Longevidade das raças - Dúvidas e Sugestões Gerais - Tagmar
Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Responder...
Longevidade das raças Opções
#1 zetagmar Enviado : 18/01/13 14:10
Longevidade,

o que vou escrever aqui pretendo abordar em outras raças. Estou abordando a questão pois após reler alguns comentários colocados por diversos colegas peço que cheguemos a uma regra ou ao menos a um consenso.
Assim como em todo o material já publicado a raça humana é o padrão base para tudo no que se refere as caracteristicas de outras raças.
Tomando isso como parâmetro passar a usar também no item de longividade.

Foi estipulado (idade média da raça) que:
Humanos vivem até 80 anos.
Elfos vivem até 800 anos.
Anões vivem até 500 anos.
Pequeninos vivem até 80 anos.

O que vou colocar aqui não é algo oficial e somente usei como parâmetro para miha analise.

Não é oficial

Dividiria as fases da vida em 4. (Criança, jovem, adulto e ancião)
Cada uma das fases representa um percentual de tempo da existência de um dividuo, aonde somando daria vamos dizer 100% de sua existência.

Coloquei para os humanos
Criança de 0 a 10 anos
Jovem de 10,1 a 20 anos
Adulto de 20,1 a 50 anos
Ancião de 50,1 a 80 anos ou maior.

Logo todas as demais raças teriam o mesmo percentual, contudo é claro os valores desta faixa seriam diferentes. No caso dos pequeninos é o mesmo que os humanos, pois o limite médio de idade é de 80 anos.

Para os Elfos seria:
Criança de 0 a 100 anos;
Jovem de 100 a 200 anos;
Adulto de 200 a 500 anos;
Ancião de 500 a 800 anos;

Para anões seria:
Criança de 0 a 62 anos
Jovem de 62 a 125 anos
Adulto de 125 a 312 anos
Ancião de 312 a 500 anos;

Antes que começe uma discussão muito acalourada, vou expor meus argumentos.

Sempre se colocou em confronto a ideia de Idade Vs Experiência. Das Raças não humanas Vs Humanos no domínio do mundo.

Idade Vs Experiênccia


Através deste cálculo colocamos uma realidade no amadurecimento dos personagens. Isso quer dizer que uma criança anã com a aparência de 10 anos tem na verdade 62 anos. O envelhecimento dos anões e dos elfos é mais lento em todas as fases da vida e não somente quando chegam na juventude ou na idade adulta.
Isso é o que nós queremos, que iriamos considerar perfeito, mas estamos colocando isso de forma não real. Tem que haver uma linearidade, o que te dá longevidade também te atrasa.
Muitos irão falar que durante os 62 anos a criança não estaria madura? Sim e não. Temos tantos adultos imaturos vivendo entre nós, não é?
Vemos o mundo pela nossa ótica (nada mais certo), não querendo entrar em muita filosofia, mas a percepção de tempo é diferente para cada criatura, um gato vive 12 anos e sua fase de maturidade se completa muito antes de uma criança. Assim seria para as raças conhecidas no tagmar.
Um elfo de 200 anos não teria mais experiência de vida que um humano de 20 anos, se estamos colocando em média populacional. A própria noção de tempo elfica é diferente para eles.
É ai que entra a experiência para o jogo.
Um elfo que sai para andar pelo mundo e participa (das sessões de jogo) seria mais capaz que um que jamais viveu aventuras e ficou em casa lendo.

Das Raças não humanas Vs Humanos no domínio do mundo.


Com base no argumento acima, fica a resposta para este argumento. Se as outras raças demoram para amadurecer, demorariam então para se reproduzir, logo um domínio mundial fica complicado, mesmo porque um elfo de 500 anos seria o mesmo que um humano de 50 anos.

Concluindo
Acredito que seja interessante colocar nos textos já produzidos está noção de tempo para o próprio MJ e jogadores terem uma noção da linearidade do desenvolvimento do personagem.
#2 Marcelo Villanova Enviado : 18/01/13 14:30
Esse nao e um tema pura e simplesmente de ambientacao, mas envolve regras também, pois envolve experiência, nível etc.
Então, por isso se decidiu deixar isso a critério de cada mestre decidir.
#3 zetagmar Enviado : 18/01/13 14:36
Certo.
então por si só a discussão está resolvida. Deixamos para os MJ o assunto.
#4 Marcelo Villanova Enviado : 18/01/13 14:43
Como o projeto por metodologia de trabalho optou por separar cada área (ambientacao, regras, criaturas etc...) e assim facilitar a adaptação a outros sistemas, temas e assuntos que ficaram na intercessao entre as áreas se optou por deixar a cargo de cada mestre decidir.

Mas particularmente eu votaria para que isso entrasse no livro de regras opcionais.
#5 Marcelo Villanova Enviado : 23/01/13 18:53
Vamos por partes:
1. Um pedido: nao multipliquem os post, pois fica muito difícil para depois acompanhar as discussões principalmente para quem chega depois. Por favor.

2. Qual o objetivo do livro racas&profissoes? Simplesmente fornecer ao jogador e ao mestre um material onde ele possa compreender e compor seu personagem ou subsídios para aventuras. Se o jogador ou o mestre nao quiserem interpretar tal raça dessa forma apresentada, ele e livre para isso. Mas o objetivo e apenas dar uma idéia de como dentro do sistema pensam e agem essas racas e profissões, portanto e apenas ulm subsidio para interpretação e composição de personagens.

3. A história de Tagmar foi escrita e esta sendo escrita em outros livros. Muita coisa do segundo ciclo já foi dita no livro das terras selvagens, assim como sobre as racas: elfos e anões principalmente e muito do que foi dito já esta lá.

4. Sobre a idéia do ze, já sugeri que procure o Hector e apresente isso como idéia para regras opcionais, pois esta muito mais para regra do que para ambientacao.
#6 Ewerton Enviado : 25/01/13 16:34
Não acho que a questão da maturidade e longevidade necessariamente tem a ver com regras de níveis. Acho que estamos falando de experiencias de vida que comumente são vivenciadas pela maioria dos membros de uma raça. Experiências estas que lhes ensinam algo sobre a vida e sobre si mesmos, suas capacidades, suas aptidões, personalidade. Portanto estamos falando de amadurecimento pessoal que cada menbro em geral de uma raça alcança em cada fase do ciclo de vida e não estritamente de níveis de habilidades. Oque esperar da opnião de um anão de 100 anos sobre casamento? È disso que estamos falando, ele pensa como uma criança, como um jovem ou adulto? Ele ja poderia ter capacidade de manejar bem uma arma? De assumir a liderança de sua familia? Nesse sentido, a maioria dos membros das raças evoluiria em termos de interpretação e ambientação desta forma.

Os aventureiros seriam casos a parte, uma vez que eles são pessoas com capacidades extraordinárias e potencial infinito, treinamento especifico e vivenciam experiençias limítrofes (entre vida e morte, escolhas morais e eticas delicadas, contato com diversidade de culturas, etc) oque lhes coloca em uma posição unica: a de heróis que fogem aos padrões normais.

Logo seu personagem pode ser um pouco diferente desses padrões em termos de amadurecimento pessoal, de etica e moral, de comportamento de acordo com as aventuras que vivençiou e oque aprendeu com elas.

Acho que os objetivos da tarefa seriam alcançados somente com as respostas as questões colocadas por todos aqui. Não da para entender como pensam e agem as raças sem essas respostas e complementos. Não estamos falando da historia de Tagmar estamos falando da historia dos homens, dos anões, etc...de seus grupos etnicos, de suas diferenças culturais, de aparençia...isso os torna diferentes e interfere em como pensam e agem. A simples cor da pele ja pode gerar preconceitos (já ouviram falar disso...).

Mas os coordenadores podem ignorar tudo isso e continuar a desenvolver textos genericos, sem especificidade alguma quanto como são as raças de TAGMAR e não de anões, elfos ou humanos genericos de rpg. É um opnião e sugestão.
#7 Marcelo Villanova Enviado : 25/01/13 17:24
Citação:
Os aventureiros seriam casos a parte, uma vez que eles são pessoas com capacidades extraordinárias e potencial infinito, treinamento especifico e vivenciam experiençias limítrofes (entre vida e morte, escolhas morais e eticas delicadas, contato com diversidade de culturas, etc) oque lhes coloca em uma posição unica: a de heróis que fogem aos padrões normais.

Logo seu personagem pode ser um pouco diferente desses padrões em termos de amadurecimento pessoal, de etica e moral, de comportamento de acordo com as aventuras que vivençiou e oque aprendeu com elas.


Você mesmo já respondeu seu questionamento. Se os personagens sao um caso a parte, então essa tabela do ze nao e uma prioridade, pois essa tarefa visa os personagens em primeiro lugar (ela é tão somente um guia para jogadores novatos saberem como interpretar tais raças ou profissões dentro de Tagmar, só isso). Lembre-se pela falta de voluntários para escrever trabalhamos com uma lista de prioridades.

Como temos pouco escritores, então infelizmente temos que determinar um método de trabalho: primeiro demos preferencia a tudo aquilo que envolve o jogo diretamente (principalmente elementos de regras) os elementos que os mestres podem resolver sozinhos usando o bom senso deixamos assim.

Posteriormente, quando tudo aquilo que envolve o jogo em si for resolvido iremos tentar resolver esses elementos "secundários". Por isso na lista de prioridades esta tarefa esta atras de: de deuses e demônios, terras selvagens, nova versão de livro das criaturas e a nova versão de regras opcionais (por isso sugeri colocar em regras opcionais. E mais uma vez digo que isso tem muito mais a ver com regras do que com ambientação e próprio ze concordou com isso).

Por fim, essa tarefa (racas e profissões) consiste em: a partir de tudo que foi dito nos demais livros de ambientacao como um jogador vai compor um elfo por exemplo ou um anão etc... Note que a referencia sao os demais livros que já foram escritos e aprovados e já servem pra dar uma idéia das racas e profissões (pelo menos eu penso que sim). Se os livros que já foram escritos não dão idéia exata do que é a raça, a mudança tem que ser lá e não aqui.


PS: Essa tarefa não constava inicialmente no planejamento dos coordenadores do projeto, que achavam que o jogador pode interpretar seu personagem da meneira como bem entender. Porém, os participantes do forum reclamaram, exigindo um guia, que a partir do material já escrito (de novo to grifando isso) pudesse servir de base e controlar as interpretações dos jogadores evitar interpretaçõs descontextulizadas de tudo aquilo que já foi escrito (de novo a minha insistência em grifar todo o material de ambientação já escrito aprovado, portanto oficial). Como o projeto é democrático a proposta foi acolhida. Então, o que voce sugere foge a natureza da tarefa e do livro e repito: a história das raças de Tagmar forão e serão discutidas nos livros referentes a história de Tagmar.

PS2: Se voce discorda ou quer acrecentar algo ao material já escrito deve entrar em contato direto com o Rodrigues e o Samyaza.
#8 Ewerton Enviado : 26/01/13 14:49
O material oficial já escrito não contém as informações que estamos requisitando, talvez alguma coisa disso misturado na historia dos reinos(historia de Tagmar e não das raças de Tagmar diga-se de passagem...). A ideia é ter um espaço que esclareça os tópicos citados. Para mim esses tópicos auxiliam jogadores a entender e interpretar uma raça de forma coesa e deveriam constar nesse texto. As sugestões ajudam não só a compor personagens jogadores mais entender e como interpretar membros "comuns" de uma raça. Falei que aventureiros são um caso a parte para salvaguardar a liberdade dos jogadores, mais perceba que deu variais referências sobre as raças antes de fazer isso. Repito: Falei que personagens podem ser "um pouco diferentes" , ou seja "um pouco" divergentes das referências que forneci. Essas referências temos que construir, elas não existem do modo como deveriam. Espero sinceramente que esta tarefa inclui isso e acredito que , pelo ja exposto, estas informações deveriam ser acrescidas neste espaço.
#9 Marcelo Villanova Enviado : 26/01/13 14:59
Como você mesmo disse se o material oficial nao contem as informações o problema tem de ser resolvido lá e nao aqui.
E espero sinceramente que você procure o Rodrigues e o Samyaza.
#10 Marcelo Villanova Enviado : 26/01/13 15:16
E veja por exemplo como a proposta do ze, contradizer o manual de regras:

Citação:
Vivendo cerca de 800 anos, o cicio de vida dos Elfos se processa de maneira diferente do dos Humanos. Um Elfo atinge sua maturidade física aos 25 anos e não sofre mais mudanças físicas até chegar aos 800 anos, aproximadamente. O Elfo então simplesmente começa a perder suas forças e, em menos de um ano, morre. Há sábios que liguem a morte dos Elfos à sua vontade de viver. Isto não se afasta da realidade, pois é verdade que quando um deles perde completamente a alegria de viver sucumbe em pouco tempo, não importando sua idade.


Do manual de regras, escolhendo racas (nao sei a pagina porque tirei do Tagmarpedia)

Portanto, isso e um problema de regras, num livro já oficial, então procure o Rodrigues e levante essa questão para ele.
#11 Ewerton Enviado : 26/01/13 16:09
Agora você entendeu...as referências (INFORMAÇÕES DOS LIVROS OFICIAIS) não existem do modo como deveriam uma vez que os critérios sobre longevidade e maturidade não foram discutidos quando o jogo foi criado. Na verdade não existem critérios... acredito que simplesmente foi construído dessa forma.
Não estou dizendo que o conteúdo esta "certo ou errado" estou apenas demonstrando que a busca por melhor coerência e a defesa por um processo de construção participativo e democrático do Tagmar 2 deveriam levar em consideração as sugestões aqui apresentadas. Além disso, muito do que foi falado esclarece pontos que simplesmente não foram explanados antes. É impossível propor tarefas para "expandir" a ambientação e escrever textos que giram em torno de informações obvias já escritas, ou ainda construir novos textos de forma "genérica" que em essência repetem ou nada acrescentam de conteúdo ao que já esta ai.
Acho que os critérios de longevidade e maturidade e as idades correlatas podem ser modificados para se adequarem aos textos oficiais, mais não devem ser ignoradas. Outras informações ja discutidas (etnias humanas, etc...) também deveriam ser acrescidas. È uma sugestão.
#12 Marcelo Villanova Enviado : 26/01/13 17:33
E por isso q eu disse q o lugar dessa discussão nao e aqui e para vc procurar o Rodrigues, mas você nao esta querendo entender.
#13 Marcelo_Rodrigues Enviado : 03/02/13 20:40
Pessoal,

a questão da longevidade é uma questão que envolve regras e embientação, por isto movi parte da discussão que estava no tópico "Humanos" para esta seção.

Vou pedir para continuarem aqui neste novo tópico.
#14 saulocr Enviado : 04/02/13 10:16
Bom dia.

Eu estava lendo o conteúdo do tópico e decidi opinar sobre algumas coisas.

Citação:
Zetagmar diz: Vemos o mundo pela nossa ótica (nada mais certo), não querendo entrar em muita filosofia, mas a percepção de tempo é diferente para cada criatura, um gato vive 12 anos e sua fase de maturidade se completa muito antes de uma criança.


Acho que essa comparação não vale se você faz entre um animal racional (humano) e um irracional (gato). Se levarmos em consideração que o atributo INTELIGÊNCIA pode ser definida como a capacidade mental de raciocinar, planejar, resolver problemas, abstrair ideias, compreender ideias e linguagens além aprender. Posso dizer que a maturidade não depende diretamente da idade. Contudo a INTELIGÊNCIA "genetica" SIM. A pessoas que atingem a maturidade aos 15 anos. Portanto acho complicado essa tabela proposta.

Logo não vejo problema algum os elfos e anões amadurecerem por volta dos 25 anos.

No post 6 Ewerton faz uns questionamentos que levariamos a um novo tipo de aprofundamento das raças. Mas possivelmente passíveis de ser respondidas se pararmos para pensar.

1. O que esperar da opinião de um anão de 100 anos sobre casamento? De assumir a liderança de sua familia? Ele ja poderia ter capacidade de manejar bem uma arma? É disso que estamos falando, ele pensa como uma criança, como um jovem ou adulto?

Para responder essas questões devemos levar em consideração alguns fatores. O anão não vê o sexo como prioridade, se assim acontecesse reinos/comunidades anões viveriam em guerra pelas femeas. Outra saída medonha seria o cruzamento entre humanas e anões para aplacar o desejo sexual dos mesmos. Não sendo o caso. O anão amadurece por volta dos 25 anos e vivem até uns 400 anos. Logo não há pressa ao se pensar em casamento, para mim existe a oportunidade. Quando Darwin escreveu as bases sobre a seleção natural ele propôs que as fêmeas estão sempre à procura de um macho que possa lhes proporcionar uma prole mais forte e saudável. Enquanto os machos querem saber de engravidar o maior número possível de parceiras. Dessa forma o casamento para os anões deveriam ser algo "divino", já que existe talvez uma femea para cada 15/20 machos da raça. Então ser o escolhido para exercer tal papel de poder casar e ter uma familia e filhos (coisas que poucos anões poderão ter) deveria ser uma honra, afinal seria papel dele dar prosseguimento a raça. Ele pensa como um adulto, que sabe da responsabilidade de criar uma familia. Quanto a utilização de armas, qualquer adolescente estará apto a usar armas se desde criança for treinado para isso, logo numa comunidade de anões aprender uma arma seria quase como uma religião.



#15 Marcelo_Rodrigues Enviado : 07/02/13 14:43
Gostaria de dar a minha opinião sobre esta questão da Longevidade:

Não concordo que tenhamos que mudar a concepção atual da Longevidade, como está escrita no manual de regras:

Citação:
Vivendo cerca de 800 anos, o cicio de vida dos Elfos se processa de maneira diferente do dos Humanos. Um Elfo atinge sua maturidade física aos 25 anos e não sofre mais mudanças físicas até chegar aos 800 anos, aproximadamente. O Elfo então simplesmente começa a perder suas forças e, em menos de um ano, morre. Há sábios que liguem a morte dos Elfos à sua vontade de viver. Isto não se afasta da realidade, pois é verdade que quando um deles perde completamente a alegria de viver sucumbe em pouco tempo, não importando sua idade.


Mas por que isto?

Bem, minha opinião é que não devemos alterar um conceito da ambientação simplesmente por que não nos agrada. O que devemos fazer é inventar uma explicação que se adeque ao conceito.

Sugiro isto pois é o que temos feito desde o inicio. E foi feito assim porque temos uma diretriz para isto:

Citação:
8°) Não vamos mudar a parte de ambientação, ela está sendo apenas expandida de meras 18 páginas para mais de 150!!! Informações que estejam bem claras não serão alteradas, ou seja, nada de eliminar raças, Reinos, Deuses... o que nos vamos fazer é melhorar e aproveitar a enorme falta de detalhamento da Ambientação do Tagmar 1.


O Tagmar tinha uma quantidade mínima de informação, e o que fizemos? Mudamos coisas que não nos agradavam? Não.. apenas usamos as informações básicas para cria em cima. Veja o exemplo sobre os deuses de Tagmar. Podíamos ter mudado tudo, criado deuses, retirados alguns, mas não. Usamos o que tínhamos (poucas linhas para cada deus) para expandir mas sem criar contradições.

Esta é a minha sugestão. Feliz
#16 Ketalel Enviado : 15/02/13 17:43
Marcelo,

Essa assunto já foi amplamente debatido no forum em diversos assuntos diferentes, sempre com opiniões divergentes e constantemente havia ânimos mais inflamados, tanto para a idéia de mudar a ambientação, quanto na defesa das diretrizes.

Depois de muito debater sobre o assunto (também discordo dos humanos dominarem o mundo) não chegamos a uma conclusão final sobre como explicar o fato das outras raças terem um tempo de vida muito maior e assim uma possibilidade maior de adquirir experiência, tanto em planilha como de vida.
No texto dos elfos tantei dar uma amenizada dizendo que não havia interesse da raça pela dominação de Tagmar.
Mas isso não muda nosso impasse. Se as outras raças tem uma maior possibilidade de vivência, o que os limita? Se o amadurecimento é mais lento, isso diria que os elfos ganhariam menos xp que os outros PJ's (como em BD&D).
Até o presente momento não tivemos uma idéia inovadora, e sinceramente eu não cheguei a uma conclusão de como acabar com essa questão.

Alguém tem idéias?

#17 Ewerton Enviado : 15/02/13 17:43
De antemão peço desculpas pelo longo post, mais afirmo que tentei ser o mais suscinto possivel. Ao remover a discussão de longevidade para esse topico em separado, se perderam varios comentarios que estavam misturados a discussaõ de raças sobre isso. Regatei os mesmos para mostrar que a discussão sobre longevidade não surgiu por GOSTO PESSOAL, PREFERÊNCIA POR ESSE OU AQUELE ESTILO, RINHA ENTRE COLABORADORES, E SIM, na BUSCA POR COERÊNCIA!

algumas questões levantadas identificaram que...

- com um "superamadureçimento" (afinal elfos passam da infançia, juventude á idade adulta em apenas 25 anos) pode-se inferir que nas comunidades elficas não há muitas crianças (quanto dura a infançia elfica?) em contrapartida a um grande numero de idosos (os elfos vivem longos 800 anos...).Uma geração humana dura pouco tempo perto de uma elfica. A tendência é que existam mais elfos de idade avançado em suas comunidades do que crianças e jovens.No caso dos anões a coisa é semelhante ( e ainda escreveram que os jovens anões e flos saem para aventurar-se, fazendo com que em suas comunidades houvessem poucas crianças, poucos jovens e muitos adultos e idosos). Cheguei a essa síntese no post #92 na discussão dos elfos, mais o assunto foi levantado por Fabio-CM no tópico dos elfos post #28. Isso tem que ter repercussões na sociedade elfica e anã! Por exemplo, se elfos e anões vivem tanto, porque ha tão poucos? Elfos e anões são pouco férteis ou tem poucos filhos? Kelatieu post #30 levanta essa questão no tópico dos elfos que somada a questão anterior torna o numero de crianças nas comunidades elficas ainda menor.

Além disso, se um elfo de 25 anos chega a maturidade, como é sua convivência com elfos de 400 anos, que talvez tenham mais conhecimento e bens que os mais jovens? Kelatiel levanta essa duvida no post #53 na discussão dos elfos.Simplesmente nada consta em lugar algum sobre isso. Um outro ponto é, se tais raças vivem tanto, como percebem a passagem do tempo e como isso influencia na interpretação de um elfo?Kelatiel e alamtagmar levantam essa duvida no post #51 e 52 na discussão dos elfos.

Na literatura corrente as sociedades dos anões e elfos tem tradições milenares, tem conhecimentos imensos e vastas experiências por vários motivos, a qual destaco o mais evidente: a longooooo período de vida de seus membros. Suas sociedades costumam ser mais antigas que a dos humanos, sempre vistos como os mais "novos".Como se dá as relações entre elas nesse sentido? algo sem resposta.

Segundo o exposto podemos ver que faz TODO SENTIDO nos questionarmos qual a base para adoção dos critérios ( se é que eles existem) sobre longevidade na ambientação de TAGMAR 1( e não TAGMAR 2 que tem bases de construção DEMOCRÁTICA), diante do poder entre raças e interpretação que não estão claros. LOGO NÃO SE TRATA DE GOSTO PESSOAL, PREFERÊNCIA POR ESSE OU AQUELE ESTILO, RINHA ENTRE COLABORADORES, E SIM, BUSCA POR COERÊNCIA!



fOCANDO tais questões Na discussão de longevidade e poder entre raças (e esquecendo AS DEFICIENÇIAS NA INTERPRETAÇÃO DE PERSONAGENS acima apresentada...) ...

...no âmbito dos elfos temos poucas crianças elficas que aprendem e amadurecem absurdamente rápido, que serão adultos em apenas 25 anos com capacidades plenamente desenvolvidas para continuar a desenvolver-se. Segundo esse raciocínio oque impediria os elfos de continuar a ampliar suas habilidades por mais por mais 700 anos e serem (após a juventude de sei la...300 anos) adultos e anciões com habilidades extraordinárias (os magos mais poderosos, os esgrimistas mais habeis, os arqueiros mais precisos, os artistas com melhor performançe, etc...)?

Se o raciocínio for semelhante para os anões (que vivem bastante e tem grande afinidade com habilidades relacionadadas aos campos dos ofiçios, da mineração, da engenharia e da guerra)de que forma o poder entre elas e os humanos seria equilibrado?

Essa questão é levantada por bcsaulo na discussão dos anões no post #17 que afirmou na ocasião que os humanos não teriam a menor chance ao enfrentar elfos e anões em uma guerra, mesmo estando em maior numero.No post #17 da mesma discussão bcsaulo sugere que elfos e anões amadureçam mais vagarosamente, propondo que esse seja um criterio estabeleçido para manter o equilibrio de poder entre as raças, embora foi Zegtagmar que desenvolveu essa ideia atraves da proposta acima apresentada. Vercetorax e arabedoido concordaram de antemão com a proposta, como visto nos posts # 126 e 127 da mesma discussão.

mais Falgarden, no post #129 levantou o problema dessa proposta:

"Essa questão do desenvolvimento das raças na verdade é algo muito mais polêmico, pois seguindo uma lógica racional, se os elfos são quase imortais e a partir de cerca de 25 teriam atingido o final da adolescência, só morrendo a cerca de 800 anos, um elfo padrão teria mais de 700 anos para aprender praticamente tudo o que quisesse (...) poderia ter conhecimentos e sabedoria quase
infinitos, inclusive podendo se tornar mestres estrategistas e na manipulação de pessoas. Ou seja, segundo uma lógica, a longevidade poderia fazer essa raça dominar o mundo (não em quantidade, mas serem governantes). Em contrapartida, se considerarmos que os elfos possuem uma capacidade de aprendizado muito mais lento que um humano, um aventureiro elfo precisaria de muito mais experiência para passar de nível e a cognição (ou inteligência), que se baseia na facilidade de aprendizado, dos elfos que é considerada superior deixa de fazer sentido, uma vez que eles seriam (em termos) bem menos inteligentes que os humanos. Complicado e polêmico, não? Ainda existem os Anões e os Meio-elfos, que são bastante longevos nesse meio. "

por isso eu propuz que o alÉm das etapas de vida discriminada em períodos de tempo maior e da maturidade fisica e mental vagarosa, o processo de aprendizagem de elfos e anões fosse mais criterioso, e por isso mais longo no post #131 da discussão dos anões.

Se as questões acima levantadas forem esclarecidas (1º sugestão), ou se não há explicação plausível para as mesmas e daí decidirmos "criar" explicações para elas baseadas nos critérios antigos(2ºsugestão), ou ainda se decidirmos adotar outros criterios (3ºsugestão que seria inviavel segundo as normas) devemos ter em mente o por que estamos fazendo isso, e esse foi o objetivo do post.






Usuários visualizando este tópico
Guest (4)
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET
LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados): o site do Tagmar usa a tecnologia de cookies para seu sistema interno de login e para gerar estatísticas de acesso. O Tagmar respeita a privacidade de cada um e nenhuma informação pessoal é armazenada nos cookies. Ao continuar a navegar pelo site você estará concordando com o uso de cookies.