Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Questão da Enquete : Fabricação Divina (nova magia para Parom) (Enquete fechada)
Escolha Votos Estatísticas
Aprovado 5 100 %
Reprovado (precisa de melhorias) 0 0 %

2 Páginas 12>
Fabricação Divina (nova magia para Parom) Opções
#1 Marcelo_Rodrigues Enviado : 25/06/20 09:18
Esta tarefa se destina a revisão magia Fabricação. Originalmente esta magia era só de Parom, mas em vista da utilização dela pelos Berserkers (nova profissão no Terras Selvagens) resolveu-se criar uma magia separada para que não interfira com os Berserkers.

Por favor veja o texto, comentem deem sugestões.
#2 Edilton Oliveira Enviado : 25/06/20 15:06
Nobre Marcelo,

Eu gostei da magia. Eu só tiraria do texto a palavra nobre. Dá ideia de causa humanitária, ou algo do tipo. Caso o jogador precise, por exemplo, consertar sua armadura para continuar a missão (algo besta como escoltar um rico comerciante), ficaria difícil enquadrar como nobre. Agora, se a ideia é ser nobre mesmo, aí tudo bem.
#3 Marcelo_Rodrigues Enviado : 25/06/20 16:56
Fiz um ajuste e troquei para "causa fútil". Vejam se está bom.
#4 Edilton Oliveira Enviado : 25/06/20 17:48
Perfeito Applause Applause Applause Applause
#5 Rywv Enviado : 27/06/20 16:02
Vc sabe que esta inutilizando a magia perdida forja fria, e que essa magia é varias vezes mais forte que juntar forja fria e fabricação em uma unica magia. Só estou comentando pq pelo oque lembro vc não queria esse tipo de acontecimento.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#6 Marcelo_Rodrigues Enviado : 27/06/20 16:36
Depois olhamos as magias perdidas... que por sinal, andei vendo se podia aproveitar alguma magia perdida e notei a grande maioria é muito ruim.Triste

#7 Rywv Enviado : 27/06/20 23:45
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Depois olhamos as magias perdidas... que por sinal, andei vendo se podia aproveitar alguma magia perdida e notei a grande maioria é muito ruim.Triste


Com toda certeza precisamos, tem magia la destruindo item mágico... Até onde eu sabia, itens mágicos são indestrutíveis. Enfim, existem ideias boas la, só mal executadas.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#8 T.REX Enviado : 28/06/20 13:28
Think Acho esquisito sacerdote rezar pro próprio deus, pedindo um material ou ferramenta pra deixar 'quietinho' ao lado dele. Da mesma forma se estiver sentindo fome, vai pedir comida também. E deveria receber. Me passa uma sensação de que o deus é um servo do sacerdote, quando na verdade não é. Na minha opinião, o sacerdote podia construir o que estiver precisando, utilizando meios da natureza. Para isto, pedir sim ao seu deus, um aumento provisório do intelecto e/ou uma habilidade específica para a ocasião. Ou, o sacerdote pedir ajuda ao herói ao lado.

No aguardo.
#9 Rywv Enviado : 29/06/20 06:50
Agora que o T.Rex falou me veio algo em mente, o sacerdote pode criar coisas do nada? Se não me engano o mago pode, mas o mesmo é possível para o sacerdote?
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#10 Marcelo_Rodrigues Enviado : 29/06/20 08:56
Como está descrito, ele não pode pode sair pedindo ajuda ao deus de forma leviana. Outro ponto é que esta magia ele não cria nada, é o deus que "envia para ele". Seria um equivalente a magia Apelo, só que para material. Não se esqueçam que esta magia é do Deus Parom.
#11 Rywv Enviado : 29/06/20 17:49
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Como está descrito, ele não pode pode sair pedindo ajuda ao deus de forma leviana. Outro ponto é que esta magia ele não cria nada, é o deus que "envia para ele". Seria um equivalente a magia Apelo, só que para material. Não se esqueçam que esta magia é do Deus Parom.

De certa forma ta criando, mesmo com auxilio de deus. Eu realmente sei bem pouco de sacerdote, mas eu ja li todas as magias de Parom e até onde lembro não existe criar coisas do nada, ou receber material do deus. Até mesmo a magia Ferramentas só empresta o objeto por tempo limitado.(obs, parece que ta faltando partes dos textos.)
Enfim, acredito que seria bom tirar essa parte de ganhar material e mudar essa questão de prover ferramentas para remover a necessidade do uso de ferramentas.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#12 Marcelo_Rodrigues Enviado : 29/06/20 18:24
A principio não vejo problema, já que conceitualmente ele não está criando nada. A magia tem limitante para evitar abusos dos espertinhos que querem ganhar dinheiro vendendo coisas.

Se for para retirar isso, aí é mais fácil fazer outra magia, porque só dar bônus em habilidade é inútil; Esta magia foi para revisão por este motivo de dar bônus em habilidades que quase miguem usa.
#13 Rywv Enviado : 30/06/20 02:44
Marcelo_Rodrigues escreveu:
A principio não vejo problema, já que conceitualmente ele não está criando nada. A magia tem limitante para evitar abusos dos espertinhos que querem ganhar dinheiro vendendo coisas.

Se for para retirar isso, aí é mais fácil fazer outra magia, porque só dar bônus em habilidade é inútil; Esta magia foi para revisão por este motivo de dar bônus em habilidades que quase miguem usa.

Agora ela da bônus em 3 habilidades em vez de 1, reduz drasticamente o tempo de elaboração e removeria a necessidade de equipamentos. A diferença entre antes e dps é monstruosa, é beneficio o suficiente para ser usada, alem disso não vejo necessidade de oferecer o material no 0800.
O jogador não precisa ter tudo de mão beijada, onde ele entra em uma sala pelado e dps de um dia sai parecendo um tanque de guerra pq criou tudo o que precisava só gastando karma. O jogador precisa ter algum apego e custo no que cria, a magia não pode ser ritual pq esta melhorando uma habilidade que possui seu próprio tempo de "evocação", então que o jogador arque com o custo do material, isso seria o minimo.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#14 Marcelo_Rodrigues Enviado : 30/06/20 08:19
A diferença é monstruosa mesmo. Qualquer coisa maior que zero é infinitamente melhor que zero. Ou seja, o problema não está nesta versão nova da magia, mas sim na anterior que era zero utilidade. Muito Feliz

De qualquer forma vou manter esta versão nova. Se alguém quiser sugerir um ajuste não deixe de comentar. Feliz
#15 Rywv Enviado : 01/07/20 05:36
Isso é, da mesma forma que uma magia fraca é ruim, uma magia extremamente forte tbm é. Como falei, a magia permite que alguem pelado fique totalmente equipado, sendo capaz de criar qualquer coisa do nada, e essa limitação "divina" não tem mto valor. Tem mestre que vai restringir vc ao extremo, como tem mestre que vai deixar vc fazer o que bem entende.

Eu ja joguei Algumas vezes com personagens artesãos, material nunca foi um problema e sim o tempo e a necessidade de ferramentas. Enfim, é com vc deixar a magia assim ou corrigi-la.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#16 Marcelo_Rodrigues Enviado : 01/07/20 10:27
Ai não é desculpa... se o mestre permite qualquer coisa aí não há regra que adiante. Então não partamos deste premissa.

A premissa da regra de ser algo não mundano é a mesma da magia Apelo. O sacerdote está pelado mas pode apelar ao deus por ajuda, que no caso é um Enviado (magia Apelo) ou pode ser material/ferramenta (magia Fabricação Divina). É exatamente similar em poder a magia Apelo. E é por isso que na magia apelo (da versão 2.0 em diante) passou a ter a limitação de não poder apelar por bobeira sob pena de ser punido pelo deus.

PS: sim esta magia ficou tão poderosa como Apelo. Será uma das melhores magias da Ordem Parom. Vejo inúmeras situações onde ele será extremante util.

#17 Rywv Enviado : 01/07/20 13:42
Magias assim são o mesmo que falar pro mestre de jogo, "vc decide", isso não é uma regra valida, é um alvará para criar uma regra de mesa onde o mestre dita oque o jogador pode e não pode fazer com suas magias. Como falei, é ctg.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#18 Edilton Oliveira Enviado : 01/07/20 14:25
Prezados(as),

Acredito que o que está acontecendo aqui é a mesma discussão da magia Auxilio Incerto. Está se discutindo a magia de forma isolada, e não inserida em um contexto.

Olhando de forma isolada, a magia Fabricação Divina é bem forte. Porém, levando em consideração que essa magia é a extensão do poder de um Deus (um milagre), e que esse Deus é ninguém mais, ninguém menos que Parom, Deus dos Artífices. Consultando o dicionário sobre a descrição de Artífice, temos que é o trabalhador, operário, artesão que produz algum artefato. Produz um artefato através de um milagre (magia divina), deveria ser algo fraco? Deveria ser complexo para o Deus dos Artífices? Dentro desse contexto, a magia está tão poderosa assim?

Copiando trecho do livro das Ordens Sacerdotais, capítulo de Parom:

"Consta também nas escrituras que ao perceber a inegável inferioridade dos anões de Blator frente aos elfos Palier, Parom filho legítimo do Deus da sabedoria resolveu ensinar aos “pobres” filhos de Blator as artes que lhe valiam o título de Grande Artífice dentre os Imortais. Consta ainda que os anões aceitaram de muito bom grado essa dádiva divina advinda do Deus dos artífices e passaram a dedicar-se com tanto afinco que até os elfos tiveram que se curvar frente ao talento dos anões. Fato esse que exasperou Palier e aparentemente desagradou até a Blator que teve que assistir seus belicosos filhos se dedicarem às artes dos artífices em detrimento das artes da guerra, adorando muitas vezes Parom no lugar Dele mesmo."

Os Elfos ficaram impressionados com os anões após os ensinamentos de Parom. Digo mais, até o Deus da magia e do conhecimento, Palier, ficou incomodado com tamanha genialidade dos anões. Tendo isso como premissa, por que não um representante direto do Deus Parom na terra (o sacerdote) não poderia ter uma magia do porte de Fabricação Divina? Não só pode como deve, é a materialização das escrituras, ou seja, essa magia representa exatamente esse efeito.

Enfim, essa é minha opinião: não considero a magia forte nas mãos de um sacerdote de Parom, acho adequado. Já em outro sacerdote de outro deus, concordo que fica forte.
#19 samuel.azevedo Enviado : 02/07/20 18:59
Olá,

Sobre o deus dar os materiais ou ferramentas do nada, no lugar de fazer aparecer, podem dar a visão de onde os itens estão escondidos nas redondezas.

Continuando...

Olhando a magia, me deparei com alguns questionamentos:

Como eu sei qual é o tempo de fabricação para um item, para reduzir tal tempo? As habilidades descrevem +1, Carpintaria deixa a critério do mestre; Trabalhos Manuais e Trabalhos em Metais tem tempo estimado pra os objetos que podem ser construídos em alguns níveis de dificuldade.

O que é um equipamento obra-prima? As habilidades descrevem, graças aos deuses! Deixei a descrição no final deste post pra facilitar. Minha sugestão é que melhorar estas obras primas da seguinte forma:

Se a pessoa tirou Absurdo no teste da produção do item, já tem direito a ser obra prima, mas se o efeito garante que é obra-prima se a pessoa não tirar 1, poderia ter um efeito adicional acumulado de ser um item que pelo mero fato de ser portado dê +1 coluna de bônus em testes de habilidades sociais devido a sua beleza.

Estender este efeito de obra prima pra alguns níveis de efeitos abaixo de 10, e ir aumentando progressivamente para dar um bônus adicional (pode ser o mesmo acima, ou dobrar o bônus descrito nas obras-primas da habilidade empregada)

Abraços

Anexos: Obras primas de acordo com as habilidades!
Carpintaria:
Citação:
Como mostrado na tabela abaixo, um resultado absurdo no teste indica a construção de uma obra prima. Na prática, isso significa que o próprio material utilizado acabou se mostrando muito melhor do que o normal e o objeto é excepcional. Com isso, embarcações e outras estruturas grandes de madeira recebem mais resistência, enquanto flechas e outros objetos arremessáveis não quebram no primeiro disparo ou podem ser disparadas 1/3 mais longe devido a sua perfeita aerodinâmica


Trabalho em Metal
Citação:
Como mostrado na tabela abaixo, um resultado absurdo no teste indica a construção de uma obra prima. Na prática, isso significa que o próprio material utilizado acabou se mostrando muito melhor do que o normal e a arma ou armadura é excepcional. Com isso, uma arma tem 2 pontos a mais distribuídos em seus modificadores LMP, a critério do artesão, mas que não podem ser aplicados em apenas um tipo de modificador. Uma armadura excepcional tem +1 ponto de defesa permanentemente. Uma arma ou armadura desta ainda pode ser refinada, mas uma falha crítica na tentativa lhe retira a qualidade excepcional e seus benefícios.


Trabalhos Manuais
Citação:
Como mostrado na tabela abaixo, um resultado absurdo no teste indica a construção de uma obra prima. Na prática, isso significa que o próprio material utilizado acabou se mostrando muito melhor do que o normal e a armadura ou objeto é excepcional. Com isso, uma armadura excepcional tem +1 ponto de defesa permanentemente e um objeto pode conceder um bônus de +1 coluna de resolução em alguma situação específica permanentemente. Um objeto ou armadura excepcional ainda podem ser refinados, mas uma falha crítica na tentativa lhes retiram a qualidade excepcional e seus benefícios.
#20 Rywv Enviado : 03/07/20 07:12
Edilton Oliveira escreveu:
Prezados(as),

Acredito que o que está acontecendo aqui é a mesma discussão da magia Auxilio Incerto. Está se discutindo a magia de forma isolada, e não inserida em um contexto.

Leia o resto do texto...
Olhando de forma isolada, a magia Fabricação Divina é bem forte. Porém, levando em consideração que essa magia é a extensão do poder de um Deus (um milagre), e que esse Deus é ninguém mais, ninguém menos que Parom, Deus dos Artífices. Consultando o dicionário sobre a descrição de Artífice, temos que é o trabalhador, operário, artesão que produz algum artefato. Produz um artefato através de um milagre (magia divina), deveria ser algo fraco? Deveria ser complexo para o Deus dos Artífices? Dentro desse contexto, a magia está tão poderosa assim?

Copiando trecho do livro das Ordens Sacerdotais, capítulo de Parom:

"Consta também nas escrituras que ao perceber a inegável inferioridade dos anões de Blator frente aos elfos Palier, Parom filho legítimo do Deus da sabedoria resolveu ensinar aos “pobres” filhos de Blator as artes que lhe valiam o título de Grande Artífice dentre os Imortais. Consta ainda que os anões aceitaram de muito bom grado essa dádiva divina advinda do Deus dos artífices e passaram a dedicar-se com tanto afinco que até os elfos tiveram que se curvar frente ao talento dos anões. Fato esse que exasperou Palier e aparentemente desagradou até a Blator que teve que assistir seus belicosos filhos se dedicarem às artes dos artífices em detrimento das artes da guerra, adorando muitas vezes Parom no lugar Dele mesmo."

Os Elfos ficaram impressionados com os anões após os ensinamentos de Parom. Digo mais, até o Deus da magia e do conhecimento, Palier, ficou incomodado com tamanha genialidade dos anões. Tendo isso como premissa, por que não um representante direto do Deus Parom na terra (o sacerdote) não poderia ter uma magia do porte de Fabricação Divina? Não só pode como deve, é a materialização das escrituras, ou seja, essa magia representa exatamente esse efeito.

Enfim, essa é minha opinião: não considero a magia forte nas mãos de um sacerdote de Parom, acho adequado. Já em outro sacerdote de outro deus, concordo que fica forte.


A questão é que nunca houver uma magia de parom criando material, incluindo as magias ancestrais. A magia Ferramentas que linkei anteriormente é a uma magia ancestral e ela só empresta os objetos, caso algo seja danificado o sacerdote PERDE seu poderes por um tempo.

Eu entendo que o cara tem ajuda divina, mas pelo amor de deus, não vamos exagerar nos benefícios só por causa disso.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#21 Edilton Oliveira Enviado : 03/07/20 09:45
Rywv escreveu:

A questão é que nunca houver uma magia de parom criando material, incluindo as magias ancestrais. A magia Ferramentas que linkei anteriormente é a uma magia ancestral e ela só empresta os objetos, caso algo seja danificado o sacerdote PERDE seu poderes por um tempo.

Eu entendo que o cara tem ajuda divina, mas pelo amor de deus, não vamos exagerar nos benefícios só por causa disso.


A questão é que nunca houver uma magia de parom criando material, incluindo as magias ancestrais.
Então, Nobre Rywv, já está mais que na hora de ter. Nunca é tarde para corrigir um erro. A propósito, olhei a magia Ferramentas, não conhecia, mas na minha opinião, está muito fraca e mal feita. Não merece a alcunha de Magia Ancestral.

Eu entendo que o cara tem ajuda divina, mas pelo amor de deus, não vamos exagerar nos benefícios só por causa disso.
Um mago pode criar dardos de gelo das mãos em pleno deserto apenas recitando algumas palavras e fazendo gestos; um rastreador pode proteger seu corpo de fogo, gelo, eletricidade com um campo de energia ao redor dele apenas pelo seu vínculo com a natureza; um bardo consegue falar uma língua que ele nunca viu apenas tocando seu alaúde. Então, como é que um sacerdote, que tem a explicação para a magia mais verossímil de todos (ele é o canal condutor do poder de um Deus, fazendo milagres), não poderia ter algo aparecendo do nada? Ainda mais que esse algo tem toda relação com o seu Deus?

#22 Marcelo_Rodrigues Enviado : 03/07/20 11:16
E complementando o que o Edilton falou, esta magia passa ser análoga a magia Apelo, só que no lugar de mandar um ser divino, o deus mandará material. Se o deus pode mandar um ser divino, porque não pode mandar um simples material? Think

Em termos de jogo não é nada assim tão poderoso, mas com certeza poderá ajudar muito em aventuras. Imagino mil utilidades. Muito Feliz

Vou olhar o que todos postaram até agora e fazer ajustes com base nas sugestões.

OBS: nesta revisão das magias das ordens pretendo que cada ordem tenha pelo menos uma magia muito boa, e com certeza esta é a de Parom!
#23 Rywv Enviado : 03/07/20 16:29
Edilton Oliveira escreveu:

Eu entendo que o cara tem ajuda divina, mas pelo amor de deus, não vamos exagerar nos benefícios só por causa disso.
Um mago pode criar dardos de gelo das mãos em pleno deserto apenas recitando algumas palavras e fazendo gestos; um rastreador pode proteger seu corpo de fogo, gelo, eletricidade com um campo de energia ao redor dele apenas pelo seu vínculo com a natureza; um bardo consegue falar uma língua que ele nunca viu apenas tocando seu alaúde. Então, como é que um sacerdote, que tem a explicação para a magia mais verossímil de todos (ele é o canal condutor do poder de um Deus, fazendo milagres), não poderia ter algo aparecendo do nada? Ainda mais que esse algo tem toda relação com o seu Deus?


Mas nenhum deles cria essas coisas de forma permanente, tudo vem e vai. Como falei aqui algumas vezes, o cara entre em uma sala pelado e sai vestido e armado como o que quiser, desde a cueca e meias a uma couraça completa. Isso não é algo que deveria existir na lista básica ou especializada.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#24 Fábio_CM Enviado : 03/07/20 17:47
1.
Citação:
Fabricação Divina 8: Recebe bônus de 5 níveis na sua rolagem de carpintaria, trabalho em metal ou trabalhos manuais ou torna Muito Difícil algo que seria Impossível.

O correto é mesmo Impossível ou seria Absurdo (cinza)?? Porque, né, impossível é impossível... (tipo fazer um barco furado que flutue).

2.
O fornecimento de materiais está um pouco exagerado porque eles podem ser muita coisa. A magia menciona apenas que ferramentas grandes não podem ser fornecidas, mas e materiais? Se o personagem quiser fazer uma estátua de Parom do tamanho da Estátua da Liberdade ele vai receber? E se for a Arca de Noé?

3.
Da mesma forma, o tempo da magia é variável até concluir a obra, mas isso pode levar semanas, mesmo reduzido à 1/10. A magia fica ativa todo este tempo? E durante o descanso do personagem? Quanto tempo por dia ele deve atuar para a magia não quebrar enquanto ele estiver descansando ou fazendo outras coisas?

4.
O material criado é considerado normal ou mágico?
#25 Edilton Oliveira Enviado : 03/07/20 19:46
Nobre Rywv,

Eu não me oporia a um limitador de tempo para as criações. Desse forma, não seria permanente. Quanto a entrar pelado e sair de armadura, sinceramente, não tenho nada contra. É um Deus que está dando ferramentas para seu servo maior lutar em seu nome. Nada mais justo.

Agora, mestre Fabio levantou questões que não atentei: o volume dos materiais e o tempo para fazer. Aqui, realmente, acredito que um limitador será imperativo.
#26 Marcelo_Rodrigues Enviado : 03/07/20 22:24
Beleza... vou por uns limitadores para evitar abusos.
#27 Marcelo_Rodrigues Enviado : 04/07/20 09:53
Coloquei um limitante na quantidade/itens que o deus pode providenciar para evitar abusos. Confiram!
#28 regisdante Enviado : 06/07/20 21:40
La vai minha opinião:

PAROM só quer que seus Sacerdotes trabalhem, não quer que ninguém se mate por ai em guerras..
Então pensando assim, ele pode SIM mandar os materiais e ferramentas para seu Sacerdote para cultua-lo da melhor forma, fabricando.
Tendo em vista, que isso dos materiais é só no level mais alto, ou seja o Sacerdote é um dos mais fortes e influentes da Ordem.

A magia está muito mais útil agora ! Applause Applause Applause
#29 zetagmar Enviado : 07/07/20 13:24
Não posso negar que está magia deu uma IMENSA melhorada e digo isso em face a algumas observações colocadas por outros neste mesmo tópico e em conversa privada com outras pessoas.

Não é uma crítica, mas uma observação para futura analise.
Colocar a que se destina a magia.
Exemplo:
Fabricação Divina - O Deus Parom quando invocado pela magia, permite ao sacerdote obter ferramentas e materiais para a confecção do objeto de seu interesse. Ocorrendo também melhoria nas habilidades de Carpintaria, Trabalho em metal ou Trabalhos manuais.

Algumas observações quanto a magia.
Melhoria nas habilidades de carpintaria, trabalho em metal ou trabalhos manuais é sempre bom, pois daria uma facilitada para obter o material que necessita. (Algo que é bom e não impacta a aventura em si).

Obtenção de materiais para mim poderia ser desde o primeiro estágio da magia, o que mudaria é a quantidade de material para a composição do objeto. O objeto não teria qualquer propriedade mágica ou característica que não seja a natural do elemento que constitui um objeto natural.
Exemplo:
Confeccionada uma espada de aço usando a Fabricação Divina 10. Obteve-se toda a matéria-prima pelo Deus Parom e uma vez a espada sendo fabricada em nada iria se diferenciar de outra espada de aço construída em uma forja comum.

Fabricação Divina 1 - 10% do material necessário para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 2 - 20% do material necessário para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 4 - 40% do material necessário para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 6 - 60% do material necessário para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 8 - 80% do material necessário para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 10 - 100% do material necessário para fabricação do objeto desejado.

Obtenção de ferramentas para fazer o trabalho de forma adequada. Neste caso, após a confecção do objeto (termino da atividade) a ferramente iria desaparecer magicamente sem deixar vestígios, da mesma forma como surgiu.
A ferramente não causa aprimoramento das habilidades ou criação de armas mágicas com ou sem poder. Somente permite a ferramenta para a confecção de um objeto que seria igual a aquele construído com ferramentas comuns.

Fabricação Divina 1 - 10% das ferramentas necessárias para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 2 - 20% das ferramentas necessárias para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 4 - 40% das ferramentas necessárias para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 6 - 60% das ferramentas necessárias para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 8 - 80% das ferramentas necessárias para fabricação do objeto desejado.
Fabricação Divina 10 - 100% das ferramentas necessárias para fabricação do objeto desejado.

Ainda pode ser feita a mesclagem das possibilidades de cada evento.
Exemplo:
Fabricação Divina 6 permite obter para a fabricação : 60% da matéria-prima e/ou 60% das ferramentas utilizadas, onde a soma dos percentuais não pode ser maior que 60%.
Ou seja, 50% de matéria-prima e 10% de ferramentas ou 30% de matéria-prima e 30% de ferramentas, etc.
#30 Marcelo_Rodrigues Enviado : 07/07/20 17:39
Zetagmar,

acredito que a forma atual onde fica a cargo de mestre decidir o que vai ser providenciado é mais simples e evita os "advogados de regras". Assim o mestre vai evitar abusos por parte dos jogadores espertinhos. A cada caso mestre julga o que deve ser feito.

Exemplo: um sacerdote está explorando a dia uma caverna do dragão que assola a região e se depara com uma porta de ferro. o Sacerdote hora a seu deus para que lhe ajude a fazer um pé-de-cabra e o deus resolve mandar uma barra de ferro e uma pequena forja. Note que o deus poderia mandar logo o pe de cabra, mas mandou o material e ferramenta para o sacerdote faço o que precisa visto que dentro da caverna não há nem material nem ferramentas. Se fosse numa situação onde o grupo invade uma mansão para roubar um rico comerciante. Eu como mestre vou considerar que não é uma boa atitude e faço que o deus mande uma fina placa de ferro gravada com a seguinte frase: Tome vergonha!

OBS: pus uma observação que todo material que sobrar e as ferramenta sumirão depois que a fabricação tiver sido concluída.
Usuários visualizando este tópico
Guest
2 Páginas 12>
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET