Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

2 Páginas 12>
Responder...
Dádivas da Guerra (Magia nova para Blator, Crezir e Crizagom) Opções
#1 Marcelo_Rodrigues Enviado : 01/05/20 17:57
A magia "Resistência Fadiga" precisa ser substituída, pois seus efeitos foram postos na magia Resistencia.

Esta magia está lista de Blator, Crezir e Crizagom. Alguém tem alguma sugestão de uma magia nova?
#2 regisdante Enviado : 01/05/20 21:02
Eu não escondo que sou mto fã dessa tríade da guerra, todo Deus deveria ter uma magia que representasse muito os seus ideais..
No caso dos 3 mencionados.. SE o caso for criar uma magia, penso na mesma magia porém com o efeito diferente, por exemplo:

Blator , os senhores da Guerra envergam uma armadura DOURADA ! deve ser a mais louca e mais forte entre todas as ordens.
Crisagom, vejo ele como a estratégia e o equilíbrio mesmo na guerra. Pelos paladinos Usarem na preferencia Lanças e combaterem montados, penso em um Escudo e/ou Elmo do regaço !
Crezir, a fúria em pessoa ! Seus Dragões vermelhos temidos por seus ataques incessantes, deveriam ostentar uma arma com golpes mortais.

Essa altura já sabem onde quero chegar..
Armadura Sagrada Dourada
Escudo Sagrado Prateado, da Luz
Arma Sagrada Bronzeada kkkk Vermelha, Vorpal
Evocação:
Alcance: Toque
Duração: Variável

O milagre concede uma bençao como se o sacerdote estivesse usando a armadura ou arma do seu próprio Deus.
As Armaduras e Escudos concedendo mais proteção na EF e Arma concedendo bonus em ataque e dano, ambos com progressão de bônus e duração por level.
Os equipamentos de Defesa concedendo uma absorção de um critico 20, que viraria 100%. A arma concedendo uma rolagem 19, um acerto critico (20).
SE o sacerdote da Ordem utilizar as armas preferidas do seu Deus, mais algum bônus ai que pode ser descrito na magia.
Vantagem fixa contra Demônios e MV, como por exemplo dobrar os efeitos do critico e bonus normais de EF e tabela.

Bom é só uma ideia..

#3 PH Enviado : 02/05/20 09:20
Bem, olha só: Há algum tempo eu criei essa magia e nunca a utilizei, mas já que o companheiro regisdante sugeriu algo assim, não custa nada jogar para avaliação.

Nome: Dádivas da Guerra
Evocação: 2 rodadas
Duração: Variável
Alcance: Toque

Este encanto permite que sacerdotes de Blator, Crisagom e Crezir recebam de seus respectivos Deuses dádivas para usar em combate.
Tais dádivas são, na verdade, implementações para armas, armaduras, elmos e/ou escudos que podem, tanto melhorar o ataque, a defesa ou a absorção, quanto impedir críticos desde que relacionados ao item(um elmo protege de crítico na cabeça, por exemplo)

Dádivas da Guerra 1: Torna ou cria um elmo mágico com +5 de absorção e +2 na defesa que evita um crítico transformando-o em um 100%. Duração 10 rodadas.
Dádivas da Guerra 3: Idem ao anterior, torna ou cria uma armadura mágica com +10 de absorção e +2 na defesa. Duração 10 rodadas.
Dádivas da Guerra 5:Idem ao anterior, a armadura também evita um crítico transformando-o em um 100%.
Duração 20 rodadas. Pode também, criar um escudo mágico com +8 de absorção.
Dádivas da Guerra 7:Idem ao anterior, mas o elmo passa a ter +7 de absorção, a armadura +15 e o escudo +10, todos aumentam +1 na defesa
Dádivas da Guerra 9: Idem ao anterior, torna ou cria uma arma mágica +5 que concede um acerto crítico automático. Se a arma que o sacerdote estiver utilizando for aquela preferida pela divindade, ela se tornará PERFEITA(vorpal).

"Só não pode tirar 1"
(Frase mágica dita por mim que atrai o nº 1 no d20 em minhas mesas)
#4 Marcelo_Rodrigues Enviado : 02/05/20 12:04
Gostei do "Dádivas da Guerra"... colocando umas restrições do tipo que existem em apelo, acho que pode ser uma boa magia para desfecho de aventuras... dá até também para usar a ideia do Regis de fazer uns feitos diferenciados de acordo com os 3 deuses.

PH,

quer fazer esta magia?


#5 PH Enviado : 02/05/20 18:24
Quero sim
"Só não pode tirar 1"
(Frase mágica dita por mim que atrai o nº 1 no d20 em minhas mesas)
#6 Marcelo_Rodrigues Enviado : 03/05/20 10:57
A tarefa é sua! Já tem o verbete associado para vc por a descrição dela.
#7 regisdante Enviado : 03/05/20 13:11
PH escreveu:
Quero sim


Boaaa PH! Applause
Já curti a ideia, é a mesma linha de raciocínio que pensei.. Vou acompanhar o desenrolar das magias.
#8 PH Enviado : 08/05/20 13:54
Bom, vamos lá, analisei friamente e após alguns dias quebrando a cabeça Brick wall resolvi mudar algumas coisas e acrescentar outras. Como justificativa inicial, retirei os pontos de defesa do elmo, porque elmo NÃO AUMENTA DEFESA.

Verbete atualizado.

Quanto ao custo da magia: sou a favor que seja 3 pontos. Pois, não há dúvida de que a magia está poderosa.
No mais, apreciaria muito a opinião de vocês, nobres tagmarianos.

Aguardo comentários.
"Só não pode tirar 1"
(Frase mágica dita por mim que atrai o nº 1 no d20 em minhas mesas)
#9 Edilton Oliveira Enviado : 08/05/20 15:02
Nobre PH,

Uma dúvida: uma arma vorpal, baseado nas regras de Tagmar, muda em quê? Qual vantagem me traz?

No mais, gostei da magia. Como jogador, gostei dela estar muito forte. Como mestre, temos que aumentar os desafios, alguém tem que pagar o preço...

#10 regisdante Enviado : 08/05/20 16:27
Achei muito fodaaa, ta muito a cara da tríade da guerra !

Agora bora pras duvidas e sugestões..

(...)Minus, sacerdote da Ordem de Crisagom, possui uma espada mágica +2(....)
(...)evoca o efeito 9 do milagre Dádivas da Guerra(...)
(...)sua espada se tornar +5(...)

- Então os +5 do milagre não somam com os +2 da arma?

- Se o Sacerdote evocar a magia no lvl 5, ele terá como evitar 2 críticos? (lvl 1 e 5)

- Mesma questão do parceiro Edilton, não explica as vantagens de usar a arma preferida do Deus..

- Eu particularmente odeio magias com poucas rodadas, não seria melhor retirar a opção de "criar o item" e aumentar a duração?

- Dei uma olhada em Sagração, que já melhoramos, e a magia Dadivas de Guerra, como pelo que parece não vai somar, provavelmente vai atropelar os efeitos de Sagração... não seria bom revermos esses pontos de absorção para colocarmos outros efeitos ? Tipo esses de segurar um crítico é mto bom ! Queria dar mais sugestões mas to sem criatividade no momento...

- Eu particularmente trocaria um crítico automático do lvl 9 para 19 e 20 um crítico.


#11 PH Enviado : 08/05/20 21:23
Edilton Oliveira escreveu:
Nobre PH,

Uma dúvida: uma arma vorpal, baseado nas regras de Tagmar, muda em quê? Qual vantagem me traz?

No mais, gostei da magia. Como jogador, gostei dela estar muito forte. Como mestre, temos que aumentar os desafios, alguém tem que pagar o preço...



Vorpal: se você rolar um 20 no d20, resultado máximo é automático. Ou seja, decapita, afunda tórax, perfura coração etc, etc, etc.
"Só não pode tirar 1"
(Frase mágica dita por mim que atrai o nº 1 no d20 em minhas mesas)
#12 PH Enviado : 08/05/20 21:39
regisdante escreveu:

- Então os +5 do milagre não somam com os +2 da arma?


Não soma, regisdante. Veja, o efeito TORNA A ARMA +5, não acrescenta.

regisdante escreveu:

- Se o Sacerdote evocar a magia no lvl 5, ele terá como evitar 2 críticos? (lvl 1 e 5)


Sim, um crítico que atinja diretamente a cabeça(PJ protegido pelo elmo) e outro que atinja o corpo(PJ protegido pela armadura).

regisdante escreveu:

- Mesma questão do parceiro Edilton, não explica as vantagens de usar a arma preferida do Deus..

Realmente, nada no livro de regras explica o que é ataque vorpal, vou acrescentar uma explicação melhor ao texto.

regisdante escreveu:

- Eu particularmente odeio magias com poucas rodadas, não seria melhor retirar a opção de "criar o item" e aumentar a duração?

10 rodadas no início e 20 rodadas a partir do 5º nível. Você ainda acha pouco??????????

regisdante escreveu:

- Dei uma olhada em Sagração, que já melhoramos, e a magia Dadivas de Guerra, como pelo que parece não vai somar, provavelmente vai atropelar os efeitos de Sagração... não seria bom revermos esses pontos de absorção para colocarmos outros efeitos ? Tipo esses de segurar um crítico é mto bom ! Queria dar mais sugestões mas to sem criatividade no momento...

Mas a Dádiva é momentânea, enquanto a Sagração é praticamente constante, além de que a Dádiva é estritamente PESSOAL.


regisdante escreveu:

- Eu particularmente trocaria um crítico automático do lvl 9 para 19 e 20 um crítico.


Gostei muito! Mas Tagmar usa mais cores do que numeração no d20, você acha que caberia um crítico já na faixa do azul escuro?
"Só não pode tirar 1"
(Frase mágica dita por mim que atrai o nº 1 no d20 em minhas mesas)
#13 Edilton Oliveira Enviado : 09/05/20 07:30
Pronto, acrescentando uma descrição sobre Vorpal fica completo.

Agora, só uma sugestão: não vejo necessidade de importar o nome de outro RPG. Além do mais, o termo original é em inglês, algo não recomendado pelas regras de Tagmar. Inclui a descrição e deixa só como perfeita ou algum nome brasileiro.
#14 Marcelo_Rodrigues Enviado : 09/05/20 10:27
PH,

a concepção da magia está bem interessante Applause , mas tá muito, muito, muito forte e ainda acaba matando a magia Proteção Divina de Crizagom e com a nova magia Sagração (básica de sacerdote)

Esse sacerdote do exemplo virou um monstro. d'oh!

Recomendo olhar estas duas magias e a Dádiva Divina tem de fazer menos que elas. Uma coisa é que vc pôs um "idem ao anterior" o que vai acumulando efeitos. Triste
#15 samuel.azevedo Enviado : 09/05/20 11:39
Acho que faltou um monte de OU em cada efeito; pq fazer um monte de item poderoso temporário de uma vez é muito overpower. Muito poder pra pouco karma gasto.
#16 PH Enviado : 09/05/20 23:17
Show!!! Vou refazer e segunda atualizo o verbete.
Gostei muito dos comentários... Serão de grande ajuda.
"Só não pode tirar 1"
(Frase mágica dita por mim que atrai o nº 1 no d20 em minhas mesas)
#17 regisdante Enviado : 11/05/20 15:26
Já que esses bônus mágicos contêm em outrs magias.. sugestões para tentar clarear:

Da para seguiar na linha da arma dando crítico com mais facilidade, ou um golpe que sobe um nível. 25% se torna 50% e etc.

Armadura e Elmo segurando um crítico apenas no corpo e cabeça.( colocaria escudo tbm, existe alguns críticos no braço)
E tbm em seu nível máximo um resultado 100% vira 75%.

Os equipamentos afetados não se desgastam com a batalha, se recuperando conforme o usuário se recupera.
#18 Fábio_CM Enviado : 12/05/20 10:48
Estou achando essa magia esquisita.
• A descrição está confusa. O texto precisa se tornar um pouco mais claro e direto.
• Os benefícios são muito grandes ao passo que o tempo de evocação é muito longo.
• Na prática, como evita críticos, ela está concedendo já no nível 7 um total de +32 à EF do personagem. Isso é muito superior à magia curas físicas, por exemplo, que recupera 25 pontos apenas da EF no mesmo nível e não evita críticos.

• Sugiro que a magia tenha um tempo de evocação mais curto, talvez de 1 rodada.
• Ela pode evitar o efeito do crítico, além de permitir que a absorção seja considerada, uma vez que torna os equipamentos temporariamente mágicos. Evitar um crítico por completo torna ela muito poderosa (já que o golpe atingiria a EH).

• A magia pode ser evocada infinitas vezes sobre o mesmo equipamento?
#19 Marcelo_Rodrigues Enviado : 01/07/20 11:25
Pessoal,

nosso colega PH está com problemas e não está podendo acessar o forum, por isto estou dando continuidade a tarefa.

Então vamos as opiniões... o que sugerem?

1) Não acham que tá muito exagerado os bonus? Reduzo eles?
2) Reduzo o tempo de evocação para uma rodada?
3) Que acham de colocar um limitante? Talvez uma vez por dia?

Deem sugestões! Pray

#20 regisdante Enviado : 04/07/20 15:20
regisdante escreveu:
Eu não escondo que sou mto fã dessa tríade da guerra, todo Deus deveria ter uma magia que representasse muito os seus ideais..
No caso dos 3 mencionados.. SE o caso for criar uma magia, penso na mesma magia porém com o efeito diferente, por exemplo:

Blator , os senhores da Guerra envergam uma armadura DOURADA ! deve ser a mais louca e mais forte entre todas as ordens.
Crisagom, vejo ele como a estratégia e o equilíbrio mesmo na guerra. Pelos paladinos Usarem na preferencia Lanças e combaterem montados, penso em um Escudo e/ou Elmo do regaço !
Crezir, a fúria em pessoa ! Seus Dragões vermelhos temidos por seus ataques incessantes, deveriam ostentar uma arma com golpes mortais.

Essa altura já sabem onde quero chegar..
Armadura Sagrada Dourada
Escudo Sagrado Prateado, da Luz
Arma Sagrada Bronzeada kkkk Vermelha, Vorpal
Evocação:
Alcance: Toque
Duração: Variável

O milagre concede uma bençao como se o sacerdote estivesse usando a armadura ou arma do seu próprio Deus.
As Armaduras e Escudos concedendo mais proteção na EF e Arma concedendo bonus em ataque e dano, ambos com progressão de bônus e duração por level.
Os equipamentos de Defesa concedendo uma absorção de um critico 20, que viraria 100%. A arma concedendo uma rolagem 19, um acerto critico (20).
SE o sacerdote da Ordem utilizar as armas preferidas do seu Deus, mais algum bônus ai que pode ser descrito na magia.
Vantagem fixa contra Demônios e MV, como por exemplo dobrar os efeitos do critico e bonus normais de EF e tabela.

Bom é só uma ideia..




Leveria mais em consideração oque eu disse antes...
#21 regisdante Enviado : 04/07/20 15:29
Criara uma versão para cada deus, constando na descriçao do milagre os efeitos de cada um.
Sendo que :
- os Senhores da Guerra que envergam uma armadura dourada só podem abençoar sua armadura
- os Paladinos que sempre envergam escudos e elmos, que me lembra justiça, só podem abençoar elmo&escudo
- os Dragões vermelhos, filhos da deusa da furia apenas a arma.

Dai sim, dividiria esses efeitos que ja foram criados para cada Deus:
- As proteções e absorções de critico em armadura, apenas para Blator
- As proteções e absorções de critico em escudo e elmo, apenas para Crizagom
- Os beneficios de arma apenas para Crezir.

Assim da para Fragmentar esses efeitos bons, que antes todos os 3 teriam que ficaria mto forte.
Mudaria para uma rodada da evocaçao e nao precisava mecher na quantidade por dia, por estar mais restritiva ao uso de armadura, elmos e armas para cada deus.
#22 Edilton Oliveira Enviado : 21/07/20 11:35
Prezados(as),

Em virtude do afastamento de PH (fará uma falta imensa), estou assumindo essa revisão.

A ideia original da magia é excelente, mas atropela magias como Sagração, Proteção Divina e Bênção.

Assim, peço sugestões a vocês.

Nobre Regis,

Citação:
Criara uma versão para cada deus, constando na descriçao do milagre os efeitos de cada um.
Sendo que :
- os Senhores da Guerra que envergam uma armadura dourada só podem abençoar sua armadura
- os Paladinos que sempre envergam escudos e elmos, que me lembra justiça, só podem abençoar elmo&escudo
- os Dragões vermelhos, filhos da deusa da furia apenas a arma.

Dai sim, dividiria esses efeitos que ja foram criados para cada Deus:
- As proteções e absorções de critico em armadura, apenas para Blator
- As proteções e absorções de critico em escudo e elmo, apenas para Crizagom
- Os beneficios de arma apenas para Crezir.


Acredito que esses efeitos conflitam com as magias Sagração, Proteção Divina e Bênção, tem um pouco de cada. O que acha?

regisdante escreveu:
Os equipamentos afetados não se desgastam com a batalha, se recuperando conforme o usuário se recupera.


Essa eu vou usar!

Mais alguém pode me ajudar?

#23 rodolfo Enviado : 22/07/20 11:37
Caros,

A magia está realmente poderosa, sugiro um balanceamento reduzindo os efeitos concedidos.
Quanto a essa parte de "vorpal" e crítico automático podem acabar com o planejamento do mestre sem ao menos o benefício da dúvida/sorte. Se for pra manter, sugiro o aumento de uma cor na jogada de ataque, com azul virando azul escuro e azul escuro virando cinza. (aí surge um outro nó quando for uma coluna maior que 20... Think )

sigamos com a discurssão...
#24 Marcelo_Rodrigues Enviado : 23/07/20 11:19
Uma ideia, a partir do nível 5 o sacerdote poderia rogar ao deus por uma ajuda mais especifica para uma situação crítica. Seria algo parecido ao que foi feito na magia Fabricação divina. Seria um "apelo" para algo que o ajude num momento crítico. Acho que seria bem condizente com o nome da magia.
#25 Edilton Oliveira Enviado : 24/07/20 18:10
Prezados(as),

Fiz uma nova magia, alterei os efeitos e acatei a sugestão do Grande Marcelo. Vou colar aqui a antiga versão e incluir no verbete a nova.

Não conheço muito de técnicas de combate. Não queria colocar as técnicas que dão bônus no ataque nem no dano, para evitar combos com outras magias. Mas não acho que foram boas escolhas, me ajudem nesse ponto também.

Ainda está em fase de ajustes, preciso da opinião de vocês. Comentem a versão do verbete e deem sugestões, por favor.

VERSÃO ANTIGA
Evocação: 2 rodadas
Duração: Variável
Alcance: Pessoal
Este encanto permite que sacerdotes de Blator, Crisagom e Crezir recebam de seus respectivos Deuses dádivas para usar em combate.
Tais dádivas são, na verdade, implementações para armas, armaduras, elmos e/ou escudos que podem, tanto melhorar o ataque, a defesa ou a absorção, quanto impedir críticos desde que relacionados ao item(um elmo protege de crítico na cabeça, por exemplo)
Obs.: A magia não mexe no item possuído pelo sacerdote. Veja o exemplo: Minus, sacerdote da Ordem de Crisagom, possui uma espada mágica +2 com raio elétrico 4(1x por dia), evoca o efeito 9 do milagre Dádivas da Guerra e agora passa a ter um elmo +7 que protege de um crítico na cabeça, um escudo +10 que protege de um crítico nos membros superiores, uma armadura +15 que protege de um crítico no corpo, além de sua espada se tornar +5 e lhe dar direito a um crítico automático, sem perder o raio elétrico 4(1x por dia).
Dádivas da Guerra 1: Torna ou cria um elmo mágico com +5 de absorção e que evita um crítico transformando-o em um 100%. Duração 10 rodadas.
Dádivas da Guerra 3: Idem ao anterior, torna ou cria uma armadura mágica com +10 de absorção e +2 na defesa. Duração 10 rodadas.
Dádivas da Guerra 5:Idem ao anterior, a armadura também evita um crítico transformando-o em um 100%. Duração 20 rodadas. Pode também, criar ou tornar um escudo mágico com +8 de absorção.
Dádivas da Guerra 7:Idem ao anterior, mas o elmo passa a ter +7 de absorção, a armadura +15 e o escudo +10, a armadura e o escudo aumentam +1 na defesa(além dos +2 anteriores)
Dádivas da Guerra 9: Idem ao anterior, torna ou cria uma arma mágica +5 que concede um acerto crítico automático. Se a arma que o sacerdote estiver utilizando for aquela preferida pela divindade(Blator: Machado de Guerra; Crezir: Montante; Crisagom: Martelo de Guerra) , ela se tornará PERFEITA(vorpal).




#26 Marcelo_Rodrigues Enviado : 25/07/20 09:00
Edilton,

todos sabem que esta magia é de ordem e que o personagem deve estar próximo fo estágio 5 para poder entrar numa ordem, mas sempre é prudente poder chamar efeitos menores que já satisfaçam a necessidade e não gaste muito Karma. Mas os efeitos baixo tem duração tão curta que não compensam a rodada perdida ao gastar sua ação chamando a magia. O que adianta ganhar ambidestra se vc perdeu uma rodada para chamar a magia ? Era melhor ter atacado no lugar de fazer a magia. Assim sendo se esta magia não durar pelo menos 3 rodadas nem vale a pena ser usada. Recomendava que nos efeitos 1 e 2 durassem 4 rodadas e em no lugar de "idem" no efeito 2 tivesse uma técnica a mais que o no 1. O 4 e 6 poderia durar um combate, e no 8 uma hora e no 10 durar 1 dia.

Outro ponto é que era bom dar mais exemplos das ajudas e frisar mais que é esta magia é um ótima oportunidade para o mestre exercer sua criatividade.

Por último, era melhor deixar claro que é o mestre que deve criar a situação onde o personagem deve "pagar" pela dádiva. Aqui é bom incentivar a criar uma aventura para isso, o que de um ótima oportunidade para o mestre exercer sua criatividade.

O texto deve ser mais incisivo nesta questão da atuação do mestre evitando que vire uma coisa banal... "tá ok, vc foi na igreja e pediram para ajudar na construção da ala norte. Vc ficou lá 1 mês lá e já voltou. Agora vamos continuar a aventura..." (este exemplo podia constar como um exemplo do que NÂO deve ser feito).
#27 Edilton Oliveira Enviado : 25/07/20 10:22
Tranquilo Marcelo, vou fazer as alterações.

Só lembrando que a evocação é instantânea, logo, não "perde" uma rodada pra evocar. Mas concordo que ficou pouco.

Agora, o que eu mais queria eram sugestões sobre quais técnicas de combate utilizar. Quem puder me ajudar com isso, agradeceria muito.
#28 Edilton Oliveira Enviado : 27/07/20 10:23
Prezados(as),

Nova versão da magia no verbete. Comentem e deem sugestões, por favor.

P.S. Ainda aguardo uma alma caridosa que me ajude analisando as técnicas de combate escolhidas.

EDIT: acrescentei, no nível 2, a técnica Direcionamento também como opção de escolha.
#29 Nironde Enviado : 27/07/20 16:02
Há outras formas de punir.
Excluir suas magias ou desertar é declarar a morte do personagem ou simplesmente aposentar a ficha.

Dificulta a evocação no mesmo nível que a magia é punição da mesma proporção. Observação: o benefício concedido nem é permanente.
Então por que não poder usar magia caso o sacerdote decidir em não fazer a tarefa?

Tipo de punição em banir ou fazer que o personagem não usar de seu poder só faz com que não se use a magia.
#30 Edilton Oliveira Enviado : 27/07/20 17:02
Nironde escreveu:
Há outras formas de punir.
Excluir suas magias ou desertar é declarar a morte do personagem ou simplesmente aposentar a ficha.

Dificulta a evocação no mesmo nível que a magia é punição da mesma proporção. Observação: o benefício concedido nem é permanente.
Então por que não poder usar magia caso o sacerdote decidir em não fazer a tarefa?

Tipo de punição em banir ou fazer que o personagem não usar de seu poder só faz com que não se use a magia.


Nobre Nironde, esteve ausente um tempo? Senti falta dos seus comentários. Que bom que voltou. Vamos lá:

A ideia da magia é permitir que os Sacerdotes utilizem técnicas de combate usadas somente para as profissões de Guerreiro ou Ladino. O auxílio direto do Deus é um complemento da magia. Um plus. E você deve concordar que é uma senhora ajuda porque é o mestre quem dirá. Pode ser feito praticamente tudo. E por usar mais de 3 vezes esse benefício, é justo que seja pago a ajuda.

Então imagine um sacerdote. Ele só utiliza esses poderes porque o seu Deus permite (o sacerdote canaliza poder divino). Daí a divindade manda um emissário, e diz ao sacerdote que ele tem uma missão. E o sacerdote decide não realizar? É pra ser demitido. O chefe direto dele manda uma tarefa e ele não quer fazer? Baseado em que ele tem essa autonomia?

Pelo benefício de ter ajuda direto do Deus, eu acredito que é justa essas punições. Porém, não sou o dono da verdade. Se mais pessoas relatarem o mesmo defeito, eu mudo sem problema.

Usuários visualizando este tópico
Guest
2 Páginas 12>
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET