Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

2 Páginas 12>
Responder...
🧙‍♂️ Contatos Mentais (revisão) Opções
#1 Marcelo_Rodrigues Enviado : 02/04/22 11:00
Esta tarefa é para revisar a magia Contatos Mentais que foi mal avaliada. Abaixo segue alguns comentários

...A evocação nesse caso deveria ser sutil, com um teste de percepção "difícil ou muito difícil" de ser percebida
...é melhor para roleplay, oq faz eu não usar muito a magia.
...não devia consumir uma ação

#2 PIRATA Enviado : 04/04/22 22:22
pego essa tb Marcelo se possível
"Sempre se lembre da troca equivalente!"
by Pirata o Alquimista.
#3 Marcelo_Rodrigues Enviado : 09/04/22 12:26
Pronto,

Seu nome esta na tarefa
#4 PIRATA Enviado : 14/04/22 23:21
Magia posta no verbete. Acessem pelo link.
"Sempre se lembre da troca equivalente!"
by Pirata o Alquimista.
#5 Marcelo_Rodrigues Enviado : 15/04/22 20:01
Pirata,

fiz uma pequena revisão no estilo do texto mas não mudei nada em si. Mas fiquei com uma dúvida> O teste de Percepção, não seria melhor usar Misticismo ou Sensitividade? Think

#6 Nironde Enviado : 15/04/22 21:00
Certamente Marcelo que Sensitividade, não é.

Sensitividade é para sentir a presença de algum espírito.

Pirata no texto.
Citação:
....permitem entrar na mente alheia e até implantar sugestões nela.

Mas em nenhum nível há de fato que implante sugestão.
Por tanto, não irá acontecer.
#7 Edilton Oliveira Enviado : 17/04/22 09:40
Nobre Pirata,

Seguem minhas considerações:

- Gostei quando colocou um teste para a segunda vez Applause Acredito que Misticismo se enquadre melhor no teste em vez de Percepção. Uma coisa é perceber que alguém está lhe seguindo, outra coisa é perceber que você está sob efeito de uma magia. Tem que entender sobre magia para poder juntas as peças e perceber que foi alvo de mágica, por isso, acho que Misticismo é o melhor (imagine um aldeão, que nunca viu magia na vida, pode perceber que foi alvo de magia?).

- No nível 8: "...porem só poderá ver o que a vítima estava pensando no momento da evocação", no momento da evocação, o alvo pode está só com medo, ou seja, não vai ler nada. Acredito que esse trecho pode ser removido do texto sem prejuízo a magia.

- E o Nobre Nironde notou bem, não há níveis para Implantar sugestões.

No mais, ficou show de bola!
#8 Nironde Enviado : 17/04/22 13:47
Citação:
....permitem entrar na mente alheia e até implantar sugestões nela.


Sugestão é útil.
Fará falta com certeza.

Por mim pode ter a distância ou estiver em plano diferente que for, não fará diferença nenhuma.

Não há ligação entre os indivíduos.
Ou seja, se manda a mensagem, não saberá se o alvo recebeu ou não. Mas o indivíduo não poderá dar qualquer resposta.

É problema mas não teve nenhuma adequação ou mudança. Pra ser mais específico não tem respostas do alvo.

Quem garante que o alvo não possa manipular, porque há chance pra isso.

Vejo um lado bom...
Se precisar de passar um recado ou evitar de que alguém saiba de algo.

Já deixou de ser novidade...

Não mais irá precisar de aventureiros para fazer uma jornada pra levar uma mensagem a alguém ou levar um representante importante, basta haver duas pessoas pra se comunicar com a mesma magia.

Perdas ou não de aventuras só não trará mais sentido nenhum
#9 Fábio_CM Enviado : 18/04/22 10:30
Olá. Algumas questões sobre a magia:

1. Vão mudar o padrão de níveis de 1,3,5,7,9 para 1,2,4,6,8,10?

2. Sobre esta passagem:
Citação:
Caso falhe terá a mente lida com clareza, porem só poderá ver o que a vítima estava pensando no momento da evocação.

Acho que a passagem poderia ser substituído por "só poderá ler o que a vítima estava pensando enquanto durar o efeito". Também acho que algo como "a revisitação de memórias é instintiva e muito difícil de evitar. Uma vítima destreinada não consegue desviar da resposta e vai pensar no que ela sabe quando ouvir uma pergunta. Pessoas treinadas, porém, podem exigir um teste de extrair informação para serem forçados a seguirem a linha de pensamento que o místico deseja."

3. Mensagens a distâncias infinitas? Não gostei.

4. Eu não vejo necessidade de Contatos Mentais implantar sugestões. Não parece o escopo da magia e já soava estranho na versão original.

5. Magias de mago, por definição, não são discretas. É uma das poucas desvantagens da profissão. Eu acho que daria para manter um teste de misticismo para identificá-la desde a primeiro invocação. Como se trata de uma habilidade rara e que precisa de nível, apenas magos ou místicos a notariam.
#10 Nironde Enviado : 18/04/22 15:43
Então Por que havia na magia o efeito sugestão no nível 10?

Talvez porque não mostrava uma magia lá grande coisa.

Tentar aumentar ou incluir maior número de pessoas não vai mudar isso.

Acredito que estar a frente e saber como seu inimigo irá agir, não teria algo mais fácil de aplicar uma "sugestão"?

Normalmente muito pode se fazer para se evitar um confronto onde ninguém ache que é útil ou porque não se aplique.

IMPORTANTE
Citação:
Uma pergunta quero fazer diretamente aos coordenadores dos projetos.


As mudanças das magias se aplicam para o Tagmar 2 ou somente ao Tagmar 3?
#11 Marcelo_Rodrigues Enviado : 18/04/22 19:16
Repondendo rápido as duvidas do Nironde

1) algumas magias estão fora do padrão par e impar. Estamos acertando. Apenas isso.

2) o tagmar 2 não tem mais suporte. Tudo que é feito no projeto sempre se aplica a versão atual. No caso a 3.


#12 Marcelo_Rodrigues Enviado : 18/04/22 19:29
Respondendo as questões numeradas do fábio:
Citação:
1. Vão mudar o padrão de níveis de 1,3,5,7,9 para 1,2,4,6,8,10?

2. Sobre esta passagem:
Citação:
Caso falhe terá a mente lida com clareza, porem só poderá ver o que a vítima estava pensando no momento da evocação.

Acho que a passagem poderia ser substituído por "só poderá ler o que a vítima estava pensando enquanto durar o efeito". Também acho que algo como "a revisitação de memórias é instintiva e muito difícil de evitar. Uma vítima destreinada não consegue desviar da resposta e vai pensar no que ela sabe quando ouvir uma pergunta. Pessoas treinadas, porém, podem exigir um teste de extrair informação para serem forçados a seguirem a linha de pensamento que o místico deseja."

3. Mensagens a distâncias infinitas? Não gostei.

4. Eu não vejo necessidade de Contatos Mentais implantar sugestões. Não parece o escopo da magia e já soava estranho na versão original.

5. Magias de mago, por definição, não são discretas. É uma das poucas desvantagens da profissão. Eu acho que daria para manter um teste de misticismo para identificá-la desde a primeiro invocação. Como se trata de uma habilidade rara e que precisa de nível, apenas magos ou místicos a notariam.


1. Sim, a não ser que o Pirata reduza de 7 para 6 efeitos.
2. Concordo
3. Concordo, distancia infinita é a mesma questão que se está se discutindo na distancia da magia Transporte Dimencional. Para que mandar aventureiro mandar uma mensagem até o outro lado do reino se pode se usar contatos mentais?
4. Discordo. A magia original tinha isso, e como é contato com a mente, porque só pode não escrever uma sugestão? Think
5. Sim, por misticismo pode ser uma boa. A explicação do Fábio faz sentido. Feliz


#13 Edilton Oliveira Enviado : 19/04/22 11:30
Prezados(as),

Magias de mago, por definição, não são discretas. Concordo. E quando a mesma magia também é utilizado por outra profissão, como Bardos, por exemplo, que tem a definição de magia discreta? Mudou? Acredito que se refira a evocação da magia e não necessariamente ao efeito. A evocação da magia de mago não é discreta, mas nada impede que o efeito o seja (a não ser que a descrição da magia diga o contrário).

Nesse caso, usar Contato Mental para evocar pode até não ser discreto, mas não precisa ser na frente do alvo, pode ser escondido. Logo, como ele vai perceber? Pelo teste de Misticismo na primeira vez? Isso desencoraja o uso da magia porque pode ser descoberto. Assim, curti muito a ideia de ser detectado na segunda vez. É mais lógico que, por exemplo, o alvo sinta uma náusea 2x seguidas e, sendo treinado em Misticismo, ele possa achar que esteja sob efeito de magia. Mas da primeira vez? Pode ser só uma dor de cabeça. É rebaixar a magia.

Sou contra usar uma habilidade para complementar o uso da magia. Se o indivíduo não passou no teste de RM, não tem porque colocar outra barreira para a magia fazer efeito. Um teste para extrair informação é desnecessário, não é tortura física, é magia. Posso desconhecer, mas existe psiquismo em Tagmar, onde isso teria lógica? Ou existe uma categoria que treina para evitar que leiam a sua mente? Se sim, deve haver restrição apenas para esses grupos.

E, pelo que apresentaram, também concordo em ser contra distância infinita.
#14 Marcelo_Rodrigues Enviado : 19/04/22 14:35
Edilton,

a questão de ser discreta não é norma não ser. Existem magias de magos discretas, tais como Sono e Alucinação. São poucas mas existem.

Como é magia de mente semelhante ao sono, não vejo porque não ser discreto. Talvez o efeito de por a sugestão é que não é discreto, o que acha?
#15 Artorius Enviado : 19/04/22 17:49
Fala Galerinha...

Estou iniciando meus trabalhos no auxilio no projeto então desde já me perdoem alguma gafe minha, mas gostaria de deixar minhas opiniões... Muito Feliz

A primeira referência que sempre tive da magia contatos mentais é o Professor Charles Xavier(XMAN) lendo mentes e se comunicando com outros.

1 - Vou com o Edilton pq particularmente tbm não sou muito favorável a forma de uso discreto, penso que isso deveria ser uma característica mais do Bardo, mas tbm não sou absolutamente contra, só precisa ser mais elaborada essa questão.

2 - Se uso discreto, a magia descreve que o alvo terá chance de perceber caso tenha resistido e estiver sendo alvo uma segunda vez.
aqui acho difícil não tentar ir para o role play... Exemplo: místico e alvo estão numa taverna o alvo bebe com seus companheiros ao místico passar por ele toca evocando a magia e o alvo resiste ao encantamento, penso que aqui o alvo deve perceber que foi tocado e iria interagir com o místico que o tocou, provável todos na mesa estariam agora percebendo o místico, se o místico tentar uma segunda evocação mesmo assim, como seria o segundo uso discreto?

3 - Imaginando o exemplo acima, e o místico disfarçou...., pegou uma cerveja e então passou uma segunda vez e evoca a magia discreta...
acho nesse caso apropriado o teste de sensitividade que pode ser usado para magia também como descrito na habilidade, mas como é só uma sensação imprecisa ou vaga, de fato ainda não seria conclusivo para o alvo que foi acometido pela magia, e sim pode poder ter a suspeita. como não é conclusivo talvez um teste médio seja cabível, mas teria direito ao teste antes da evocação ou apenas após de ter tido outro sucesso em resistir?

4 - Concordo com o Fabio #9 em 2, 3 e 5, se no caso a magia é por toque, o místico só terá acesso aos pensamentos do alvo enquanto tocá-lo? numa situação de subterfúgio usando a magia discretamente acho pouco viável a extração de informações relevantes (dado o roleplay), talvez possa haver uso da magia a uma curta distância para extrair pensamentos superficiais, e uso da magia com toque para acessar mais profundamente a mente do alvo (levaria algum tempo), algum inimigo capturado, etc...

Acho que ficou bem ruim a numeração... mas tentei argumentar tbm para ajudar na discussão. Feliz

#16 Fábio_CM Enviado : 20/04/22 00:19
Edilton Oliveira escreveu:
Acredito que se refira a evocação da magia e não necessariamente ao efeito. A evocação da magia de mago não é discreta, mas nada impede que o efeito o seja (a não ser que a descrição da magia diga o contrário).

Sim. Pelo que me lembro a única definição existente é a de evocação discreta, então acabei suprimindo a palavra.
Efeitos discretos são muito interpretativos e concordo que existam. Mas não é esse o ponto.

Citação:
Nesse caso, usar Contato Mental para evocar pode até não ser discreto, mas não precisa ser na frente do alvo, pode ser escondido. Logo, como ele vai perceber? Pelo teste de Misticismo na primeira vez? Isso desencoraja o uso da magia porque pode ser descoberto. Assim, curti muito a ideia de ser detectado na segunda vez. É mais lógico que, por exemplo, o alvo sinta uma náusea 2x seguidas e, sendo treinado em Misticismo, ele possa achar que esteja sob efeito de magia. Mas da primeira vez? Pode ser só uma dor de cabeça. É rebaixar a magia.

A evocação discreta é mais do que fazer magias a plena vista. Bardos e Rastreadores conseguem lançar uma magia em um alvo sem que ele perceba, mesmo se falhar no teste. Avítima não sabe que resistiu. Os magos, além de precisarem fazer no mínimo um gesto suspeito antes de forçar alguém a seguir agindo estranho, não tem a vantagem da falha: as vítimas que forem bem sucedida na resistência notam que precisaram... bem, resistir! Isso não significa que ela sabe o que o mago estava tentando, ou até mesmo quem foi, caso não possa ver, mas simplesmente que ela sabe que foi alvo de uma magia.
Obviamente que o cara de robe colorido e com um tomo encadernado em couro de grifo na frente dele seria o principal suspeito.

Mas uma coisa importante: a vítima que falhar na resistência geralmente não sabe que está encantada! Esta magia era uma exceção, já que a vítima percebe que sua mente está sendo lida ou que está em contato com outra.
Eu concordaria com o teste se ele fosse para uma vítima que falhou na RM conseguir notar que sua mente está sendo lida. Mas ignorar que precisou resistir a uma magia, não. Essa é a especialidade de Bardos e Rastreadores.

Quanto ao Misticismo, ele serve para qualquer magia arcana. Identificar uma magia sendo realizada é uma das competências desta habilidade. Nada de mais aí. Bardos e Rastreadores que possuem a vantagem da profissão e conseguem lançar magias disfarçadas de outras ações, enganando os que sabem Misticismo (lançam enquanto cantam, dançam, buscam, etc.)

Citação:
Sou contra usar uma habilidade para complementar o uso da magia. Se o indivíduo não passou no teste de RM, não tem porque colocar outra barreira para a magia fazer efeito. Um teste para extrair informação é desnecessário, não é tortura física, é magia. Posso desconhecer, mas existe psiquismo em Tagmar, onde isso teria lógica? Ou existe uma categoria que treina para evitar que leiam a sua mente? Se sim, deve haver restrição apenas para esses grupos.

Mas o efeito da magia não força o alvo a pensar em nada, apenas lê sua mente.

Soldados e espiões treinados podem muito bem esvaziar a mente e não deixar nada transparecer, especialmente em um interrogatório, tornando a leitura inútil. É aí que entra a habilidade.
Lembre-se, esta é uma magia básica, a maioria dos magos a possui. Logo, todo espião treinado estará preparado para lidar com ela. O que sugeri não é uma limitação para a magia, mas uma complementação para sua descrição.
#17 Edilton Oliveira Enviado : 20/04/22 10:15
Mestre Fábio,

Citação:
...Os magos, além de precisarem fazer no mínimo um gesto suspeito antes de forçar alguém a seguir agindo estranho, não tem a vantagem da falha: as vítimas que forem bem sucedida na resistência notam que precisaram... bem, resistir! Isso não significa que ela sabe o que o mago estava tentando, ou até mesmo quem foi, caso não possa ver, mas simplesmente que ela sabe que foi alvo de uma magia.
Obviamente que o cara de robe colorido e com um tomo encadernado em couro de grifo na frente dele seria o principal suspeito.

Concordo plenamente. E tive que reler a magia novamente para entender o que estamos discordando, e vi que é porque interpretei errado, o teste é para quem resistiu, e estava pensando que era para quem falhou Brick wall

Citação:
Esta magia era uma exceção, já que a vítima percebe que sua mente está sendo lida ou que está em contato com outra.

Onde está escrito isso?


- Sobre Misticismo, desde o post #7 sou a favor de usá-lo.

Citação:
Mas o efeito da magia não força o alvo a pensar em nada, apenas lê sua mente.

Mas tudo que uma pessoa sabe não está na sua mente? Não existe em Tagmar variações de magias da mente, logo, essa magia deveria atuar como o Nobre Artorius citou: semelhante ao poder de Charles Xavier. Ou cria-se mais magias da mente com os efeitos de leitura superficial, leitura profunda, sonda mental, etc.

Citação:
Soldados e espiões treinados podem muito bem esvaziar a mente e não deixar nada transparecer, especialmente em um interrogatório, tornando a leitura inútil. É aí que entra a habilidade. ... O que sugeri não é uma limitação para a magia, mas uma complementação para sua descrição.

Concordo, mas eles não vão ludibriar um polígrafo. Para não ser chato, pode-se dar um bônus na RM deles. Porque depois que passou essa barreira, não é o treinamento físico que vai ajudar; o metafísico está atuando agora.
Na prática, fica limitado porque é preciso vencer 2 testes para a magia fazer efeito, ou seja, de todo jeito, estatisticamente, diminui a chance.

#18 Fábio_CM Enviado : 20/04/22 10:33
Edilton Oliveira escreveu:
Onde está escrito isso?

Acho que não diz d'oh!
Imagino que eu tenha tirado essa conclusão porque ela faz contato e, logo, os dois lados devem saber que estão em contato. Mas acho que é uma interpretação e seria bom ser bem esclarecida. Afinal, o alvo sabe que alguém está em contato mental com ele? Se não sabe, por que baixaria a guarda e não resistiria a uma magia de um aliado?

Edilton Oliveira escreveu:
Concordo, mas eles não vão ludibriar um polígrafo. Para não ser chato, pode-se dar um bônus na RM deles. Porque depois que passou essa barreira, não é o treinamento físico que vai ajudar; o metafísico está atuando agora.

O polígrafo dá mais respostas tipo sim ou não. Concordo que a magia possa obter esse tipo de resposta, basicamente um sim/não, de forma bem direta e sem qualquer outra exigência. Mas ela vai muito além, porque o mago saberá "exatamente o que a vítima ouviu, viu, ou sentiu em ralação a pergunta". Somado a isso, ela só funciona enquanto o mago estiver usando a magia (ela não é uma "varredura mental").

Por isso eu digo que pessoas treinadas (não o dono da estalagem ou bibliotecário) estarão preparados para combater esse tipo de magia, da mesma forma como temos pessoas treinadas em resistir a tortura ou todo tipo de coisa em nosso mundo. Essa é uma magia comum, logo o treinamento contra ela é comum (ou no seu cenário alguém se surpreende ao ver uma bola de fogo voando das mãos de um inimigo?)

Edilton Oliveira escreveu:
Mas tudo que uma pessoa sabe não está na sua mente? Não existe em Tagmar variações de magias da mente, logo, essa magia deveria atuar como o Nobre Artorius citou: semelhante ao poder de Charles Xavier. Ou cria-se mais magias da mente com os efeitos de leitura superficial, leitura profunda, sonda mental, etc.

Penso que novas magias de mente poderiam ser criadas. Porém, lembre-se que no império há um grupo especialmente dedicado a poderes mentais. Talvez um dia cheguemos lá Feliz
O Charles Xavier é uma mente poderosa demais. Ele controla fisicamente outras pessoas com seus poderes. Ele realmente "varre" a mente do alvo. Algo assim, na minha opinião, não cabe em uma magia básica. Deveria ser ancestral ou, com muito esforço, uma magia do colégio do conhecimento.
#19 Edilton Oliveira Enviado : 21/04/22 06:30
Mestre Fabio,

Podemos passar o mês debatendo e não chegaremos a um denominador comum. Mas pode ser resolvido de forma simples.

Concordamos que mais magias da mente podem ser criadas para resolver essa situação, dividindo e potencializando os efeitos nessas magias novas (que não deixarão elas fracas e nem desinteressante).

Com mais magias, fica mais fácil explicar melhor os efeitos, sem atropelar nada, e podemos deixar a(s) mais poderosa(s) para o(s) Colégio(s).



#20 PIRATA Enviado : 27/04/22 19:13
Edilton Oliveira escreveu:
Nobre Pirata,

Seguem minhas considerações:

- Gostei quando colocou um teste para a segunda vez Applause Acredito que Misticismo se enquadre melhor no teste em vez de Percepção. Uma coisa é perceber que alguém está lhe seguindo, outra coisa é perceber que você está sob efeito de uma magia. Tem que entender sobre magia para poder juntas as peças e perceber que foi alvo de mágica, por isso, acho que Misticismo é o melhor (imagine um aldeão, que nunca viu magia na vida, pode perceber que foi alvo de magia?).

- No nível 8: "...porem só poderá ver o que a vítima estava pensando no momento da evocação", no momento da evocação, o alvo pode está só com medo, ou seja, não vai ler nada. Acredito que esse trecho pode ser removido do texto sem prejuízo a magia.

- E o Nobre Nironde notou bem, não há níveis para Implantar sugestões.

No mais, ficou show de bola!



Nobre Edilton Oliveira tudo bem ?

sugestão já existem magias que fazem isso, só não queria que fizesse a mesma coisa entende ?

o restante concordo ! vou revisar isso abs
"Sempre se lembre da troca equivalente!"
by Pirata o Alquimista.
#21 PIRATA Enviado : 27/04/22 19:40
Boa noite a todos.

Modifiquei a magias de acordo com a maioria de citações iguais democraticamente rs.
vejam oque acham por favor.

A ideia de usar a magia para ler a mente seria para responder perguntar, de forma a ter certeza que sejam respondidas, O Xavier entra na mente da pessoa isso seria muito forte sim concordo. porem para ver um detalhe ou ver se esta falando a verdade é uma mão na roda!


Em relação a sugestão existe a magia sugestão oque já faz isso não faz sentido ter duas magias com a mesmo finalidade...


Sugestão .

Esta página contém material oriundo dos livros oficiais e não pode ser editada

Evocação: Instantânea
Alcance: 20 metros
Duração: Variável

Este feitiço permite que seu evocador implante uma sugestão na mente de uma vítima, que tentará cumpri-la diligentemente caso falhe em sua Resistência à Magia. A complexidade da sugestão e a Duração da magia são determinadas pela Dificuldade do efeito usado.

A sugestão será determinada por uma frase cujo número máximo de palavras depende da Dificuldade do efeito usado. As frases devem ser gramaticalmente corretas para que a magia entre em efeito.

Sugestões que vão de encontro à natureza ou às inclinações da vítima dão direito a uma Resistência à Magia por rodada enquanto a mesma estiver sendo cumprida. No momento em que a vítima fizer a sua Resistência à Magia ou a Duração do encanto se esgotar, ela recupera a sua liberdade de ação e percebe que foi enfeitiçada. Sugestões que induzam a vítima ao suicídio simplesmente não são cumpridas.

Se a sugestão não for algo contrário à natureza da vítima, a mesma não perceberá que foi vítima de um encanto mesmo que obtenha sucesso em sua Resistência à Magia.

A Duração deste feitiço é o tempo que a sugestão permanece válida. Ou seja, a sugestão dada à vítima deve ser cumprida dentro deste tempo, ou o encantamento perderá o efeito e não cumprirá a sugestão a não ser que o deseje.
Sugestão 1: A sugestão pode ter até 3 palavras e durar até 5 rodadas.
Sugestão 3: A sugestão pode ter até 7 palavras e durar até 15 rodadas.
Sugestão 5: A sugestão pode ter até 15 palavras e durar até 1 hora.
Sugestão 7: A sugestão pode ter até 15 palavras e durar até 3 horas.
Sugestão 9: A sugestão pode ter até 45 palavras e durar até 6 horas.
Sugestão 10: A sugestão pode ter até 15 palavras e durar até 24 horas.



"Sempre se lembre da troca equivalente!"
by Pirata o Alquimista.
#22 Marcelo_Rodrigues Enviado : 30/04/22 13:48
Na magia original tinha no efeito 10 uma capacidade de implantar sugestão. Mas tudo bem em retirar. Quantos a distancia.... lembrando a observações feitas pelo Fabio, acho melhor reduzir para 500km. 1000km dá para atravessar muitos reinos de uma vez só.

Uma sugestão... coloca no efeito 6 poder ler mente (mais limitado que o do 8). Pois se não boa parte dos jogadores não vai querer pegar o efeito maior que o 4.
#23 Fábio_CM Enviado : 02/05/22 15:36
Eu concordo em remover a sugestão. Os magos não tem como premissas serem discretos na realização de suas magias, muito pelo contrário. Assim, não acho que essa magia deva ter qualquer componente sutil. Se resistiu a magia, deve também saber que foi alvo de um místico.

Por isso insisto nesta passagem apenas como exemplo, já que o problema se repete em toda a magia:
"Esta magia é sutil, se o alvo resistiu a magia, na segunda vez que a magia for usada ele tem direito a um teste de Misticismo (difícil) para perceber."
E nesta:
"O evocador consegue transmitir seus pensamentos por uma rodada a uma pessoa que queira recebê-los voluntariamente. O alcance é de 20 metros."
Como é possível uma magia ser ao mesmo tempo sutil e permitir a pessoa recebê-la voluntariamente? Como alguém que não sabe que está sendo alvo de uma magia saberia que ela deve abrir a guarda? Ainda mais a centenas de quilômetros!!

Minha sugestão é que esta magia SEMPRE envie um sinal se é hostil ou não. Logo, o alvo saberá que está sendo alvo da magia, mas também saberá se poderá abrir a guarda ou não.

Quanto às distâncias, também acho que 1000 km é muito. Essa distância toda atravessa o Mar de Sargaços e chega no Império, jogando por água abaixo todo o isolamento daquele lado do continente.

Só para destacar mais uma coisa. A magia ancestral Invasão Mental do Colégio do Conhecimento é capaz de varrer a mente de uma vítima para encontrar uma informação. Portanto, a leitura da mente de contatos mentais deve ficar como está descrito mesmo, ler o que o alvo está pensando, e não descobrir algum conhecimento qualquer que ele tenha. Por isso sugeri o Extrair Informação, no caso do mago saber forçar um alvo a pensar no que ele quer, já que esta magia por si só não o força a pensar em nada.

Invasão mental diz o seguinte:
Permite que se crie um elo mental de forma que se invada a mente de um ser inteligente para se extrair informações da mesma. Pode-se tentar resistir ao processo, sendo a resistência perigosa para ambos.
A vítima tem de estar imobilizada e incapaz de resistir, mas deve estar consciente. Durante a Duração da magia o evocador pode fazer uma ou mais perguntas e tentar obter respostas diretamente da mente da vítima. Sendo possível fazer apenas 1 pergunta por rodada.
A vítima tem o direito a tentar resistir ao efeito da magia, se desejar. Se a vítima não desejar resistir, o interrogador obtém a resposta correta (tal como o interrogado a conhece) automaticamente.
Se a vítima desejar resistir, ela tenta então uma Resistência à Magia. Caso falhe, o interrogador obtém diretamente da mente da vítima a resposta à pergunta, até o limite do conhecimento da mesma.
Se, a vítima obtiver sucesso em sua resistência ela consegue esconder a resposta
#24 PIRATA Enviado : 13/05/22 06:52
Eu concordo em remover a sugestão. Os magos não tem como premissas serem discretos na realização de suas magias, muito pelo contrário. Assim, não acho que essa magia deva ter qualquer componente sutil. Se resistiu a magia, deve também saber que foi alvo de um místico.

Por isso insisto nesta passagem apenas como exemplo, já que o problema se repete em toda a magia:
"Esta magia é sutil, se o alvo resistiu a magia, na segunda vez que a magia for usada ele tem direito a um teste de Misticismo (difícil) para perceber."
E nesta:

R: Posso remover isso então, tb acho que pode ser mais como uma forma de usar quando alguém for capturado "um prisioneiro manja" do que como um bardo fazendo magia. concordo

"O evocador consegue transmitir seus pensamentos por uma rodada a uma pessoa que queira recebê-los voluntariamente. O alcance é de 20 metros."
Como é possível uma magia ser ao mesmo tempo sutil e permitir a pessoa recebê-la voluntariamente? Como alguém que não sabe que está sendo alvo de uma magia saberia que ela deve abrir a guarda? Ainda mais a centenas de quilômetros!!

R: faz sentido

Minha sugestão é que esta magia SEMPRE envie um sinal se é hostil ou não. Logo, o alvo saberá que está sendo alvo da magia, mas também saberá se poderá abrir a guarda ou não.

R: boa !

Quanto às distâncias, também acho que 1000 km é muito. Essa distância toda atravessa o Mar de Sargaços e chega no Império, jogando por água abaixo todo o isolamento daquele lado do continente.

R: veja Fabio que que somente a pessoa que conheça, então seria mais como um carta magica entende ?

Só para destacar mais uma coisa. A magia ancestral Invasão Mental do Colégio do Conhecimento é capaz de varrer a mente de uma vítima para encontrar uma informação. Portanto, a leitura da mente de contatos mentais deve ficar como está descrito mesmo, ler o que o alvo está pensando, e não descobrir algum conhecimento qualquer que ele tenha. Por isso sugeri o Extrair Informação, no caso do mago saber forçar um alvo a pensar no que ele quer, já que esta magia por si só não o força a pensar em nada.

R: minha ideia é fazer a magia na pessoa e perguntar para ela, vai servir mais como detector de mentiras do que varrer mente.

Invasão mental diz o seguinte:
Permite que se crie um elo mental de forma que se invada a mente de um ser inteligente para se extrair informações da mesma. Pode-se tentar resistir ao processo, sendo a resistência perigosa para ambos.
A vítima tem de estar imobilizada e incapaz de resistir, mas deve estar consciente. Durante a Duração da magia o evocador pode fazer uma ou mais perguntas e tentar obter respostas diretamente da mente da vítima. Sendo possível fazer apenas 1 pergunta por rodada.
A vítima tem o direito a tentar resistir ao efeito da magia, se desejar. Se a vítima não desejar resistir, o interrogador obtém a resposta correta (tal como o interrogado a conhece) automaticamente.
Se a vítima desejar resistir, ela tenta então uma Resistência à Magia. Caso falhe, o interrogador obtém diretamente da mente da vítima a resposta à pergunta, até o limite do conhecimento da mesma.
Se, a vítima obtiver sucesso em sua resistência ela consegue esconder a resposta



boa vou modificar essas coisas vlw Fabio
"Sempre se lembre da troca equivalente!"
by Pirata o Alquimista.
#25 PIRATA Enviado : 13/05/22 06:54
Marcelo

Na magia original tinha no efeito 10 uma capacidade de implantar sugestão. Mas tudo bem em retirar. Quantos a distancia.... lembrando a observações feitas pelo Fabio, acho melhor reduzir para 500km. 1000km dá para atravessar muitos reinos de uma vez só.

R: como disse vc manda só para quem conhece seria como um carta magica

Uma sugestão... coloca no efeito 6 poder ler mente (mais limitado que o do 8). Pois se não boa parte dos jogadores não vai querer pegar o efeito maior que o 4.

R: blz !!!

"Sempre se lembre da troca equivalente!"
by Pirata o Alquimista.
#26 PIRATA Enviado : 13/05/22 07:04
Boa tarde a todos

Fiz algumas mudanças na magia veja se ficou de acordo com os comentários.
"Sempre se lembre da troca equivalente!"
by Pirata o Alquimista.
#27 Fábio_CM Enviado : 13/05/22 09:19
PIRATA escreveu:
R: veja Fabio que que somente a pessoa que conheça, então seria mais como um carta magica entende ?

Ah, passou batido essa parte de ser alguém que conheça. Talvez seja um bom limitador, mas eu diria para ser mais específico e escrever "alguém que conheça pessoalmente",

PIRATA escreveu:
Fiz algumas mudanças na magia veja se ficou de acordo com os comentários.

O texto ficou meio confuso, parece que ficaram faltando palavras Eh?

Mas enfim, tirando isso, acho que tá bem objetiva. A última frase do primeiro parágrafo precisa ser modificada: "os efeitos mais fortes, porém, permitem entrar na mente alheia e até implantar sugestões nela."
#28 Artorius Enviado : 13/05/22 15:49
Fala Galera,

Sem muito a acrescentar, acho que está ok, apenas umas correções no texto complementando o Fabio acima:

  • ...sentir que a cominação é amigável... > comunicação
  • ...(caso não seja volumaria)... > voluntária
  • #29 Marcelo_Rodrigues Enviado : 15/05/22 17:43
    Para fechar, só falta reduzir o a distancia do efeito 10. 1000Km é dá para travessar vários reinos.

    Reduz para 50Km que é mais do que suficiente para mandar mensagem para alguém numa cidade vizinha
    #30 PIRATA Enviado : 18/05/22 22:25
    Marcelo_Rodrigues escreveu:
    Para fechar, só falta reduzir o a distancia do efeito 10. 1000Km é dá para travessar vários reinos.

    Reduz para 50Km que é mais do que suficiente para mandar mensagem para alguém numa cidade vizinha


    Boa noite Marcelo blz ?
    cara 50km vai deixar essa parte meio inútil, veja que quando queremos mandar um msg para alguém pegamos um pombo ou um mensageiro , que pode percorrer muito mais que isso em distancia, a ideia é mandar um msg para quem vc conheceu pessoalmente isso já restringe bem a magia saca. a distancia na real é par que seja de pai para pais mesmo vc esta em uma viagem e der repente precisa avisar alguém sobre algo entende ? os dois acima entenderam a ideia oque acha ?
    "Sempre se lembre da troca equivalente!"
    by Pirata o Alquimista.
    Usuários visualizando este tópico
    Guest
    2 Páginas 12>
    Ir para o Fórum  
    Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
    Você não pode responder a tópicos deste fórum.
    Você não pode excluir suas participações deste fórum.
    Você não pode editar suas participações neste fórum.
    Você não pode criar enquetes neste fórum.
    Você não pode votar em enquetes neste fórum.

    YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
    Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET
    LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados): o site do Tagmar usa a tecnologia de cookies para seu sistema interno de login e para gerar estatísticas de acesso. O Tagmar respeita a privacidade de cada um e nenhuma informação pessoal é armazenada nos cookies. Ao continuar a navegar pelo site você estará concordando com o uso de cookies.