Ver Discussão (6) Histórico Ver Versão Atual Editar Pesquisar
Livro de Magias .  

Não há instrumento mais poderoso que a magia, mas também, não há conhecimento que exija mais dedicação. Dizem que é preciso ser um gênio para se utilizar forças sobrenaturais. Isto não é verdade, mas ainda assim uma Aura acima da média é muito importante para aqueles que querem conhecer a fundo as artes místicas.

Tagmar é um mundo com uma alta concentração de mana, a substância da magia. Seres devidamente treinados e com grande força mística (Aura) conseguem manipular o mana, distorcendo a realidade, criando efeitos de maior ou menor porte.

O estudo da magia é feito basicamente de duas formas. A primeira é o método dos Magias dos Magos e dos Magias dos Bardos, que usam suas forças interiores e as do meio em volta para criar alterações no ambiente ou em criaturas próximas. O outro método é o dos Magias dos Sacerdotes e Magias dos Rastreadores. Estes místicos canalizam a energia mágica de uma entidade de grande poder (a natureza, um Deus ou outro tipo de ser divino) e a usam para criar as alterações na realidade que definem as magias. Em compensação, a entidade cujo poder se usa investe o Rastreador ou Sacerdote como seu servo e representante, devendo o mesmo fielmente servi-la. Seja qual for o método, o objetivo é único: criar o que se convencionou chamar de mágica. A outra meta comum é aprender o maior número de encantos possível (também chamados de magias, feitiços, milagres, etc). Na verdade, não há uma única magia, um bloco único que faz tudo. O que se observa em Tagmar é um enorme número de feitiços individuais, cada um com seus efeitos próprios. Esses encantos são muito mais potentes se controlados completamente, mas muito fracos se o controle for pequeno. Assim como em Habilidades, Magia também depende do nível.

Índice