Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

4 Páginas «<234
Capítulo 07 - Gáldor - Não há lugar como o nosso Lar Opções
#91 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 03/01/18 19:08
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
#92 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 03/01/18 19:09
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Lançamento 6d20=13,11,15,15,14,14
#93 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 03/01/18 19:11
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Lançamento 4d20=17,18,12,14
#94 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 03/01/18 19:11
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Lançamento 2d20=16,2
#95 samuel.azevedo Enviado : 03/01/18 23:29
//off: Caraca, só deu resultado bom!

Língua de Serpente 9: Concede um ajuste de +10 em testes de Persuasão ao mago evocador com duração de 1 hora.
Gáldor, Persuasão 12+10=22 = Persuasão 2 + 2 níveis de resultado.
Rolamento 13, laranja, médio +2 níveis = muito difícil x Celedrim Gladart.
Rolamento 11, amarelo, fácil +2 níveis = difícil x Tallis Ambrose.
Rolamento 15, laranja, médio +2 níveis = muito difícil x Lozasdiel Fairë.
Rolamento 15, laranja, médio +2 níveis = muito difícil x Synmomie Laurëhtë.
Rolamento 14, laranja, médio +2 níveis = muito difícil x Caelorn Faládriam.
Rolamento 14, laranja, médio +2 níveis = muito difícil x Artanis Laurëóma.
Rolamento 17, vermelho, difícil + 2 níveis = absurdo x Adriel Lembas.
Rolamento 18, vermelho, difícil + 2 níveis = absurdo x Aelallia Miniel.
Rolamento 12, amarelo, fácil +2 níveis = difícil x Tauriel Arcosi.
Rolamento 14, laranja, médio +2 níveis = muito difícil x Dressa Iavetil.
Gáldor, RM 13 x força de ataque 15, rolamento 16, sucesso.


Graças ao encanto feito em si mesmo, Gáldor discursava com impressionante desenvoltura e convencia toda a audiência. As menos impressionadas pareciam ser Tauriel e Tallis. A regente pede para cada um falar, começando pelo Primeiro Cavaleiro, que se levanta e diz:

- Ele está completamente certo! Todas regentes já tiveram muitos dias para deliberar sobre isso, e o que decidiram até agora? Nada. Este distinto senhor está em seu direito, ele conquistou um reino, e vem aqui cobrar a regente prometida. Querida, se até agora você e suas colegas regentes não decidiram quem será a nova regente, a obrigação de protocolo foi quebrada, pois ele veio aqui cobrar o que lhe foi prometido. Se o problema é equilíbrio das famílias nobres, sugiro que uma das famílias nobres mais importantes que ainda não possui uma regente seja sua esposa. Assim, se tiverem uma filha assumirá o nome da família da mãe e se tornará a sussessora.


Depois que Celedrim Gladart se assenta, Tallis Ambrose fala, sentada mesmo:

- É uma pena meus passarinhos não chegarem tão longe ainda. Então poderia aconselhar baseada em mais informações. Peço desculpas, majestade, mas apenas diante dos argumentos apresentados me parece que ele está certo. Aconselho a que vossa graça apresente a situação as demais regentes como a única saída possível dado a falta de celeridade da decisão quanto ele já está aqui para reivindicar sua regente. Uma nova família na regência, como o Primeiro Cavaleiro sugeriu, fará com que outras famílias de alta nobreza sem o mesmo privilégio sintam-se em conflito, mas as famílias regentes, que são as mais poderosas, estarão equilibradas dentro dos limites da circunstância... Aconselho apaziguar a situação prometendo futuros casamentos com regentes a cada uma das demais famílias da alta nobreza.


Lozasdiel Fairë se levanta de vez e fala com uma voz ominosa:

- Vejo uma luz no meio de grande escuridão. O caminho dele será difícil, e cercado de trevas, mas onde há luz as trevas não prevalecerão.

//off: se não tivesse passado no teste de persuasão, a interpretação dela iria para outro lado!

Depois de algum silêncio, Synmomie Laurëhtë toma a vez com um brinde:

- Qualquer um capaz de conquistar algo tão grande quanto um reino, por combate direto, em desvantagem de números, merece o meu respeito.

