Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

14 Páginas «<121314
Capítulo 02 - A Magia do Sangue Opções
#391 Cameron Enviado : 27/10/16 22:26
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Gáldor Tinúviel
Citação:
- Este livro pertence a Abadia de Citira, cruzei as terras selvagens em busca dele. Eu não vou pedir de novo! Esse livro pode corromper a alma e ele vai voltar ao Reino Elfíco. Não confio em bruxos, não confio em você! Em nome de Merenvem Tinuviel, Regente de Citira e Guardiã da Abadia da Sagrada Luz de Palier, coloque o livro no chão e se afaste...


Sigo a orientação do Gáldor.
Digo a ele que me ofende a equiparando a mim como os bruxos sou um mago não gosto de se igualar essa gentalha.
- Eu prefiro ser chamado pelo nome ou como mago como forma de respeito e consideração diante das pessoas.
Deixe-me esclarecerem uma coisa e que fique bem clara.

Mago e Buxo são palavra sinônimas, isto quer dizer que possuem o mesmo significado. Além disso há uma falta de conhecimento sobre o assunto gerando assim interpretações erradas. Costuma-se atribuir características pessoas e distintas a cada um dos termos. Irei destacar algumas diferenças aceitas universalmente. É possível que uma minoria de ocultista discorde das definições, no entanto estas explanações são aceitas pela maioria dos estudiosos, ocultistas e escolas mágicas.
Bruxo (a) nada mais é do que aquele que pratica bruxaria. Bruxaria é sinônimo de Magia Negra (ato de usar as forças da natureza para influenciar negativamente as pessoas e os fatos). Todo aquele feiticeiro que pratica magia negra é denominado bruxo.

O Termo Bruxa e Bruxo são usados atualmente para designar aqueles feiticeiros que praticam a Magia Negra e são geralmente maus.

MAGO
Simplesmente é aquele que faz magia. Geralmente os Magos são conhecedores das forças da natureza e do pensamento, lidam com essa forças em benefícios próprio e de seu semelhante.

Estamos nessa juntos por um proposito mas Galdor se não quer me aceitar e ha problemas de conflitos assuntos mal resolvidos podemos nos separar aqui ou que se aceite teremos que buscar respeitar uns aos outros.

Leia o resto do texto...
Pode ficar com o livro mas ainda pergunto:
- Você se importa com que houve aqui?
- O que você estaria disposto a fazer para ajudar aquelas pessoas? Se é que você pode dar uma solução pra isso? Ou se é que tem?

- Esta parecendo que você não se importa.
- Ok, tudo bem, o livro ficará com você pelo menos guarde esconda da vista de quem poça estar a procura para destruí-lo ou de toma-lo. Mas se você esteja com as mãos ocupadas por empunhar um montante sugiro que faça uma trouxa coloque o dentro ou de a quem possa carrega-lo de sua confiança.
- Acredito que haja muitas pessoas revoltadas por quem tenha causado tudo isso, muita dor e sofrimento por tanto não espere delas deixem sair com ele a amostra.
-Mas ha misticos que lutam por uma causa para que se salve muitas vidas e que se possa mudar o curso a trazer esperança aquelas que tenham perdido.
Permita-me estuda-lo talvez podemos encontrar alguma pista em que possa levar a solução do nosso problema ou trazer respostas isso tudo a fim que o mal possa ser combatido.
Você sabe ou conhece do que a bruxa seja capaz.
Sabe que magia deva ser combatida com magia.
Lembro que ha conteúdos que não são da minha ossada mas ainda sou ao que vocês tem.
Cada tempo que passa é precioso.
Ainda não sei qual seja suas intenções reais seja mesmo em devolver a seu local de origem ou de destruir esse livro?

Por favor me esclareça conte-nos os perigos que tem esse livro o diferencia deste aos das outras ordens já vistas.
E por que temos que proteger esse livro?

OFF: fico atento as ações dele.
#392 Soturno Abascal Enviado : 28/10/16 00:12
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
Lançamento 1d20=5
Retribuo o aperto de mão e falo:

- Abascal, servo de Cruine.

Então eu olho para o cadáver de Freya e analiso o risco dele ser um morto-vivo ou algo pior.

[1d20]
#393 Leonardus Borgo Enviado : 28/10/16 08:16
Jogador: LeoPersan
EF: 48
EH: 58
Karma: 0
Meu olhar corre do Abascal para o corpo da menina, vendo o seu olhar analítico, tentando entender

Definitivamente esse cara é estranho

- Por favor, pode segurar a tocha - Falo isso já empurrando a tocha em sua mão

Tiro a minha capa longa, jogo sobre o corpo e tento ajeita-la perto da parede enquanto falo, se o corpo ainda estiver mole, tento juntar seus pés, pernas esticadas e mãos sobre a barriga(posição de caixão):

- Abascal, pegamos ela agora ou na volta?
#394 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 28/10/16 13:26
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Ainda olhando para ele, me aproximo do livro e tomo em minhas mãos. Escuto o que ele diz e apenas respondo: "Você fala demais". Dou as costas e deixo falando sozinho, quando estiver atravessando o portal viro pra ele e digo: "Não me importa o que acontece com essas pessoas, não me importa o que acontece com você. Se algo aconteceu aqui foi porque homens estúpidos e gananciosos como você tentaram buscar poder no desconhecido! Agora me deixe em paz e vá pra casa de Cruine!". Saio do subterrâneo, mais não baixo a guarda, fico de olho em qualquer um que tente fazer alguma coisa.

Vá pra casa de Cruine: Ditado popular, uma mistura de Vá pro inferno e vá pra casa do caralho. Muito Feliz

#395 samuel.azevedo Enviado : 28/10/16 13:31
Soturno Abascal e Leonardus Borgo:
Citação:
O corpo da menina Freya já estava inchado e rigido, não havia sinal de que era um morto-vivo. Leonardus passa a tocha para as mãos de Abascal, a cobre com seu manto, se oferecendo para levar o corpo para cima. Mas ele espera o sacerdote dizer que ainda há algo a investigar pelo túnel ou se eles já sobem com o corpo.



Borr, Cameron e Gáldor Tinúviel:
Citação:
Cameron põe o livro no chão e faz alguns questionamentos a Gáldor, aguardando sua resposta e olhando apreensivo se o guerreiro irá destruir o livro, enquanto faz um discurso sobre as diferenças de Bruxo e Mago. Ele fala tanto, que quase parece conversar sozinho, e enquanto fala anda de um lado para o outro da sala, depois de um tempo é confuso entender o que ele diz, típico de mago. Então, ele faz alguns questionamentos ao elfo e aguarda sua resposta, se aproximando da fonte de luz.
Borr e Skoll apenas observam tudo, silenciosos.


Cameron, role 1d20.

Garet:
Citação:
Você chega na cidade. As pessoas estão ocupadas limpando a cidade e reconstruindo a muralha ou empilhando os corpos em uma pira funerária fora dos muros. Sagae fica em pé sem precisar de ajuda, e pergunta:
- Para onde está me levando?


Hagilyak:
Citação:
Você se afasta ainda mais dos limites da cidade, em direção ao leste, depois das ruínas. Precisa se decidir para onde vai.
#396 Soturno Abascal Enviado : 28/10/16 13:57
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
Respondo à Leonardus:

- Este túnel provavelmente dará na câmara onde enfrentamos o demônio. Vamos levar a menina para sua mãe sepultá-la.

Então guardo a poção de cura, embainho a espada e ajudo leonardus a subir para a superfície com o cadáver.

off: Samuel, quero fazer uma ação na cidade, ao sepultar os mortos.


#397 Garet, O Vingador Negro Enviado : 28/10/16 14:21
Jogador: Marcelo Villanova
EF: -18
EH: 0
Karma: 14
Olho nos olhos da elfa e digo:
Você precisa descansar e comer alguma coisa, pois perdeu muito sangue. Precisa ver esse corte, estou preocupado com você. Mas precisamos ver a líder da aldeia e contar o que houve e o que você viu enquanto estava dominada pela bruxa. Ela precisa saber caso o perigo ainda não tenha passado totalmente. Então o que quer fazer?
#398 Leonardus Borgo Enviado : 28/10/16 14:33
Jogador: LeoPersan
EF: 48
EH: 58
Karma: 0
Vou subindo o cadáver, aceitando a ajuda da Abascal

- É... Será que seus amigos estão bem?... Digo cuidando do portal... Mas vem cá, acho que eu não mencionei, eu acabei de chegar aqui, vim das Muralha de Goguistá, do Forte do Escudo... Você pode me explicar o que aconteceu com essa cidade?
#399 Leonardus Borgo Enviado : 28/10/16 14:51
Jogador: LeoPersan
EF: 48
EH: 58
Karma: 0
[off: Isso é um bate papo, mas para agilizar as coisas...]

Aproximo a minha cabeça do Abascal, para poder falar mais baixo e em tom preocupado pergunto:

- Cá entre nós... Aquele cara que saiu com você, ajudando a elfa... Eles são um casal?
#400 Soturno Abascal Enviado : 29/10/16 08:04
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
Respondo à primeira pergunta, dizendo:

- Uma bruxa chamada Lori. Ela fugiu.

Respondo à segunda pergunta:

- Dificilmente. A elfa é muito arrogante.
#401 Leonardus Borgo Enviado : 29/10/16 09:33
Jogador: LeoPersan
EF: 48
EH: 58
Karma: 0
Difícil... humm... interessante...- Penso com um sorriso no rosto, mas em seguida balanço a cabeça acordando de um devaneio e falo com visível espanto e descrença:

- Uma bruxa... Uma mulher acabou com esta cidade e arrebentou todos vocês?!... E ela ainda está solta por ai?!...

Respiro fundo e continuo mais calmo:

- Estou atrás de um grupo que passou pelo Forte do Escudo há alguns dias atrás, senão até poderia ajudá-los- A última frase saiu com um tom arrogante

[off: Samuel, eu não li como foi a parte no Forte do Escudo, todos os personagens que estão aqui, estavam lá? Eu reconheço algum? Ou eu mau os vi durante a batalha?]
#402 Cameron Enviado : 29/10/16 15:06
Jogador: Nironde
EF: 14
EH: 54
Karma: 43
Lançamento 1d20=12
Þ Cameron, role 1d20.
[1d20]
#403 samuel.azevedo Enviado : 31/10/16 11:06
Borr, Cameron e Gáldor Tinúviel:
Citação:
Cameron, observar 3, rolamento 12, laranja, médio.
Gáldor apanha o livro, faz o seu discurso e se retira da sala. Borr espera um pouco e sai depois dele. Cameron fica sozinho na sala, então se aproxima da luz para olhar o conteúdo de sua bolsa, os pergaminhos da magia Permanência estão lá, e então percebe que a luz vinha de uma bola de cristal. Ele apanha a esfera do pedestal, e ela continua emitindo a luz vermelha. Então, ele abandona a tocha e segue para a saída com a esfera nas mãos. Quando chega a superfície, a coloca em sua bolsa para examinar depois.


Leonardus Borgo e Soturno Abascal:
Citação:
Vocês entregam o corpo da jovem Freya a sua mãe, que o recebe desolada. Leonardus tentava manter uma conversa enquanto Abascal providenciava o funeral de Freya, Safira e demais corpos. Ao mencionar os heróis do forte do escudo, um homem magro se aproxima e diz:
- Não estava lhe reconhecendo com essa carinha de bebê, você não é o soldado que teve sua pele arrancada pelos orcos?!
Leonardus se vira, e vê dois dos heróis do forte do escudo: o mago Jefer e o ladino Jorel. Jefer diz:
- Não esperávamos que você fosse sobreviver aquilo. Nunca vi ninguém ter sua pele esfolada sobreviver para contar a história. Foi realmente um milagre o que aquele sacerdote de Selimom fez por você.
Enquanto Leonardus conversa com os dois, Soturno se sente aliviado para poder terminar seu trabalho em paz.


Garet:
Citação:
Sagæ Rilel lhe diz, erguendo o toco do braço:
- Não se preocupe com o corte, está bem cicatrizado pelo milagre de Cruine.
Então, os olhos dela brilham numa cor dourada, enquanto ela parece em transe, e quando volta a si, diz:
- Preciso encontrar um sacerdote de Lena, Ganis ou Selimom, meu pai me contou que eles podem fazer o milagre da regeneração. E Coralina me disse que a cidade mais perto que tem um templo a um deles, é Agrimir, em Ludgrim. Estou partindo para lá na primeira luz de amanhã. Agradeço o que fez por mim, mas não posso acompanhá-los.
Ela fica com o semblante pesado, mostra a mão que sobrou e diz:
- Este anel é uma dadiva do meu pai, mas agora também é uma maldição. Ele copia as memórias de seus usuários, que podem ser consultadas pelos usuários seguintes. Aqui dentro há uma cópia das memórias do grande sábio Atradis, da poderosa erudita Coralina, e do magnífico sacerdote Fírram Rilel. Quando eu morrer, também restará a minha cópia. Mas como a bruxa Lori me possuiu, uma cópia dela está aqui dentro. Temo em me aproximar do artefato que ela queria pegar, e ela tente assumir o controle. Eu prefiro que Clemildes ou os zumis não me vejam, e muito menos saibam disso, pois eles poderão querer me matar. De qualquer forma, não posso me aproveitar da cópia dela para ter informações sobre seus planos, se eu tentar fazer isso, abro uma brecha para ela tomar o controle de meu corpo. Tenho que aprender a mantê-la sob controle ou enlouquecerei. O que sei dos planos dela, descobri durante o ritual. Ela estava fazendo uma grande oferenda a princesa infernal Vouxiz, e com isso esperava conseguir meios para trazer a glória do povo kaeron de volta. A medida que o ritual avançava, Vouxiz a prometera O Cálice das Linhagens, e um furacão para limpar a terra que pertencia aos kaerons. O cálice é um artefato antigo do povo Tar Omon, ele altera de alguma forma as linhagens de quem beber dele. Não sabemos direito como. Acho que assim ela pretendia criar novos kaerons. A ruína onde está o cálice fica em algum ponto ao sul das geleiras. É tudo o que sei. Agora me desculpe, preciso partir. Obrigada por me salvar. Espero que possamos nos rever algum dia quando isso tudo tiver acabado.

Ela diz estas palavras, beija sua testa, e desaparece.


Todos: é um pouco mais que meio dia. Postem as ações do resto do dia. Pois no dia seguinte vocês terão que partir com a comitiva do rastreador prometido por Clemildes. Quem tiver item para identificar, tem que fazer agora ou terá que esperar meses de viagem até ter outra chance.

//off: cada um faça apenas um post, é o último post da parte 02.
#404 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 31/10/16 12:02
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Quando fora das ruínas verifico o livro, tento me recordar se apenas este fora o volume roubado de Citira. Vou até a hospedaria, onde estava instalado, sempre atento a algum perseguidor, procuro por minha mochila e guardo o livro, retiro a cota de malha elfíca e verifico se pode ser consertada e alguém que possa fazê-lo. Descanso e pela manhã irei procurar algum vendedor de cavalos: Pretendo trocar as jóias em um cavalo de guerra leve (4 mo); Alforge grande para a Montaria (12 mp); Manto com Capuz (8 mc); Punhal (5 mp). Irei adquirir a melhor armadura disponível.
#405 Soturno Abascal Enviado : 31/10/16 13:29
Jogador: Térom Lanister
EF: 34
EH: 61
Karma: 27
Assim que chegar na cidade vou ao templo de Blator, para realizar o funeral de Safira.

Peço permissão para utilizar a câmara ritualística do templo, bem os componentes místicos deste.

Faço o funeral dela o mais próximo possível de sua cultura, mas evoco NECROPOTENCIA 5 para vingar Safira, que foi covardemente possuída e precisou ser morta por nós, que éramos seus antigos companheiros. Uma morte injusta, que será balanceada por minha vingança à Vouxiz e Lori.

Após o longo ritual eu vou à estrebaria, cuidar de Olek.

Depois procuro pelo mago Jefer, que deve estar descansado, e peço para que ele olhe com calma o manto e punhal que peguei nas ruínas. Quero saber se eles serão úteis em minha vingança.

Por fim eu vou dormir, mas antes dou uma olhada no pequeno tesouro que encontrei na estátua de Vouxiz. Dá para saber quanto vale ou precisarei de algum especialista?
#406 Garet, O Vingador Negro Enviado : 31/10/16 16:28
Jogador: Marcelo Villanova
EF: -18
EH: 0
Karma: 14
Retribuo o beijo de Sagae na testa e desejo reencontrá-la um dia. Quem sabe em Angrimir?
Conto para Clemildes sobre o cálice o cálice das Linhagens e a sua possível localização.
Por último pergunto a ela se é possível arrumar minha armadura que sofreu leves danos e conseguir algumas flechas, caso não seja possível vou comprar eu mesmo.
A joia do Para-elemental ainda vou guardar comigo, só vou vender se precisar de mais dinheiro para restaurar a armadura e comprar as flechas.
Tenho: 5 MP; 1 MO e 15 MC
#407 Borr Mythigar Enviado : 31/10/16 16:53
Jogador: Carlos Azevedo
EF: 33
EH: 64
Karma: 22
Sigo caminhando próximo aos dois até encontrar Clemildes. Quando a ver, se o elfo não estiver indo em sua direção, dou um tapinha em seu ombro apontando Clemildes e sigo em sua direção.
#408 Leonardus Borgo Enviado : 31/10/16 18:04
Jogador: LeoPersan
EF: 48
EH: 58
Karma: 0
Feliz ao vê-los, cumprimento-os:

- Hahahaha... Nunca subestime a vontade de viver de um guerreiro...

Digo que fui enviado pelo Duque Feldroy para ajuda-los na caçada por Terseph. [off: ele sabe que é mentira, mas fica mais pomposo assim]

Se eles disserem que não vão caçá-lo, questiono o que descobriram, para saber como prosseguir, sendo o caso de sair da cidade compro comida para a viagem, procuro um estábulo para o Pé de Pano, meu cavalo, um quarto para passar parte da noite e o mais importante, uma taverna para passar a outra parte da noite, beber, conversar, jogar e quem sabe achar alguém para passar a noite comigo.
#409 samuel.azevedo Enviado : 01/11/16 10:37
Borr e Gáldor:
Citação:
Vocês seguem até a cidade. Borr parecia indicar alguma direção para Gáldor, mas sem falar um idioma em comum seus gestos apenas irritavam o elfo dourado, até que ele percebe que o bárbaro apontava para o templo de Blator. Chegando ao templo, vocês contam a Clemildes o que aconteceu com a bruxa. Ela agradece pelos serviços, e avisa a Gáldor que o rastreador que ele pediu partirá no dia seguinte pela manhã, com uma carroça para mantimentos o suficientes para o rastreador e mais três pessoas. Gáldor, estava difícil encontrar comerciantes. As jóias que você tinha valiam cerca de 9 mo cada.

Você consegue negociar as jóias e comprar um cavalo de guerra leve (4 mo); alforge grande para a montaria (12 mp); manto com Capuz (8 mc); punhal (5 mp); dando o equivalente a 5 mo, 7 mp e 8 mc. Do valor das jóias sobrara 12 mo, 2 mp e 2 mc. Quando você tentou procurar por algum ferreiro que consertasse a armadura de anilien, lhe indicam a casa do ferreiro no nordeste da cidade. Mas falando com ele você descobre que ninguém na região jamais trabalhara com tal metal. Provavelmente teria que procurar um ferreiro no reino anão. Mas o ferreiro se ofereceu para ficar com os restos de sua armadura para que ele a estudasse, em troca de uma cota de malha completa feita em aço. Você precisa decidir se faz esta troca ou se leva a armadura rasgada com você e compra uma couraça metálica parcial por 10 mo.

No fim do dia, você vai para a taberna do porco espinho, pede uma refeição e se tranca no quarto. O livro com certeza é um dos volumes roubados da abadia de Citira: Collegium Sanguinem, Schola Anima, Tempore Mágicis, e Foedus Daemonia.

Você sabe que Tersep é o suspeito pois ele visitara a cidade antes dos tomos desaparecerem, por isso está na pista dele. Seu povo suspeitava que ele queria negociar alguns dos livros por algum artefato com os elfos sombrios. Talvez ele tenha deixado um dos livros com a bruxa Lori. Fica a dúvida se ele copiou os livros ou se negociou outro dos livros com mais alguém, como o feiticeiro Uilmatem.

Borr, durante a tarde você procurou por flechas com os guardas e conseguiu ao todo ficar com 1 aljava com 20 flechas. Você não decidiu o que fazer com a espada de cobre esverdeado.


Cameron:
Citação:
Você procura uma taverna para descansar e estudar o material que achou. Consegue se hospedar em uma chamada Porco Espinho. Você paga 1 mp pela estadia. Então, começa a estudar a magia Permanência e a copiá-la em seu grimório.
A esfera de cristal não possuia magia em si, mas com seus conhecimentos místicos você identifica que ela é um Orbe Místico, que pode ser classificado como Orbe de Manipulação de Luz Durável que melhora a duração dos efeitos dessa magia.



Leonardus Borgo:
Citação:
O mago Jefer lhe diz:
- Não posso deixar esta cidade nestas condições. Eu e o Jorel ficaremos aqui ajudando na reconstrução. Sinto que é a vontade de Cruíne que eu fique aqui, e parece ser a vontade também de Clemildes Pedra Dura. E infelizmente Hagilyak, que estava na batalha do forte do escudo e veio conosco nesta missão, partiu ontem à noite. Mas há outros caçando Tersep, parece que antes de trair Agrimir o maldito viajara por outras cidades roubando tomos de magia e fragmentos do artefato chamado Pedra Negra, um deles era guardado pelos sacerdotes de Selimom em Agrimir, e ele se aproveitou que eles participaram do julgamento de Sir Bavmor para roubá-lo. Essas outras pessoas estão hospedadas na taberna Porco Espinho, e se chamam Soturno Abascal, Gáldor Tinúviel e Garet.
Pensativo, ele chama Jorel e pede as botas.
- Por favor, termine esta missão em nosso nome. Nossa maneira de ajudar será lhe dando estes itens.
Então ele lhe estende duas poções e as botas que Jorel usava, e explica: elas são mágicas. Beba esta poção maior se estiver muito ferido, ela lhe curará. Este frasco menor contém uma poção de ressurreição. Já as botas, lhe permitirão andar mais rápido e uma vez por dia poderá levitar como um mago.

O resto da descrição das botas pode ser vista neste link: Botas de Uilmatem.

Então você se despede e vai até a taverna.


Soturno Abascal:
Citação:
Você procura pelo mago Jefer, ele estava trabalhando em um laboratório organizado por ele e Jorel numa casa ao lado do templo de Blator. Ele recebe os itens, e lhe devolve imediatamente a adaga, lhe informando:
- Este punhal não tem magia. Ele é bem adornado e é feito de prata, apenas isto. Deve ter sido usado para decoração ou algum ritual.
Então ele toma o manto, analisa as runas e diz:
- Interessante. Volte mais tarde para que eu lhe diga o que é.
Então você sai para avaliar as jóias que encontrou e comprar os materiais do ritual de Necropotência (que custam 25 mp). As joias são um conjunto de 8 pérolas e 8 diamantes pequenos. Valendo 1 mo cada. No fim da tarde você volta lá, e ele lhe diz:
- Meu amigo, este manto é impressionante! Ele ajuda uma pessoa a ser mais furtiva. E se a vontade de se esconder for grande demais, ele a torna invisível!
Então ele entra em detalhes para descrever o que ele chama de Capa da Evanescência

Após agradecer pelo serviço, você faz o ritual da Necropotência e por volta das 10 da noite volta para a taberna do Porco Espinho.

Necropotência 5: O sacerdote ganha +3 em todas as suas colunas de ataque e dano, além de +3 nas suas resistências físicas e mágicas, e 15 de EH, podendo ir além do seu máximo. DURA DUAS SEMANAS.

//off, não anote o efeito da necropotência na ficha, porque é um efeito temporário. Mas me ajude a controlar o tempo do efeito e me lembre se for necessário.

Garet:
Citação:
Sua armadura estava pouco danificada. Como estava apressado, você não poderia esperar pelo concerto. Então você vai até a casa do ferreiro no noroeste da cidade e consegue trocá-la por uma nova por apenas 5 mp. Durante algum tempo, você teve a sensação de sentir o perfume de Sagae Rilel, mas quando olhava em volta não via nada. Depois parou de sentir esta presença.
Com a autorização de Clemildes, você foi até a guarnição da guarda da cidade e conseguiu repor suas flechas. Agora você está com 2 aljavas de 20 flechas.


Todos:
Citação:
Era perto de 10 da noite, vocês já precisavam ir dormir para acordar muito cedo no dia seguinte. Mas todos estão no salão da taberna, terminando o jantar que fora oferecido pelo taberneiro em agradecimento por terem ajudado a salvar a cidade. Leonardus parecia um ímam de mulheres. Aqui elas não eram meretrizes, eram todas guerreiras ou comerciantes. E até algumas sacerdotizas de Blator, incluindo Clemildes, coravam com as investidas do belo. Algumas são tão agressivas nas investidas que chegam a beliscar o bumbum dele e mordiscar a sua orelha.


Fim da parte 02
Experiência acumulada de cada um:
Borr 46 + 20 = 66 (evoluir para o 6o estágio)
Cameron 46 + 9 = 55 (continua no 5o estágio)
Garet 46 + 20 = 66 (evoluir para o 6o estágio)
Gáldor Tinúviel 56 + 20 = 76 (evoluir para o 7o estágio)
Hagilyak Ragnarson 56 + 10 = 66 (evoluir para o 6o estágio)
Leonardus Borgo 51 + 2 = 53 (continua no 5o estágio)
Soturno Abascal 51 + 20 = 71 (evoluir para o 6o estágio)

//OFF: como há personagens que entraram no meio ou final desta parte, não usei mais a regra de um estágio para todos. Fiz assim: quem participou da aventura toda e teve uma participação mediana (14 pontos = 1 ponto por página do tópico) +6 se a participação foi boa; quem chegou depois ganhou 1 ponto para cada página de participação.
Usuários visualizando este tópico
Guest
14 Páginas «<121314
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET