Bem-vindo Convidado Pesquisar | Discussões (ativas) | Entrar | Registrar

Questão da Enquete : ⚗️Colégio Alquímico (Enquete fechada)
Escolha Votos Estatísticas
Aprovado 2 100 %
Reprovado (precisa de melhorias) 0 0 %

⚗️Colégio Alquímico
#1 Marcelo_Rodrigues Enviado : 25/03/23 16:17
Jogador: Marcelo_Rodrigues
EF:
EH:
Karma:
Esta tarefa é para pegar a parte de ambientação do Guia do Colégio Alquímico torna-la em capitulo do novo Livro dos Colégios.

Quem desejar assumir é só postar aqui.
#2 CaioGu Enviado : 10/04/23 19:22
Jogador: CaioGu
EF:
EH:
Karma:
Tá na mão!
#3 Marcelo_Rodrigues Enviado : 16/06/23 19:45
Jogador: Marcelo_Rodrigues
EF:
EH:
Karma:
Pessoal,

Texto ajustado. Confiram na TagmarPedia
#4 Alan Emmanuel Enviado : 04/09/23 10:42
Jogador: Alan Emmanuel
EF:
EH:
Karma:
Saudações meus amigos estudiosos das artes mágicas!

Gostei desse texto, assim como dos outros Colégios. Minhas observações seriam as seguintes:

Acho que o caráter de "cientista" deve ser um pouco mais marcante no texto... Acho que poderia acrescentar:

"Alquimistas são conhecidos por seu estudo metódico e abnegado, passando às vezes anos em clausura para desenvolver ou aperfeiçoar encantos ou procedimentos. Apesar disso grupos de alquimistas se reúnem esporadicamente para compartilhar conhecimento ou desenvolver pesquisas em grupo, em uma espécie de convenção de magos. Nessas convenções, secretas e bem protegidas, além de palestras, rodas de debate e demonstrações de novos feitiços, poções e encantos, é possível comprar ingredientes raros e outras curiosidades místicas."

Além disso, senti falta de o texto deixar marcado as duas vertentes alquímicas: transmutadores e encantadores... pois, a partir das magias disponíveis para o Colégio e da breve descrição no Livro de Magias, acho que isso fica meio característico para essa escola. talvez até criar uma certa rixa entre esses grupos.

Eu sugeriria algo assim:

"Dentro do Colégio alquímico vários titulares se dedicam à fabricação de itens, poções e outros objetos de poder. Esses encantadores por vezes entram em choque com os magos dedicados ao lado mais mutável do colégio. Para os transmutadores a criação de itens e artefatos de poder pode parecer contrário à filosofia da Ordem. Além disso, a criação de tais objetos por vezes foi ponto de discussão dentro e fora do Colégio, afinal, um sem número de reis, vilões e heróis não mediriam esforços para obter os lendários objetos mágicos do Colégio".

Por fim, sendo o colégio mais caótico, achei estranho que nada esteja acontecendo dentro dele... os outros colégios tem problemas, intrigas, passado conturbado... mas entre os alquimistas parece reinar paz e tranquilidade... Vamos resolver isso no texto das intrigas e rumores...
#5 Fábio_CM Enviado : 04/09/23 18:14
Jogador: Fábio_CM
EF:
EH:
Karma:
Eu sempre acho que muitos textos de Tagmar tem muita desconexão um dos outros e que devemos tentar evitar. Este está com um problema muito sério e precisa urgentemente de adequações.

Os alquimistas são membros importantes da Ordem de Maira. Eles forneceram objetos mágicos importantes para os membros da ordem e são os grandes responsáveis por manter o corpo de Morrigalti aprisionado nas florestas de Âmiem.

Mesmo assim, não há uma referência a Maira, Morrigalti e Josar, que confeccionou objetos muito importantes para a ordem da deusa.

Sugiro que o autor dê uma lida na Ordem dos Runcaim, a Ordem de Maira. Muitas relações podem ser trazidas para cá, especialmente quanto aos rumores e intrigas.

Ordem dos Runcaim
#6 Flores Enviado : 04/09/23 23:56
Jogador: Flores
EF:
EH:
Karma:
Pois é!
É importante costurar os assuntos com as dicas tais quais o Fabio disponibilizou.
#7 Alan Emmanuel Enviado : 05/09/23 10:54
Jogador: Alan Emmanuel
EF:
EH:
Karma:
Concordo plenamente que, tanto quanto possível, os textos devem ficar bem costurados. Porém, o gravíssimo mesmo seria haver contradições... que não é o caso aqui, penso eu. Não vejo nada essencial a acrescentar aqui sobre os Alquimistas de Maira, que já não tenha sido dito lá no livro da ordem. Mas concordo que uma menção pelo menos a um dos personagens mencionados na Ordem daria uma amarra legal e até necessária ao texto. Só não concordo que o texto tenha um problema "urgente e sério". Ainda que fosse aprovado do jeito que está os dois textos estão bem complementares.
#8 Fábio_CM Enviado : 05/09/23 12:31
Jogador: Fábio_CM
EF:
EH:
Karma:
Eu digo urgente porque a votação já está agendada. Logo, ou é agora, ou passa sem a modificação.

E sério porque acho muito importante que exista amarras entre um conteúdo e outro. A relação entre o colégio alquímico em Âmien e a Ordem de Maira é uma das poucas intersecções que existem na ambientação, que se forma geral apresenta tudo no mesmo conteúdo. E ela se refere ao vilão mais importante do sistema, além de ligar três vertente importantes, os príncipes infernais, os deuses e os magos.

Particularmente eu acho que falta um pouco desse tipo de intersecção com outros assuntos até para que possam ser criadas melhores lendas, histórias e personagens, especialmente nos reinos.

Por fim, não quero dar a impressão de que eu não gostei do material ou da forma como está escrito. Longe disso. A crítica foi pontual e referente a uma intersecção que entendo ser imprescindível ser mencionada porque está relacionada com o mais importante vilão do cenário.
#9 Alan Emmanuel Enviado : 05/09/23 13:28
Jogador: Alan Emmanuel
EF:
EH:
Karma:
Aaaaaaah tá meu caro!

Excelentes e pertinentes opiniões nesse caso, e um ponto de vista importante, de fato.
#10 Flores Enviado : 06/09/23 01:00
Jogador: Flores
EF:
EH:
Karma:
.
#11 Marcelo_Rodrigues Enviado : 06/09/23 18:37
Jogador: Marcelo_Rodrigues
EF:
EH:
Karma:
Fábio_CM escreveu:
Eu sempre acho que muitos textos de Tagmar tem muita desconexão um dos outros e que devemos tentar evitar. Este está com um problema muito sério e precisa urgentemente de adequações.

Os alquimistas são membros importantes da Ordem de Maira. Eles forneceram objetos mágicos importantes para os membros da ordem e são os grandes responsáveis por manter o corpo de Morrigalti aprisionado nas florestas de Âmiem.

Mesmo assim, não há uma referência a Maira, Morrigalti e Josar, que confeccionou objetos muito importantes para a ordem da deusa.

Sugiro que o autor dê uma lida na Ordem dos Runcaim, a Ordem de Maira. Muitas relações podem ser trazidas para cá, especialmente quanto aos rumores e intrigas.

Ordem dos Runcaim


Mestre Fabio,

fiz ajustes na seção "Localização" para citar o colégio de Âmiem e a ordem dos Runcais. Na seção "Lideranças" foi incluído o personagem que é o diretor do Colégio de Âmiem . Foi incluído também a seção "Rumores & Intrigas"

Por favor, comentei isto.
#12 Marcelo_Rodrigues Enviado : 06/09/23 18:43
Jogador: Marcelo_Rodrigues
EF:
EH:
Karma:
Flores escreveu:
Falta conteúdo visual, por exemplo criar um folha de rosto no formato de um pergaminho mais interativo com um material possível de ser criado, porém não tão habitual. Afinal de contas, estamos falando de alquimia e não há nada aprofundado no texto. Fica o exemplo.
Leia o resto do texto...


E daí, joga um texto a respeito do assunto em outro local do livro ou em outro livro.

A alquimista trambiqueira

Após dias de convenção uma figura caricata chamará atenção ao ter seu trabalho adicionado de forma surpresa para que fosse a última apresentação antes dos protocolos de encerramento do evento. Resultando em murmurinho e risadas.

Ela era uma humana nascida com uma rara mutação, a conferindo corpo reduzido e menor do que os mais baixos pequeninos conhecidos, contudo uma expressão de jovem com um sereno rosto tornando-se adulta contendo alguns fios brancos.

Ao subir no palco, necessitou subir também em um baú, logo iniciou o discurso da seguinte forma:

“- Senhores, compreendo a euforia e hilaridade, inclusive pelo fato que poucos foram cordiais a ceder um tempo a fim de ouvir meu relato, algo que considero importante para os pares.”

“- Certa vez, quando ainda jovem, meu guardião me carregava pelas terras frias por debaixo da muralha em busca do que seria a mais bela flor para que pudesse pedir a mão de sua amada. Uma região inóspita contendo gigantes e grotescas estátuas, era o ponto exato que estávamos. Uma neblina a qual ocultava seis passos a nossa frente, e uma tempestade de raios perseguia-nos.”

“- Em uma dessas estátuas um brilho nos atraiu, ele estava há alguns metros de altura e também observamos a presença da rara flor de inverno.”

“- Apesar de forte, meu guardião era desengonçado e não conseguiu escalar aquela estátua. O que não foi bem um problema para mim, pois habituei-me desde sempre.”
Ouvem-se risadas.

“- Inusitadamente, ao aproximar daquele espécime, pude observar também a presença de uma pedra a qual cintilava, e parecia ser um dos famosos diamantes glaciais. Fiquei eufórica, e logo me apressei a recolher ambos.”

“- Observei que ao colher a flor, junto ao diamante emanavam uma aura distinta. O inusitado ocorreu, após minutos de fascínio um raio nos atingiu, abrindo uma espécie de portal, conforme meu guardião relatou. Eu, levantei meio grogue do outro lado, no topo de uma colina, observando seres desconhecidos e um frio assustador, que logo paralisou meu corpo.”

“- Ao cair, retornei no mesmo local que estava e por sorte meu guardião conseguiu me segurar da queda. Desde então pesquisamos aquele raro acontecimento.”

“- Com o decorrer dos anos foi observado que aquela flor era frequentemente avistada em diversas áreas dos reinos. Então, nossa maior preocupação foi a busca dos diamantes glaciais. Ano após ano, retornávamos ao mesmo local e em específico, naquela estátua, sempre havia um diamante glacial e uma flor.”

“- Com o passar dos anos e dedicações aos estudos elaboramos o que pensamos ser um estudo com possíveis resultados de nossos experimentos e assim, apresentamos a vocês a poção que abre o portal até o Plano do Gelo.”

“- Um silencio ensurdecedor e constrangedor toma a plateia por instantes.”

Muitos incrédulos suspeitam da veracidade da história. Alguns dos renomados que deram ouvido ao relato da jovem tomam então o palco pois somente devido a eles ela obteve tal oportunidade.

“- Vamos lá!”

“- Para vocês que não acreditam, uma demonstração será feita. Por favor, forneçam-me algum objeto.”

Uma machadinha foi arremessada ao palco. De uma pequenina bolsa, ela tira um frasco contendo um líquido verde. Ao banhar a machadinha com tal líquido, um sopro gélido toma o ambiente por segundos e a mesma desaparecendo.

“- Ok senhores, qual de vocês está disposto a ir ao outro lado buscar a machadinha?”

Logo um dos céticos se oferece, sobe no palco e diz que essa poção de invisibilidade não é impressionante.
Da mesma bolsa, então uma poção branca é retirada e oferecida ao cético.

“- Preste atenção, a poção deverá ser tomada e você terá o tempo de um uivo lupino para recuperar o equipamento que deverá estar ao alcance de poucos passos.”

Ao tomar a poção, logo o místico desaparece, retornando pouco depois, com a machadinha em uma das mãos, um punhado de neve na outra e com cada fio de seu corpo congelado. Olhos esbugalhados e impressionado. O relato gerou uma certa euforia, quando outro cético desafiou a diminuta alquimista.
Desta vez, foram solicitados mais itens aleatórios, e todos banhados com essa poção verde. Então, o segundo místico foi enviado para aquela terra gelada, retornando com todos os itens e com relatos também impressionantes.
Um grupo mais radical os acusou de charlatanismo. Disseram que a situação foi armada. Ouviu-se a voz amena e serena de nossa apresentadora.

“- Senhores, façamos o seguinte. Infelizmente possuo somente um último frasco da poção pronta para consumo, então que tal buscarem alguém totalmente desconhecido e aleatório, para que participe da última prova.”

Os mesmos subiram até a superfície e retornaram com uma jovem anã, a qual muito estava assustada.

“- Minha amiga, desculpe pelo ocorrido. Estes senhores estão a duvidar de que é possível viajar até terras frias somente tomando uma poção, então a proposta que a faço é a seguinte, um item desses que a sequestraram será enviado até o outro lado, então você será enviada logo em seguida para o buscar. Lá estará muito frio, então precisará de um casaco. Pode levar o meu. E, assim que retornar, será liberta e lhe daremos 9 moedas de ouro.”

Logo a jovem anã retornou com aquele objeto e a plateia foi então controlada.

“- Meus nobres, agora que o ceticismo não mais toma conta de nosso ambiente, gostaria de disponibilizar minha pesquisa. Meu intuito aqui é angariar fundos para minha próxima expedição, pois necessito domesticar uma grande fera que solte raios. Sendo assim, neste exato momento disponibilizarei as poções verdes que possuo. Em seguida da apresentação, fornecerei uma cópia do estudo para cada qual e também comercializarei 30 poções brancas que serão preparadas após a diluição do concentrado.”

Uma grande quantidade foi angariada para a futura missão. As trocas ocorriam por doações de distintas quantias, sendo que cada presente teve a oportunidade de levar pelo menos um frasco.

“Senhores, agora aos resultados da pesquisa, para que quem sabe possam replicar o experimento. Quando ela pega pincel, tintas e começa a rabiscar o chão.”

-> Adiciona ro mesmo gráfico do pergaminho.

“- Eu sei, pode parecer meio assustados, porém vamos as explicações.
Para início, as cores significam resultados do mesmo processo, então a mesma poção pode assumir 8 cores, sendo elas: verde, branco, amarelo, laranja, vermelha, azul clara, azul escuro e cinza.”

“- Na parte inferior pode ser observada a temperatura a qual a flor foi colhida.”

“- E o poder de utilização da poção de acordo com o usuário para que possa surtir efeito.”

“- Segundo os experimentos, quando há algum tipo de erro no processo, a poção resulta em verde. E segundo resultados experimentais, além de erro pode ocorrer de uma forma aleatória não explicada, de alguma forma entre as cores, sempre que a poção vai mudando de cor no decorrer do processo, ela passa pelo verde.”

“- O processo pode seguir as ordens:
Água > Branca > Verde > Amarela > Verde > Laranja > Verde > vermelha
Água > Branca > Verde > Azul Claro > Verde > Azul Escuro > Verde > Cinza.

O processo de refino da poção faz com que ela mude de acordo com a coloração. Indicada.”

“- Agora vamos às cores.”

“- A poção verde funciona somente sobre itens, e estes são enviados para um local específico nas geleiras, sempre ao redor de uma das estátuas grotescas.”

“- A poção branca, conforme observaram, enviados uma pessoa pelo tempo de uivo para o mesmo local da poção verde.“

“- Até aqui tudo conforme o esperado, acontece que os efeitos das demais poções são distintos. O envio é para o que acredito ser o Plano de Gelo. Aparecemos aos pés também de uma grotesca estátua, contudo essa de gelo. Em uma terra de imenso frio e qual o ser enviado não pode se afastar demais do local de chegada, pois após um período aleatório, o mesmo retorna ao ponto de partida. Caso ele tenha se afastado, bom... nenhum ser jamais foi avistado novamente.”

“- A poção amarela funciona somente em pequenos animais, na maioria das vezes fracos, como esquilos, pássaros e gatos, por exemplo.”

“- A poção laranja funciona em animais de porte maior.”

“- A primeira característica inusitada, é a poção de coloração vermelha, apenas seres normais, que não tenham envolvimento no mundo do misticismo ou treinamento militar.”

“- Para nós místicos estudiosos, necessitamos de utilizar as outras 3 cores.”

“- Sendo a poção de cor azul clara, capaz de enviar pessoas de grande poder para essas terras do que imagino ser o Plano de gelo. Esses permanecendo um dia no local e retornando automaticamente após o período, contudo, necessitam estar na localidade da estátua inicial ao final do tempo.”

“- A poção azul escuro, possuí o mesmo efeito, contudo funciona em seres não tão fortes, e esses independente do local que estejam, após um dia retornam.”

“- Agora vamos a cereja do bolo. A poção de coloração cinza, simplesmente envia a pessoa até o outro lado, sem retorno obrigatório. A pessoa retorna apenas caso retorne à estátua de gelo.”

“- Senhores, possuo algumas cópias de um pergaminho com maior detalhamento, quais dos senhores possuem interesse?”
A plateia alvoroçada se junta ao redor daquele diminuto ser, ofertando vultuosas quantias por cópias do pergaminho.

“- Senhores, agora vamos ao que interessa. Precisarei diluir a poção branca e o processo deve levar algumas horas, enquanto isso, alguns dos presentes gostaria de adquirir dois e únicos frasco de poção azul escura, podendo efetuar a viagem até o plano enquanto preparo as demais poções brancas, e apresentar os resultados ainda nessa reunião?“

Um enorme distúrbio toma o local, muito ali nem aparentam ser possuidores de tamanho conhecimento, visto que praticamente brigam aos tapas pela oportunidade.

Ela se retira para diluir a poção branca enquanto os demais aguardam o retorno dos felizardos.

A poção branca então é trocada pelo apoio a sua futura pesquisa, sendo que a mesma devido a fatores desconhecidos, somente surtiria efeito dentro de uma semana. E após esse período, todos observaram ser leite de cabra
.


Flores, nossos objetivo com este livro são:
1) Da um pouco mais de profundidade ao personagem mago para que ele posso interpretar melhor o seu personagem.
2) Dar suporte ao mestre para quando o jogador for tentar entrar para um colégio
3) Dar ganchos para aventuras para o mestre

Não sei se temos como atender a sua ideia. Seria muito complexo e demorado fazer ela... Triste
#13 Fábio_CM Enviado : 06/09/23 19:39
Jogador: Fábio_CM
EF:
EH:
Karma:
Eu acho que fechou.
#14 Marcelo_Rodrigues Enviado : 19/10/23 16:46
Jogador: Marcelo_Rodrigues
EF:
EH:
Karma:
Iniciamos a votação. A data para encerramento é entre 6 e 10 dias.
#15 Sistema de Votação Enviado : 27/10/23 00:00
Jogador: Sistema de Votação
EF:
EH:
Karma:
Resultado da Votação "??Colégio Alquímico":

Aprovado, 2 votos (100%)
Reprovado (precisa de melhorias), 0 votos (0%)

Votos individuais:
Artorius - Aprovado
Marcelo_Rodrigues - Aprovado
Usuários visualizando este tópico
Guest (8)

LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados): o site do Tagmar usa a tecnologia de cookies para seu sistema interno de login e para gerar estatísticas de acesso. O Tagmar respeita a privacidade de cada um e nenhuma informação pessoal é armazenada nos cookies. Ao continuar a navegar pelo site você estará concordando com o uso de cookies.