
Deixe que eu falo fique atento.

Qual quer coisa eu apelo para Persuasão com os demo.
Off...
/faça um teste Médio de Artes(atuação) para enganar os demônios.
So estou jogando artes por que você esta pedindo.
Não pretendo chamar atenção mas tenho que perceber como eles se comportam.
Achei que Artes fosse para atuar em uma peça artistica.
Minha 3 roda uso para fazer o disfarce.
Artes, Disfarce, observar, escutar.
Vamos ver e ouvir que eles dizem.
.
#29 Cameron Enviado : 24/02/17 16:11
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Se caso não o tiverem de me abordarem sigo meu plano passar por eles.

Falo para Hodor que se ele precisar ele possa sacar a arma da minha sintura se for preciso de usar.
Apenas para não dar na vista.

Reposta gesticulo com a cabeça ao que for abordado e sigo em frente.

#30 samuel.azevedo Enviado : 02/03/17 16:55
//off: Ok, no lugar de atuação pode ser disfarces.

Disfarces 2, rolamento 12, amarelo, fácil.
Observar 3, rolamento 17, vermelho, difícil.
Escutar 4, rolamento 8, amarelo, fácil.

Cameron segue andando com Hodor como se fosse seu prisioneiro. Em um determinado momento, outro demônio espantalho para os dois e olha curioso para a dupla, dizendo algo em um idioma demoníaco.

Cameron nota que os outros demônios não perceberam nada, mas este está desconfiado e perguntou algo no idioma dos demônios. Hodor olha para trás, apavorado.
Usuários visualizando este tópico
Guest (14)
4 Páginas 123>»
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET