Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

7 Páginas 123>»
Prólogo 0b - Arena de Elbrat Opções
#1 samuel.azevedo Enviado : 07/05/16 18:33
Garet, e Soturno Abascal:

Citação:
Soturno estava seguindo as pistas de atuação de um necromante há meses. Quando ele chega em Agrimir, seguindo pistas e visões concedidas por Cruine, descobre que o necromante se chamava Tersep e havia fugido depois de ser descoberto. Ele ainda estava numa taverna colhendo informações quando conhece Garet, que também queria se vingar do ex-conselheiro. Eles descobrem que um grupo de aventureiros havia partido no encalço do necromante, mas em um sonho revelador Abascal recebe a ordem de viajar até Elbrat e que lá ele encontraria a ajuda para sua missão. Depois de alguns dias de viagem vocês chegam à cidade e conseguem vaga numa hospedaria chamada Porco Espinho. Enquanto esperam um sinal, vocês resolvem ir até a arena da cidade se inscrever em uma competição para ganhar dinheiro.


Sagæ Rilel:

Citação:
Você buscava pistas sobre a atuação da seita, quando soube de algumas pistas de atuação da mesma nas terras dos bárbaros. Você percorre o reino de Ludgrim e se junta a uma caravana de aventureiros que ia negociar em Elbrat. Ao chegar em Elbrat a caravana resolve seus negócios e resolve voltar, mas você tem uma intuição de que precisa ficar mais tempo por lá para colher informações. Há muitos mistérios envolvendo a cidade, entre eles notícias de uma água supostamente milagrosa no reservatório da cidade e rumores de criaturas assombrosas que montam cavalos mortos e atacam à noite. Você está hospedada numa hospedaria que há um porco espinho empalhado e exibido sobre a porta. Para se misturar com as pessoas e ganhar sua confiança, você decide participar de algumas competições na pequena arena local.


Malak:

Citação:
Em suas andanças e "trabalhos" você passou pelas terras selvagens para fazer um serviço a um contratante de Ludgrim chamado Tersep. Mas quando foi realizar o serviço acabou descobrindo que se tratava de uma mensagem de ameaça contra alguém influente da tribo iilim, o líder do bando lhe tomou como prisioneiro e iria lhe matar para enviar sua cabeça como resposta, mas no momento que você seria executado o o bando foi atacado por um grupo de bárbaros rivais da tribo zumi. Os novos bárbaros lhe soltaram por ser inimigo de seu inimigo, e com isso você veio parar na capital zumi chamada Elbrat. Você resolveu treinar seus instintos de luta nas arenas, e aproveitar a ocasião para ganhar uma grana extra. Você se hospedou na taverna do Porco Espinho, o que é perfeito pois soube que o submundo da cidade se encontra nos fundos desta taverna; mas seguiu para a pequena arena da cidade para ver como vai fazer para participar das competições.


Safira:

Citação:
Durante sua estadia com seu mestre em Donatar além do aprendizado você conseguiu fazer algum dinheiro e adquirir bons equipamentos. O Velho Cospel lhe disse que agora é sua vez de ganhar asas e conhecer o mundo, fazer sua fama e encontrar uma confraria que lhe ensine ainda mais. Você pediu um conselho, um desafio, ou um tema para elevar sua arte, e ele lhe disse que nas ainda pouco exploradas Terras Selvagens há muito que o mundo ainda não conhece e que histórias desse lugar exótico dariam uma grande vantagem a qualquer bardo. Assim você partiu para o sul, em Agrimir, soube que orcos haviam atacado o Forte do Escudo e a Arena de Cruine ao Oeste, por isso resolveu escolher o caminho do leste. Encontrou aliados entre rastreadores bárbaros, adoradores de Maira, que a ajudaram a viajar até Elbrat. Você está na cidade e já soube que ela tem uma das menores arenas de toda a terra dos bárbaros e nômades, mas a cidade é cercada de mistérios, entre eles uma lenda sobre águas curadoras e rumores sobre cavaleiros andando em cavalos zumbis raptando pessoas à noite, e rumores de que a líder da nação zumi está com um artefato mágico capaz de subjulgar seus inimigos. Você encontrou hospedagem no Porco Espinho, e tem ganhado alguns trocados tocando música que os bárbaros chamam de "do norte" quando não aprende algumas músicas locais. Hoje pela manhã você decidiu conhecer a arena, e se deparou com a cena a seguir.


Todos:
Citação:
Vocês encontram-se na Arena de Elbrat, e alguns estão na fila para se alistar para a próxima competição. Quando recebem a notícia que a próxima luta só acontecerá em 2 dias e será de equipes de 3, 5 ou 7 pessoas. O prêmio para a equipe vencedora em cada categoria será respectivamente 3, 5 ou 7 mo, mas a inscrição por pessoa é de 5 mp. Então as pessoas sem equipe começam a falar umas com as outras. Vocês reconhecem algumas pessoas que estão na mesma hospedaria que vocês.
#2 Sagæ Rilel Enviado : 08/05/16 00:18
Jogador: Alisson
EF: 10
EH: 0
Karma: 10
Em meio as pessoas, devido ao fato de ser um lugar desconhecido com pessoas desconhecidas, vejo se não há algum elfo para pedir grupo. Caso não haja pessoas da raça élfica, procuro por grupo guerreiros que aparentem ser mais fortes. Chegando perto, digo:
- Olá, estou procurando parceiros para a competição, quem topa?
AVDACES FORTVNA IVVAT
#3 Malak, o Ladino Enviado : 08/05/16 21:29
Jogador: Leapharz
EF: 20
EH: 0
Karma: 0
Me aproximo das pessoas que reconheci da estalagem de forma amigável estendo a mão para um deles e digo:
Bom dia desafiantes!
Meus olhos me enganam ou estou reconhecendo vcs do "Porco Espinho"?
Após me apresentar, e dizer que tbm sou um hóspede na Taverna digo:
O que acham de nos reunirmos hoje à noite na taverna e bolar uma estratégia para as batalhas, soa sensato?
#4 Garet, O Vingador Negro Enviado : 09/05/16 00:59
Jogador: Marcelo Villanova
EF: -18
EH: 0
Karma: 14
Viro-me para Soturno e pergunto a ele em voz baixa:
E então chefe? O que acha? Precisamos de pelo menos mais um... Não confio neles...



#5 Safira Enviado : 09/05/16 03:13
Jogador: spencerbates
EF: 25
EH: 20
Karma: 15
Ao chegar na arena, penso se realmente quero me inscrever ou apenas encontrar histórias para compor. Ao caminhar olhando em volta e, de olhos cerrados, encaro e conto quantos elfos vão se inscrever, enquanto caminho devagar. Olho para um grupo, parecem as pessoas que estavam na hospedagem, e fica atrás do grupo. Olho para a elfa enquanto ela fala, mas não quero respondê-la. Mas a fala do Ladino me chama a atenção. Após a pergunta dele, espero a reação dos demais, completamente em silêncio. Vejo que dois deles conversam entre si, e tento escutar o que dizem.
#6 Soturno Abascal Enviado : 09/05/16 04:38
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
Deixei meu cavalo (Orek) na estrebaria. A pá ficou no alforje da sela. Ando sempre encapuzado, com meu medalhão aparecendo. A espada deixo na cintura, discreta sob meu manto negro. Escudo e elmo são desconfortáveis de ficar usando, mas como o local é desconhecido eu amarro eles nas costas, sobre o manto. A lança eu carrego por cima do ombro ou como se fosse um cajado.

Estou me sentindo ultrajado e revoltado por ter que lutar na arena! Mas preciso de dinheiro! Confio apenas em Garet, por ser meu companheiro de causa, mas falo pouco com este. Prefiro orar à Cruine, pois ele me guiou a esta cidade estranha e certamente me dará sinais. Ouço Garet falar. Seguro meu medalhão de Cruine com a cabeça baixa e coberta com capuz. Respondo:


- Ele serve, Garet.

Olho para as duas elfas, completamente deslocadas neste lugar, mas tão perdidas como Eu, Garet e nosso novo "amigo". Penso se estes não são os reforços que Cruine disse que eu encontraria. Mesmo que uma delas tenha aparência indefesa, este não é um lugar de gente indefesa. Completo a frase, sussurrando para Garet:

- Talvez elas sirvam também. Mais pessoas na equipe, mais dinheiro nas algibeiras!
#7 samuel.azevedo Enviado : 09/05/16 05:17
Safira role um teste Escutar (1d20) - use colchetes no lugar de parêntesis.

Todos:

Citação:
Enquanto vocês tentam montar sua equipe, as demais pessoas da fila todas aparentam ser bárbaros da região. Vocês são os únicos estrangeiros no local e parece que as demais equipes já estão se organizando rapidamente.


Podem dar continuidade as conversas... Quem quiser usar alguma habilidade para interagir com os outros ou com os bárbaros informe o idioma em que o fará ou a habilidade (observar, persuasão, sedução, etc) e avise que irá usar a habilidade, seu total na habilidade, e role 1d20 no fim do post.
#8 Garet, O Vingador Negro Enviado : 09/05/16 12:00
Jogador: Marcelo Villanova
EF: -18
EH: 0
Karma: 14
Dou de ombros e resmungo:
Esse aí parece ser um fanfarrão e a elfa vamos ter de carregar no colo.
Suspiro e digo:
Que Gânis nos ajude.
#9 Safira Enviado : 09/05/16 12:15
Jogador: spencerbates
EF: 25
EH: 20
Karma: 15
Lançamento 1d20=9
[1d20]
#10 Sagæ Rilel Enviado : 09/05/16 12:47
Jogador: Alisson
EF: 10
EH: 0
Karma: 10
Respondo ao Malak:
- Teus olhos não estão enganados. Apresento-me. Que tal primeiro formarmos uma equipe? Digo, é claro que devemos montar uma estratégia, mas primeiro precisamos saber quem será da equipe. Que tal você, eles também (indicando com a cabeça para Garet e Soturno Abascal) eles parecem fortes e também preparados, também aquela elfo ali (indicando com a cabeça para Safira).
Pensando: Não seria sensato de minha parte deixar que uma irmã de raça fique cercada de tantos trogloditas.

off: Galera, minha personagem tem a característica negativa Arrogante. Por isso, à princípio ela poderá menosprezar alguns de vocês, até que provem seu valor. Estou adiantando para ninguém ser pego de surpresa e para não parecer que sou eu que estou sendo chato. rsrs.
AVDACES FORTVNA IVVAT
#11 Malak, o Ladino Enviado : 09/05/16 13:40
Jogador: Leapharz
EF: 20
EH: 0
Karma: 0
Olho para as pessoas que ela apontou e respondo:
Sim, vamos chamá-los antes que alguém o faça, eu falo com o bombado e o encapuzado, vc pode chamar a elfa e nos encontramos afastados da multidão.
Baseei minha fala no fato de estarmos afastados uns dos outros é isso mesmo? Caso estejamos próximos eu sugiro que nos afastemos da multidão para podermos conversar em paz


#12 Sagæ Rilel Enviado : 09/05/16 15:06
Jogador: Alisson
EF: 10
EH: 0
Karma: 10
- De acordo.
Aproximo-me da elfo, apresento-me e falo:
- Você pretende participar da competição?
Caso responda que sim
Estou formando uma equipe com algumas pessoas que estão alojadas no Porco-Espinho. Você tem interesse em participar? Caso queira participar, convido para se juntar aos outros mais tarde na taverna para formular eventuais estratégias.

Caso responda que não
- Tudo bem, boa sorte em seja lá o que você esteja fazendo por aqui.

Em todo caso, espero o desenrolar da decisão dos demais em formar ou não um grupo.
AVDACES FORTVNA IVVAT
#13 Safira Enviado : 09/05/16 17:43
Jogador: spencerbates
EF: 25
EH: 20
Karma: 15
Encaro a elfa nos olhos por um segundo, antes de falar.
Não pretendia participar. Vim mais em busca de inspiração. Mas agora, cogito a ideia.
Encosto no meu cordão, amarrado fortemente ao meu braço.
Consigo atacar bem, minhas setas quase sempre atingem o alvo. Mas não lido bem com a dor.
Chego mais próximo, para falar baixo.
Vamos precisar de um pedaço de carne com músculos para apanhar por nós. O que acha?
#14 samuel.azevedo Enviado : 09/05/16 19:28
Safira, Escutar 4, rolamento 9, resultado Amarelo - Fácil.

Citação:
Ao tentar escutar as palavras entre Abascal e Garet, você só ouve o trecho: Talvez elas sirvam também. Mais pessoas na equipe, mais dinheiro.


Garet, Malak, Safira, Sagæ Rilel e Soturno Abascal:
Citação:
Vocês se organizam e concordam em ir para o Porco Espinho conversar sem a presença dos outros competidores. Ao se distanciar vocês notam que há um princípio de tumulto entre os outros competidores. Alguns já começaram a se provocar desde já. Mas vocês preferem não participar da confusão e chegam tranquilamente na hospedaria para discutir a estratégia de ação.


#15 Sagæ Rilel Enviado : 09/05/16 20:59
Jogador: Alisson
EF: 10
EH: 0
Karma: 10
Ainda respondendo a Safira:
-Sim haha. É para isso que músculos server, certo?
Já na taverna:
- Não sei como vós lutais, mas adianto-vos que luto com arco, de preferência, e à distância. Também sei fazer alguns truques... Mas e vocês, o que fazem?
AVDACES FORTVNA IVVAT
#16 Malak, o Ladino Enviado : 09/05/16 21:54
Jogador: Leapharz
EF: 20
EH: 0
Karma: 0
Sentado à mesa com as pernas e braços cruzados, massageando a barba com o polegar e o indicador eu digo:
Arco, espada, punhais e punhos à disposição senhores, sou do tipo ágil e versátil.
Olho em direção de Garet e Soturno e digo: - E os senhores?

#17 Garet, O Vingador Negro Enviado : 09/05/16 22:39
Jogador: Marcelo Villanova
EF: -18
EH: 0
Karma: 14
Antes de sair pergunto as regras do torneio como funciona e como são as provas para alguém da organização

Depois na Taverna digo:
Sou arqueiro, minha especialidade é o arco, meu amigo não é muito de falar, mas ele será útil quando chegar a hora.
#18 Soturno Abascal Enviado : 10/05/16 01:10
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
NA ARENA, DURANTE OS TRÂMITES DE INSCRIÇÃO

Observo os organizadores da arena. Tento identificar sacerdotes de Blator. Quero ver quem são eles para procurá-los no dia seguinte.

JÁ NA TAVERNA

Balanço a cabeça, confirmando as palavras de Garet
#19 Safira Enviado : 10/05/16 14:12
Jogador: spencerbates
EF: 25
EH: 20
Karma: 15
Na arena:
Olho para a elfa:
Exato.
Aperto novamebte meu cordão e penso: E você? Para que serve?
Na Taverna:
Olho em volta. Dou um sorriso de canto de boca.
Vejo muitos arcos, nenhum violino ou luthier. Me digam: Como vamos tocar? Quer dizer, nós como arqueiros e magos, precisamos nos concentrar para atacar. E se não, precisaremos de alguém para nos consertar. Ja pensaram nisso? Se já, estou dentro.
Ao final da fala, eu cruzo os braços e encosto num pilar próximo. E espero a resposta.
#20 samuel.azevedo Enviado : 10/05/16 15:13
Garet e Abascal:

Citação:
Ainda na arena, vocês descobrem que as competições são organizadas pelos sacerdotes de Blator da cidade, chefiados pela Sacerdotisa líder da nação Zumi, a Portentã Clemildes Pedra Dura que irá fazer a cerimônia da próxima competição. Soturno observa os rostos dos sacerdotes, mas só ouve o nome de Clemildes. Há as seguintes regras:

1) Os competidores desfrutam de trânsito livre entre os diversos clãs e tribos bárbaros.
2) Um competidor bárbaro que já ganhou muitas lutas pode ganhar o título de Vei-Portentã.
3) Um competidor dos povos nômades que ganhar muitas lutas se torna chefe de tribo.
4) Lutadores experientes recebem alojamento e alimentação grátis das cidades das arenas por pelo menos um dia.
5) Ao final da luta o competidor deve anunciar o nome das tribos e aldeias que os abrigaram em sua viagem.
6) O competidor tem o dever de defender as pessoas que lhe oferecerem abrigo mesmo que sejam atacados por seus aliados ou por seu povo.
7) Qualquer pessoa pode assistir a luta do pórtico da arena, mas quem paga para assistir tem acento nas cadeiras da maeniana, e os ricos e abastados podem comprar os melhores lugares no pódio.
8) Nesta cidade os combates podem ser: individual (1x1), grupos de 3x3, 5x5 ou 7x7 , além disso os grupos podem ser de competidores livres ou escravos, e as lutas são classificadas em iniciantes, experientes (já lutaram algumas lutas em outras arenas) e campeões (já ganharam algumas lutas em outras arenas). Na categoria iniciante, o prêmio de cada luta é 1 mo por participante, na experiente é 3, e na de campeões é 5; mas o valor das inscrições é sempre 5 mp por competidor (o restante do custo dos prêmios vem da venda da arquibancada).
9) Não é permitido uso de magia a não ser que haja um mago em cada lado.
10) Um animal conta como um competidor ou mais, dependendo do tamanho.
11) Lutas entre escravos ou prisioneiros são sempre de vida ou morte e sem custo para inscrição. Um escravo ou prisioneiro pode conquistar sua liberdade depois de algumas vitórias (a quantidade depende dos crimes ou valor do escravo).
12) Não é permitido se render. As lutas terminam com os oponentes desmaiados ou mortos.
13) O sacerdote de Blator que fizer a cerimônia julgará as lutas e casos especiais.


Todos

Citação:
Enquanto vocês discutem, o taverneiro Javal se aproxima, e diz:

- Olá forasteiros, vejo que vocês irão participar das lutas? Então a diária e a alimentação de vocês é por conta da casa! Só não deixem de mencionar a minha humilde hospedaria no fim da luta...

Ele pisca o olho e sai, volta trazendo um barril de cerveja de Chiim e um javali assado. O dia passa rapidamente e anoitece. Vocês estão terminando o banquete e precisam concluir a estratégia. Amanhã será o dia de preparativos...
#21 Soturno Abascal Enviado : 10/05/16 16:49
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
off: temos dinheiro para pagar a inscrição? Quanto cada um possui?

Faço uma reverência ao taverneiro Javal, em agradecimento à hospitalidade.

Falo para todos:


- Talvez nosso único problema na arena seja a restrição quanto ao uso de magia. Vou orar à Cruine

Termino de comer e me levanto. Vou ao quarto e guardo minhas coisas. Deixo o elmo, o escudo e a lança. Saio de armadura e espada, com a cabeça encapuzada.

Vou a estrebaria ver como Olek está. Pago pelos serviços eventuais.

Depois saio pela cidade à procura de um templo à Cruine, ou ao menos um pequeno altar, para orar. Uso o milagre CONTATOS 1 para ter alguma intuição sobre TERSEP. Procuro por algum sacerdote local.

Se não encontrar, procuro saber se alguém na cidade morreu recentemente, para ser devidamente sepultado, ou se há algum recém nascido para ser abençoado.
#22 Malak, o Ladino Enviado : 10/05/16 19:27
Jogador: Leapharz
EF: 20
EH: 0
Karma: 0
Tomo um gole da cerveja de Chiim, faço uma expressão de satisfação e digo:
3 arqueiros! O negócio é nós três darmos flechadas em um deles logo no início, o cara tomba e ficamos com a vantagem numérica, daí se for possível fazemos isso de novo e de novo até não dar mais.
Decidimos o combate no corpo a corpo se necessário.

#23 Sagæ Rilel Enviado : 10/05/16 19:28
Jogador: Alisson
EF: 10
EH: 0
Karma: 10
- Concordo. Seria interessante alguém com habilidades curativas. Acredito que cada um fazendo a sua parte, não haverá problemas.
Depois da refeição, despeço-me. Vou para o meu quarto meditar usando o anel para comunicar-me com Fírram Rilel.
AVDACES FORTVNA IVVAT
#24 Garet, O Vingador Negro Enviado : 10/05/16 20:23
Jogador: Marcelo Villanova
EF: -18
EH: 0
Karma: 14
Digo a Safira:
Não vejo isso como problema, mas que descobrimos nosso ponto forte: combate a distância, devemos então enfatizar nisso e evitar combate corpo a corpo. Não podemos lamentar o que não temos, mas valorizar o que temos de melhor. Meu amigo (se já tiver ido embora) pode resolver a questão dos ferimentos. Mas se mesmo assim quiser ir embora, fique a vontade.
#25 Safira Enviado : 11/05/16 06:39
Jogador: spencerbates
EF: 25
EH: 20
Karma: 15
Quando a cerveja chega, agradeço ao taberneiro, mas peço para me trazer apenas um pequeno jarro de agua limpa. Mas o javali, tiro um pedaço e começo a comer.
Realmente. O ladino tem um ponto. E ele pode funcionar. Prlo menos, até nossos inimigos descobrirem, e se descobrirem. Sim, estou dentro. Vai ser bom estar na batalha, pra variar.
Termino de comer, bebo o restante da água e vou para meu quarto. Antes de dormir, toco uma antiga melodia que aprendi em casa, orando para Maira Vet. E vou dormir.
#26 Garet, O Vingador Negro Enviado : 11/05/16 10:58
Jogador: Marcelo Villanova
EF: -18
EH: 0
Karma: 14
Depois que todos vão embora digo a Malak:

Parece que todos estão mais preocupados em comer, cuidar dos seus negócios e ir embora do que planejar estratégia. Nossa equipe começou muito bem pelo visto. Que Gânis nos proteja.
#27 samuel.azevedo Enviado : 11/05/16 12:25
Soturno Abascal:
Citação:

Você passou na estrebaria e viu Olek comendo fartamente com uma cocheira cheia de feno e outra de água limpa. Ele para um instante e olha para você, satisfeito, e volta a comer. Então você sai para procurar um templo de Cruine e descobre que na cidade só há um templo e é dedicado a Blator. Você passa um tempo tentando pedir informações aos transeuntes que lhe negam em outro idioma, até que alguém que fala seu idioma lhe responde:

- Existe a Arena de Cruine, é uma das três maiores arenas das terras dos bárbaros e dos nômades, mas ela fica bem a oeste. E houve um massacre na arena há pouco tempo, parece orcos mataram quase todos e os únicos sobreviventes os perseguiram e derrotaram.

Aí você se lembra de procurar por cemitérios, e encontra um pequeno oratório a Cruine no cemitério que fica na saída sul da cidade. Lá você conjura o milagre Contatos 1, e pergunta por Tersep. A resposta é: "Está com frio, muita neve!".
Na volta você passa no templo de Blator, e a sacerdotisa Clemildes estava afiando armas com seus pupilos. Eles olham para você, com curiosidade. Ela ergue o punho fechado e o projetando para a frente e para cima diz: - Por Blator, na Força e na Guerra! Que Blator saúde Cruine.


Malak e Garet :
Citação:
Vocês ficam até mais tarde bebendo e conversando estratégias. Malak nota que algumas pessoas entram numa porta nos fundos do estabelecimento e vocês, curiosos, resolvem entrar também. Passando pelo balcão, vocês chegam até a porta e tentam abrir. Um vigia estava na porta, mas ao ver Malak ele os deixa entrar. Vocês descem uma escada. Lá em baixo há música, prostitutas, jogatinas e toda sorte de sujeito mal encarado.


Sagæ Rilel:
Citação:
Você se recolhe para seu quarto ainda cedo, então se senta na posição de lótus e começa a meditar. Logo sente uma sensação de abandono do corpo, e embora esteja com olhos fechados começa a se ver dentro da biblioteca do templo de Palier em Âmiem. Seu pai está sentado em sua frente, e lhe diz:
- Boa noite, minha filha. Vejo que está em terras exóticas. O que a traz aqui?


Safira:
Citação:
Você faz sua oração e vai dormir tranquilamente. Acorda no meio da noite com um grito estridente distante. Você olha na janela, como seu quarto ficava no primeiro andar, dá para ver bem distante um cavaleiro fantasmagórico perseguindo uma mulher. Ele a agarra e somem nas brumas.


#28 Sagæ Rilel Enviado : 11/05/16 14:42
Jogador: Alisson
EF: 10
EH: 0
Karma: 10
- Sim. Estou em Elbrat, uma cidade localizada nas terras selvagens. Estou investigando a seita nessas terras. Gostaria de saber se o senhor não tem algum conhecimento que possa ajudar-me.

off: ainda estou perdido na história. Pelo que vi já tem muita coisa acontecendo. A única coisa que sei é que minha personagem está investigando a seita, por isso optei por usar o anel, para vê se consigo entender um pouco mais do que está acontecendo.



AVDACES FORTVNA IVVAT
#29 Soturno Abascal Enviado : 11/05/16 21:20
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
Tiro meu capuz e mostro meu rosto. Respondo olhando nos olhos da sacerdotisa:

- Que Cruine saúde Blator e nos guarde em nossa passagem!

- Meu nome é Abascal. Vim de Agrápia e caço um necromante espúrio, chamado Tersep.

- O Juiz me revelou em sonhos proféticos que eu encontraria aliados para a minha causa aqui. Me inscreverei no jogos e lutarei em homenagem à Blator. Mas não tenho dinheiro para pagar as inscrições.

- Estou colocando minha espada e minha fé à sua disposição, para serviços em troca das taxas.

- Acredito que já consegui alguns aliados para minha causa. Estou inclinado a despejar a fúria de Cruine no sul e limpar destas terras tudo que viole o ciclo da vida. Algum rumor na cidade?
#30 Safira Enviado : 11/05/16 22:42
Jogador: spencerbates
EF: 25
EH: 20
Karma: 15
Calço minhas botas, e tento marcar exatamente onde vi a aparição, pela janela. Desço para a taverna e não encontro nenhum conhecido. Como não sei o que pode ser, e pode me render uma boa história, resolvo ir investigar. Mas não posso ir sozinho. Vou de quarto em quarto, procurando pelas pessoas que conheci mais cedo. Bato de porta em porta, dos meus companheiros..
*Como não sei que horas são, não sei se na atualização onde estarão. Logo, deixo pro mestre decidir que horas são, e se encontro algum deles no quarto.*
Usuários visualizando este tópico
Guest
7 Páginas 123>»
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET