Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Responder...
🧙‍♂️ Familiar (nova) Opções
#1 Marcelo_Rodrigues Enviado : 10/05/22 08:43
Este tópico é para discutir a nova magia "Familiar"
#2 Marcelo_Rodrigues Enviado : 10/05/22 08:47
Srs, o Leandro já fez o 1º esboço. Comentem e deem sugestões!
#3 Artorius Enviado : 10/05/22 10:37
Achei bem legal a ideia....

Talvez em vez da magia dizer as habilidades e atributos seja melhor usar apenas as habilidades próprias do animal.

A magia pode ser apenas para animais de estagio 1 (seguindo a proposta dela), e os efeitos sejam apenas de ligação entre místico e animal, sem alteração nas habilidades do animal. (para não atravessar as habilidades do rastreador)

Minha única preocupação é como seria vista essa magia pelos rastreadores, já que o místico impõe sua vontade sobre o animal e poderá usa-lo para se arriscar até sofrer a morte pela vontade do místico. Quem sabe possa haver um prejuízo ao místico nesses casos.

#4 Edilton Oliveira Enviado : 10/05/22 14:05
Prezados(as),

Eu gostava quando o Rastreador não tinha concorrência... Triste

Citação:
Minha única preocupação é como seria vista essa magia pelos rastreadores, já que o místico impõe sua vontade sobre o animal e poderá usa-lo para se arriscar até sofrer a morte pela vontade do místico. Quem sabe possa haver um prejuízo ao místico nesses casos.

Somos 2, cauteloso Artorius.

#5 Marcelo_Rodrigues Enviado : 10/05/22 14:09
Acho que não é a mesma coisa. Se entendi a criatura é evocada (" o mago materializa de sua vontade uma criatura") e não tornada um companheiro (como nos rastreador). Outro ponto é que Familiar não é permanente.

Ou seja, muito diferente do elo Animal;

È um servo/ajudante evocado.
#6 Edilton Oliveira Enviado : 10/05/22 14:48
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Acho que não é a mesma coisa. Se entendi a criatura é evocada (" o mago materializa de sua vontade uma criatura") e não tornada um companheiro (como nos rastreador). Outro ponto é que Familiar não é permanente.

Ou seja, muito diferente do elo Animal;

È um servo/ajudante evocado.

A partir do nível 5, é um ritual com duração permanente. O nome é "familiar" mas será escravo como diz a própria definição do texto: "... meramente escravos de sua vontade."

Nobre Leandro,

Para entender melhor a magia, é preciso deixar mais claro esse trecho "o mago materializa de sua vontade uma criatura de pequeno porte". O que isto quer dizer? Que uma criatura de pequeno porte é criada do nada ou a magia é imposta a uma criatura já existente? Se for existente, a criatura não tem direito a um RM?

Outro ponto, no nível 5, a criatura aprende a falar? Um corvo vai conversar com o mago?
#7 Leandro Enviado : 10/05/22 17:20
Edilton Oliveira escreveu:
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Acho que não é a mesma coisa. Se entendi a criatura é evocada (" o mago materializa de sua vontade uma criatura") e não tornada um companheiro (como nos rastreador). Outro ponto é que Familiar não é permanente.

Ou seja, muito diferente do elo Animal;

È um servo/ajudante evocado.

A partir do nível 5, é um ritual com duração permanente. O nome é "familiar" mas será escravo como diz a própria definição do texto: "... meramente escravos de sua vontade."

Nobre Leandro,

Para entender melhor a magia, é preciso deixar mais claro esse trecho "o mago materializa de sua vontade uma criatura de pequeno porte". O que isto quer dizer? Que uma criatura de pequeno porte é criada do nada ou a magia é imposta a uma criatura já existente? Se for existente, a criatura não tem direito a um RM?

Outro ponto, no nível 5, a criatura aprende a falar? Um corvo vai conversar com o mago?



Exatamente:
1)O mago materializa de sua vontade a criatura de pequeno porte. Não é uma criatura natural que se possa fazer elo animal.
2)Não lembrei da RM/RF, mas pode seguir as outras progressões
3)Sim, no nível 5 ela aprende a falar e pode falar com com o mago. É uma criatura com inteligência acima de (i).
#8 Leandro Enviado : 10/05/22 17:25
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Acho que não é a mesma coisa. Se entendi a criatura é evocada (" o mago materializa de sua vontade uma criatura") e não tornada um companheiro (como nos rastreador). Outro ponto é que Familiar não é permanente.

Ou seja, muito diferente do elo Animal;

È um servo/ajudante evocado.


1)Sim. É uma criatura evocada e materializada vontade do mago, não é um parecido com elo animal, pois a criatura não pode atacar. Sendo criada apenas como espião/ouvir as lamúrias do mago/criado
2)Não. Em certos níveis ela é permanente.
#9 Leandro Enviado : 10/05/22 17:50
Artorius escreveu:
Achei bem legal a ideia....

Talvez em vez da magia dizer as habilidades e atributos seja melhor usar apenas as habilidades próprias do animal.

A magia pode ser apenas para animais de estagio 1 (seguindo a proposta dela), e os efeitos sejam apenas de ligação entre místico e animal, sem alteração nas habilidades do animal. (para não atravessar as habilidades do rastreador)

Minha única preocupação é como seria vista essa magia pelos rastreadores, já que o místico impõe sua vontade sobre o animal e poderá usa-lo para se arriscar até sofrer a morte pela vontade do místico. Quem sabe possa haver um prejuízo ao místico nesses casos.



Coloquei os atributos para dizer que é uma criatura genérica do genérico. Tomei como base o corvo. Para evitar pegar um falcão que tem EH = 12 ou uma vaca com EH=12, apesar de a vaca não ser de pequeno porte.
O rastreador pode perceber que a criatura não é um animal, pois mesmo que não fale no início, a criatura é racional.
A princípio o rastreador coloca seus animais mais em risco, pois normalmente esses entram em combate, coisa que o familiar não faz. É claro que mesmo assim ele possa vir a "morrer" com uma magia de área.
Espero que ninguém saia dando espadada em um corvo por ele pousar na janela de um castelo pra "comer insetos"
#10 Leandro Enviado : 10/05/22 17:53
Edilton Oliveira escreveu:
Prezados(as),

Eu gostava quando o Rastreador não tinha concorrência... Triste

Citação:
Minha única preocupação é como seria vista essa magia pelos rastreadores, já que o místico impõe sua vontade sobre o animal e poderá usa-lo para se arriscar até sofrer a morte pela vontade do místico. Quem sabe possa haver um prejuízo ao místico nesses casos.

Somos 2, cauteloso Artorius.



Não vejo essa magia como concorrência.
Mas não é nada definitivo, apenas uma sugestão!!!
#11 Edilton Oliveira Enviado : 10/05/22 18:04
Nobre Leandro,

Entendi o objetivo da magia. É simples e prático. Porém o meio para alcançar esse fim é criar vida. Olhando por esse lado, é uma magia divina. Muito poderosa.

E não é um "simples" animal, é uma criatura imune a magia de rastreador e que fala.

Assim, eu penso que será preciso automatizar esse novo ser, deixar menos pensante e mais robotizado.

Mas essa é minha opinião.




#12 Marcelo_Rodrigues Enviado : 11/05/22 08:02
Edilton,

não vejo como uma criação de vida, mas sim um simulacro semelhante a animação de golens. Não vejo assim como poderosa, ja que ela nem ataca. Aqui o companheiro do Rastreador é muito melhor. Não tem nem comparação.

Leandro,

vai ai minha sugestões:

1) Acho que nenhum efeito devia ser permanente

2) Uma sugestão seria que a EF do criatura saísse da Ef do mago. E que ela só volta ao mago horas após o termino da magia ou se a criatura fosse morar.

3) O ser seria irracional, mas pode obedecer ordens mentais do mago.

4) È importante limitar a magia a um familiar por vez.

5) Não sou a favor de custo de ritual em M.O. Com frequência vejo jogadores não pegando a magia por causa disto pois o seu mestre é sovina. Ou ignorando este problemas por que em alguma aventura o mestre acabou enchendo o jogador de dinheiro. È muito 8 ou 80. Assim retire o custo mas limite o tempo eliminando o permanente.
#13 Artorius Enviado : 11/05/22 11:00
Pessoal,

Entendendo um pouco melhor a ideia, coloco minhas sugestões em conjunto com as do Marcelo acima:


1) Acho que nenhum efeito devia ser permanente; Concordo

2) Uma sugestão seria que a EF do criatura saísse da Ef do mago. E que ela só volta ao mago horas após o termino da magia ou se a criatura fosse morrer. Concordo

3) O ser seria irracional, mas pode obedecer ordens mentais do mago. Concordo talvez até melhor ser um ser sem consciência. como disse o Edilson

4) È importante limitar a magia a um familiar por vez. Concordo

5) Não sou a favor de custo de ritual em M.O. Com frequência vejo jogadores não pegando a magia por causa disto pois o seu mestre é sovina. Ou ignorando este problemas por que em alguma aventura o mestre acabou enchendo o jogador de dinheiro. È muito 8 ou 80. Assim retire o custo mas limite o tempo eliminando o permanente. Concordo

6) Precisa corrigir que não é a vontade imposta sobre um animal, e sim a materialização da vontade do místico que assume a forma desejada, sendo sempre de um ser pequeno como um corvo.... e talvez descrever de que é um ser sintético, e nota-se facilmente sua não vida.

7) Se a criatura não entrará em combate não vejo porque ter habilidades de combate, penso que é melhor deixar sem. (para não dar interpretação contrária).

8) Se outro místico usar Quebra de Encantos em nível apropriado o magia é finalizada e o ser é dissipado correto?


se eu entendi bem é isso.... Muito Feliz
#14 Edilton Oliveira Enviado : 11/05/22 11:06
Grande Marcelo,

Citação:
não vejo como uma criação de vida, mas sim um simulacro semelhante a animação de golens

Você pode não ver, mas é vida. Golen é irracional (intelecto i), já essa criatura tem -1 (já fiz guerreiro com esse intelecto), além do que pode conversar, ter opinião própria e nada impede de procriar.

Citação:
Não vejo assim como poderosa, ja que ela nem ataca

Interprete o que eu escrevi: "Porém o meio para alcançar esse fim é criar vida. Olhando por esse lado, é uma magia divina. Muito poderosa."
Se tivesse uma magia para criar um escriba do mago, pacifista, somente para escrever o que ele quisesse, mas criasse do nada alguém dotado de intelecto e discernimento, já seria poderosa!

Concordo com as suas sugestões, acho que resolveriam o problema. Só não concordo sobre o Ritual. Já que não seria permanente, não tem porque nos níveis mais altos serem por ritual. Pra simplificar, pode deixar fixo toda a evocação em 5 rodadas, por exemplo.

#15 Edilton Oliveira Enviado : 11/05/22 11:14
Nobre Artorius,

Citação:
6) Precisa corrigir que não é a vontade imposta sobre um animal, e sim a materialização da vontade do místico que assume a forma desejada, sendo sempre de um ser pequeno como um corvo.... e talvez descrever de que é um ser sintético, e nota-se facilmente sua não vida.

7) Se a criatura não entrará em combate não vejo porque ter habilidades de combate, penso que é melhor deixar sem. (para não dar interpretação contrária).

Assino embaixo Applause Applause Applause

E seria bom ter descrito no texto da magia sobre a utilização de Quebra de Encantos, como vc citou.
#16 Marcelo_Rodrigues Enviado : 11/05/22 14:43
Já que é um ser sintético e a ideia de o mago "doar sua EF"? Think Note que a criatura não ataca, mas ela pode ser atacada e morrer. Ao doar parte de sua vida mesmo que temporário vai impedir do mago criar um exercito de espiões. Brick wall
#17 Artorius Enviado : 11/05/22 15:05
Marcelo_Rodrigues escreveu:
Já que é um ser sintético e a ideia de o mago "doar sua EF"? Think Note que a criatura não ataca, mas ela pode ser atacada e morrer. Ao doar parte de sua vida mesmo que temporário vai impedir do magia criar um exercito de espiões. Brick wall


Eu acho uma boa Marcelo...

mesmo que o familiar seja usado para entrar numa masmorra para "ativar" as armadilhas, o místico "pagou" um preço por isso!
#18 Marcelo_Rodrigues Enviado : 12/05/22 10:27
Uma sugestão... a EF perdida precisa levar um bom tempo para ser recuperada (4hs?) e não pode ser recuperada por qualquer meios mágicos ou não.
#19 Artorius Enviado : 12/05/22 19:30
Nobre amigos,

Acho legal Marcelo o tempo de retorno da EF, 4hs me parece joia!!!


E só uma sugestão tentando ajudar nas habilidades e atributos do Familiar:

EF: recebe os mesmos pontos cedidos pelo místico;
EH: penso que como não é um "ser vivo" não deveria ter;
Defesa: L1 ok;
RM: talvez receber o total que o místico tem nesta magia;
RF: talvez receber o total que o místico tem nesta magia;
Atributos: INT(nulo), AUR(nulo), CAR(nulo), FOR(0), FIS(0), AGI(0), PER(nulo);
Habilidades: mesmas do animal base (exceto quando demandam senciência);
Técnicas de combate: não ter;

- não ter habilidades aumentadas confirme níveis da magia, penso que o ideal seria os níveis aumentarem o tempo de permanência da criatura e as ligações com o místico;

  • outro ponto que pode gerar alguma discussão é a visão no escuro... pq em geral o místico não tem visão no escuro e através dos olhos do familiar agora terá. Think
  • #20 Marcelo_Rodrigues Enviado : 13/05/22 11:09
    Eu vejo esta magia com o mago tirando um pouco de si próprio para criar este ser, logo não vejo porque não possa ter EH e Intelecto racional mesmo que seja baixo ( -1)

    Agora, se não vai ter permanente e nem combate, tem que rever os bonus de cada nível.

    As demais sugestões do Artorius acho que são bem pertinentes.
    #21 Leandro Enviado : 13/05/22 16:22
    Saudações.

    Sou novo no Fórum e novo criando magia de tagmar!!!
    Não sei como devo proceder de acordo com as informações das sugestão dadas.
    Vou colocar meu ponto de vista de o porquê de alguns pontos contestados e peço que me ajudem em como decidir e o momento de alterar a magia, visto que ela esta sendo criada democraticamente .

    PONTO 1: Atributos. Eu tomei como base o "animal corvo". Tendo todos os atributos semelhantes, pois como é uma criatura espiã, precisa de uma percepção e agilidades acima da média. A inteligência sendo racional, toma como base a autonomia da criatura como espiã e até mesmo uma interação com o mago (saber ler/pegar um livro, ajudar nas tarefas do cotidiano, ajudar criar poções como um auxiliar de uma mago NPC e não somente um mago aventureiro), Por fim, ainda falando da inteligência, não a controla mentalmente, então se ele manda a criatura fazer uma tarefa específica, esta tem de capacidade intelectual mínima pra fazer. Não me baseei somente em RPG e sim na figura mística do mago.

    PONTO 2: Defesa/Energia. Tomei a defesa, EH, EF, RF e RM do primeiro nível da magia igual a criatura base. E de acordo com a evolução da magia a criatura iria melhorar esses elementos, mesmo que não entre em combate, ainda sofre o rico de ser atingido quando esta com o mago por uma magia de área, de um inimigo ou do próprio mago/aliado. Obs Eu particularmente não gosto de pagar o custo de magia com EH/EF do mago. E como não lembro nenhuma magia em tagmar com isso não cogitei a opção.

    PONTO 3 : Quantidade. Esta escrito na magia que o mago pode ter apenas um (o que eu acho de bom tamanho).


    PONTO 4: Habilidades/ Técnicas de combate. As técnicas de combate estão são puramente defensivas. O fato de não atacar não impede de se defender. As perícias são basicamente de direcionadas a infiltração. Não coloquei, mas minha intenção era colocar ainda "Destrancar Fechaduras" como perícia da criatura.

    PONTO 5: Ritual Coloquei as magias finais como ritual para que o mago veja a criatura como um "amigo", não somente como uma criatura "descartável" (mais um a justificativa a inteligência da criatura). Tinha pensado ainda que ao se conjurar uma magia permanente de nível mais alto, a anterior não se dissiparia e sim melhoraria a criatura já existente. O preço reforçaria essa atitude por parte.

    PONTO 6: Dissipar Magia. A criatura não seria afetado por dissipar magia, pois criaturas convocadas golens, plantas, etc tem magias específicas de neutralização/banimento. Me corrijam se eu estiver errado.

    PONTO 7: Visão no escuro. A justificativa aqui seria novamente dentro da ideia de infiltração/espião. E sendo uma criatura gerada por magia ela teria essas capacidades.

    Bom, acho que consegui explicar os pontos da ideia da magia.
    Agora queria saber como absorver as ideias de vocês para alterar para que fique de agrado a todos.
    Exemplo: Percebi que a ideia de ritual com custo em moedas não agradou.
    Peço a todos que ao responderem o que acham que deve ser mudado que aponte especificando, Ponto 1, Ponto 2 etc para que eu vá alterando a magia.
    Usuários visualizando este tópico
    Guest (2)
    Ir para o Fórum  
    Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
    Você não pode responder a tópicos deste fórum.
    Você não pode excluir suas participações deste fórum.
    Você não pode editar suas participações neste fórum.
    Você não pode criar enquetes neste fórum.
    Você não pode votar em enquetes neste fórum.

    YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
    Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET
    LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados): o site do Tagmar usa a tecnologia de cookies para seu sistema interno de login e para gerar estatísticas de acesso. O Tagmar respeita a privacidade de cada um e nenhuma informação pessoal é armazenada nos cookies. Ao continuar a navegar pelo site você estará concordando com o uso de cookies.