Então Caelorn Faládriam diz:

- Além destes feitos, Vossa Luz me disse que ele encontrou ruínas do povo Tar Omon, que o permitem viajar por teletransporte em longínquas distâncias. Preciso ressaltar que é uma oportunidade única para enviarmos uma comitiva para estudar tais dispositivos. Imaginem o progresso para nossa civilização quando tivermos esta tecnologia a nossa disposição. E tudo graças a Gáldor Tinúviel. Acredito que temos muito a dever a ele.

Artanis Laurëóma se pronuncia:

- Os bardos de todos os reinos logo cantarão a balada do Rei Gáldor Tinúviel e de sua futura amada. Rainha, Regente, o que importa. O título faz a mesma coisa.


Ao lado de Artanis, Adriel Lembas, parecia ser uma das menos importantes na reunião. Ela lançava alguns olhares apaixonados para Gáldor, e fala, timidamente:

- O que ele conquistou, permitirá que nosso povo tenha acesso a novas riquezas e recursos exóticos antes inacessíveis. A família Lembas gostaria de enviar mestres em agricultura e intendentes para ajudar a lidar com estes recursos. O senhor tem minha admiração, majestade!

Então Aelallia Miniel se levanta com as duas mãos sobre a mesa, e, olhando nos olhos de Gáldor com uma chama primitiva em seu olhar diz:

- Como representante da família Miniel, responsável por salvar nosso povo das trevas que o engodo do Seret Analiom iria nos lançar; digo que minha família viu ao longo dos séculos seu lugar de direito ser relegado para as demais famílias. Assim, para nos trazer justiça, clamo a oportunidade de elevar minha família para o status de família regente. Gáldor Tinúviel, case-se comigo! Tenho todos os pré-requisitos: sou sacerdotisa de Palier, e minha família é a família nobre mais influente depois das nove famílias regentes.

Neste momento, surge um burburinho em todos os convidados. A Regente bate com um punho fechado na mesa e clama:

- Silêncio! A senhorita está quase passando dos limites, Aelallia! Se contenha! Depois voltaremos a este assunto. Ainda temos que ouvir a posição de Tauriel Arcosi, e de minha filha Dressa.

Tauriel estava constrangida com a situação, e apenas diz:

- Faço minha as palavras de Synmomie Laurëhtë.

Dressa, fala timidamente:

- Se a senhora minha mãe determinar, também me casaria com ele. Mas acredito que a situação mais diplomática seria dar a oportunidade para a família Miniel, como aconselhado aqui.

A regente apenas observava, talvez surpresa por não conseguir sondar as palavras de Gáldor ou talvez considerando que elas não eram sondáveis pois ele não teria motivos escusos - o que a surpreenderia ainda mais.
#96 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 04/01/18 21:06
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Ergo a taça quando Synmomie Laurëhtë propõe um brinde, em seguida complemento o que disse Caelorn Faládriam: "Na verdade são torres fixas que teleportavam entre si de uma torre para outra ao redor das geleiras." Retribuo o olhar para Adriel Lembas, e faço um gesto como um cumprimento com a cabeça para a senhora. Então respondo após as falas de Aelallia Miniel e Dressa: "Com todo respeito senhoritas, eu não vislumbro influencia ou poder. Eu fiz uma promessa para aquele povo e agora me sinto no dever de cumpri-la. Como já disse para vossa majestade, não quero a elfa mais bela ou mais sábia, entretanto o trabalho de administrar uma cidade de orcs, homens e agora elfos, requer fé em Palier. O único pedido que pode ser egoísmo de minha parte, é que seja uma sacerdotisa que seja pura."
#97 samuel.azevedo Enviado : 05/01/18 16:28
Nessa ouve a posição de Gáldor, depois dos conselheiros. A sala fica silenciosa, nem mesmo os servos que serviam a comida se fazem perceber. A Regente ponderava com um olhar perdido dentro de si mesma, e depois do que parece um tempo longo ela responde:


- Pois bem. É verdade que as regentes já sabiam desta demanda, então temos a desculpa para agir e mesmo assim mantermos a diplomacia e a civilidade. Tanto minha filha quanto Aelallia Miniel, aqui presentes, são jovens puras e sacerdotisas a Palier. Portanto, são boas candidatas a isto. Aelallia, não aprovo sua atitude precipitada. Mas em nome da diplomacia entre as famílias da alta nobreza, lhe casarei com Gáldor Tinúviel. A família Miniel, enfim, conseguiu seu posto entre as famílias regentes. Sua bisavó Áriem Miniel estaria feliz se pudesse ver o seu êxito em colocar o nome de sua família no lugar a tanto tempo merecido, minha jovem!

- Gáldor da Casa Tinúviel, você e Aelallia irão se casar no próximo nascer do sol, no Grande Templo de Palier, como o protocolo manda. Eu mesma celebrarei a cerimônia, ao lado da Grande Runcaim. Dada a pressa, terei que organizar algo breve. A ordem de Maira deve enviar a notícia a todas as partes do reino; e seus Runcaim irão trazer nas asas de suas montarias as demais regentes em poucas horas. Estas cerimônias são necessárias para dar legitimidade a nova união real, pois depois de realizada, nem mesmo uma regente poderá questionar a sua validade. Está decidido!


Ela toma um último gole de suco, e limpa a boca com um lenço bordado em ouro, o põe delicadamente sobre a mesa e diz.


- Cada um de vocês sabe o que deve providenciar, convites, segurança, comida, música; toda a pompa para a situação. Agora vão cuidar dos preparativos e se reportem a mim com novidades, depois que voltar do templo de Maira estarei em meu escritório supervisionando tudo!


Ela se levanta, e se retira, não permitindo ninguém dizer mais nada.
#98 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 05/01/18 21:05
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Depois de tomada a decisão e percebendo o aborrecimento da regente não olho pra ela e depois que ela se vai, levanto de minha cadeira e vou até a elfa, estendo a mão para Aelallia Miniel e a beijo e em seguida lhe digo: "É um prazer conhecê-la minha rainha! Me surpreendeu sua postura agressiva perante sua Regente... Tenho certeza que é a pessoa certa para estar a meu lado nos desafios que estão por vir. Aguardarei ansiosamente pelo dia de amanhã!" Me despeço e vou falar com Caelorn antes que deixe o local: "Arquimestre Faládriam... Um minuto de sua atenção." Deixo que o local se esvazie mais e continuo: "Eu gostaria de lhe pedir um favor, um serviço na verdade. Depois de toda essa correria não me atentei para um presente e a única coisa que tenho de valor são peças, objetos que encontrei em uma das torres, elas são feitas de Anilien... Eu pensei em derretê-las para mandar fazer uma coroa para minha Rainha, entretanto com o casamento tão logo, receio que esse trabalho possa ser feito somente através de magia... O senhor poderia transformar essas peças em objetos de Anilien, como joias? Eu poderia lhe pagar pelos serviços, ou caso queira ficaria lhe devendo favores! O que o Lorde me diz?"

Off: Achei junto com os demais materiais no Post 42 "Os objetos de metal eram várias engrenagens e peças feitas de Anilien." Quero saber mais ou menos quantos quilos de Anilien tem para se ter ideia do que posso fazer com eles.
#99 samuel.azevedo Enviado : 06/01/18 12:06
#100 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 06/01/18 12:24
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Lançamento 2d10=9,1
#101 samuel.azevedo Enviado : 09/01/18 00:23
Satisfeita, Aelallia Miniel retribui o beijo em sua mão beijando uma mão de Gáldor.

- A honra também é minha, meu noivo. Amanhã será um grande dia para nós e nossas casas. Agora devo lhe deixar, e só devemos voltar a nos ver na cerimônia.

Ela sai, animada; seguida pelos convidados que um a um, o parabenizavam.

Quando chega a vez de Caelorn Faládriam, ele ouve que vocês tem algo a tratar. Por fim, quando estão os dois a sós você mostra o material, ele olha para os 14 kg de Aneliom, o examina minuciosamente com os olhos, nariz e até encosta um pedaço na boca, e então diz:

- É o metal sagrado?! Você conseguiu juntar todos estes quilos deste metal?! Será uma honra trabalhar com ele. Se você deixar um quilo comigo considere o serviço pago. O que quer que eu faça ?


#102 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 09/01/18 21:29
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Ao perceber o interesse o elfo, lhe digo: "É anilien em seu estado mais puro. Creio que não precisarei de tanto... ao invés disso gostaria de negociar 10 kg do material, em troca de joias e moedas de ouro. Lhe darei 1 kg do material, os outros três quilos quero uma adaga, duas coroas e aneis, pulseiras e colares. É possível fazê-lo? Com quem poderia negociar os 10 kg?".
#103 samuel.azevedo Enviado : 10/01/18 09:12
- É possível fazê-lo. Nós, alquimistas, podemos manusear o metal com mais maleabilidade. Entretanto, se quiser que eles sejam bem acabados deve me dar um dia cada objeto ou uma hora para cada se não quiser um acabamento mediano. Eu aconselho dedicar mais tempo, afinal é um metal muito nobre e considerado sagrado, um presente de Palier. Com 3 kg posso fazer as duas coroas (500 g cada), uma adaga (500 g), dois colares (300 g cada), três anéis (50 g cada), e três pulseiras (250 g cada). Se quiser, encrusto gemas preciosas que você conseguir negociar com o restante do metal. Caso você tenha pressa, e queira que tudo seja feito em grande quantidade em um dia, precisarei contratar ajudantes, e recebo outro kg como pagamento para lhe entregar tudo isso em um dia. Ah, você pode negociar o metal no templo de Palier ou nas grandes casas nobres, acredito que são os principais compradores com poder aquisitivo para este metal.
#104 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 10/01/18 10:06
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Deixo outro quilo do metal com o elfo e lhe digo: "Certamente. Quero um trabalho rápido e bem feito. Contrate ajudantes. Onde posso lhe encontrar para deixar as joias?" Depois que ele me disser pretendo visitar o Templo de Palier e depois as casas nobres, pretendo vender separadamente.
#105 samuel.azevedo Enviado : 10/01/18 21:35
- A família mais nobre era a Galator, mas infelizmente a família real foi extinta. Seu brasão era uma coroa sobre o sol. As famílias nobres são divididas entre as famílias das casas regentes, as casas nobres maiores, e as casas nobres menores...

- Como você deve saber, as casas regentes são: Iavetil, de elfos dourados, regem a cidade de Aarom, e seu brasão é o dozecórneo; Ciriatam, de elfos florestais, regem Calquis, cujo brasão é uma raposa e um cacho de uvas; Tasartir, florestal, regem Anfis, brasão borboleta e flores; Elendil, dourados, regem Rodos, brasão duas espadas cruzadas e uma águia gigante nobre; Tinuviel, dourada, regem Citira, brasão grifo; Numenesse, florestal, regem Caterim, brasão uma coruja com uma coroa de estrelas; Faelivrim, florestal, regem Artar, seu brasão é um arco e flecha sob as três luas; Ciriam, florestal, regem Mesolom, brasão uma harpa rodeada de três pássaros; Verdamir, dourada, regem Pirgos, brasão uma estrela sobre uma nuvem de tempestade.

- As casas nobres maiores, por ordem de importância aqui na cidade são: Miniel, dourados, brasão unicórnio sob céu estrelado - amanhã devem se tornar uma casa regente graças a você; Arcosi, florestais, brasão arco e chama; Gladart, dourados, brasão uma pena de pavão rodeada pelas três luas; Ambrose, florestais, brasão uma fonte de água jorrando, cercada por ambrósias; Faládriam, dourados, com o brasão da fênix.

- As casas nobres menores, aqui em Aarom são: Laurëóma, florestais, brasão rouxinol; Laurëhtë, dourados, brasão lança sobre o sol; Fairë, florestais, brasão fada em um semicírculo de louros; Lembas, florestais, cujo brasão é a cornucópia.

- Aqui em Aarom, com exceção da família Nessa, que tem seu castelo particular no sul da cidade, as demais famílias nobres podem ser encontradas no bairro dos Lordes, ao lado do Grande Palácio Real, cujos dormitórios estão desocupados até que se cumpra a profecia do retorno do Grande Rei. O templo de Palier fica ao norte da cidade, ao lado dos representantes das escolas de magia. Talvez eles também se interessem, mas demoram mais a conseguir recursos por causa de sua burocracia. Próximo ao castelo da família Nessa também tem os templos das demais ordens sacerdotais. Você poderá me encontrar num laboratório na sede do colégio alquímico, ao norte da cidade.

samuel.azevedo anexadas as seguintes imagens:
Aarom.jpg
#106 Gáldor Tinúviel, o Sombrio Enviado : 11/01/18 09:04
Jogador: saulocr
EF: 84
EH: 132
Karma: 36
Agradeço pela ajuda e vou ao templo de Palier.
#107 samuel.azevedo Enviado : 11/01/18 12:26
Pelo resto do dia, Gáldor negocia o resto do metal no Templo de Palier e nas maiores casas nobres do reino. Todos queriam botar as mãos naquele metal e fazer uma arma ou uma joia com o metal considerado sagrado. De acordo com as lendas élficas, o metal dourado e leve caia do céu cada vem em que Palier e Parom entravam em um acordo. A noite, ele conseguira juntar um baú de tesouros e entrega belas gemas para serem entalhadas nos novos itens que Caelorn Faládriam e seus assistentes estavam forjando para ele e sua noiva.

Na manhã seguinte, inicia-se a cerimônia de casamento entre Gáldor Tinúviel, e Aelallia Miniel.

A cerimônia era conduzida pelos sumo sacerdotes do casal divino: a sumo sacerdotisa de Palier, Nessa Iavetil, e a sumo sacerdotisa de Maira, a Grande Runcaim. Depois que discutem alguns detalhes da cerimônia, Arabael Elendil lhe diz:

- É uma honra convocar os Runcaim para este serviço. Talvez você não saiba, mas os Tinúviel foram os primeiros Runcaim. Por isso o seu brasão é o grifo. Quem saiba, no futuro, você não envie algum filho para nossa ordem.

As demais regentes também haviam chegado, trazidas nas asas de grifos por Runcains a serviço de Arabael e Nessa. Quando Merenvem Tinúviel vê seu sobrinho, ela se aproxima e lhe diz:

- Meu sobrinho querido! Estou satisfeita com seu desempenho, eu sabia que podia esperar grandes feitos de você. Hoje você traz mais honra e glória para a nossa casa. Um rei, quem diria!

Neste momento a noiva se aproxima. Ela estava linda, usava um manto branco tecido de pelo de unicórnio, cravejado com pequenos diamantes que pareciam estrelas. O casal une as mãos diante das sacerdotisas. Nessa Iavetil começa a cerimônia:

- Estamos aqui, diante dos elfos, de Palier e Maira, para unir Gáldor da Casa Tinúviel a Aelallia da casa Miniel.

- Que Maira Mon encha suas câmaras com tesouros, Maira Vet encha suas mesas fartura, e Maira Nil enriqueça suas terras com vida! Que a tríade abençoe esta união para todo o sempre!
- Arabael Elendil começava as bênçãos.

- Que Palier ilumine seus caminhos, e lhes dê sabedoria para lidar com os desafios de governar o povo e a nova família! - abençoa Nessa Iavetil.

Elas sinalizam, e Gáldor entrega as novas coroas. Um trabalho finíssimo feito com primor pelos alquimistas, modelado em Anelien e cravejado de diamantes e outras pedras preciosas, ornamentado com arranjos do mesmo metal fazendo ricos detalhes de plantas, estrelas, um grifo e um unicórno ladeando a maior jóia.

Arabael coloca a coroa sobre Gáldor, que já estava sentindo algo em seu corpo desde a bênção de Maira e sente algo maior queimando em seu pescoço. Nessa coloca a coroa sobre a cabeça de Aelallia, em nome de Palier. Elas continuam a cerimônia e um ardor cada vez mais crescente tomava conta do corpo de Gáldor, quando a runa de Maira que ele portava desde que saíra do Vale de Rocha e Lama ilumina a cerimônia.

Todos ficam impressionados com o sinal, e Arabael comenta:

- O símbolo de Maira brilha em seu corpo! A deusa se faz presente através dele!

Ela e os demais elfos se ajoelham. Alguém murmura na platéia:

- Será este um dos sinais da profecia?

- Será um dos sinais do retorno do Grande Rei?


O brilho arrefece, mas Gáldor sente-se diferente. A influência de Maira agora fazia-se tão forte quanto a influência de Heldrom. Qual caminho ele tomaria, dependeria somente dele. Mas em seu futuro estava a oportunidade de se fazer rei dos elfos, por um caminho ou por outro. Por um lado, cumprira o primeiro passo da profecia do Grande Rei de Lar. Por outro, tinha em suas mãos uma descendente de Árien Miniel. Usaria seu casamento para consolidar sua posição no reino élfico de Lar? Ou usaria isto para conquistar os elfos sombrios, aproveitando-se de seu rancor pela antepassada da esposa? Ou usaria a esposa para um pacto poderosíssimo? A reunião marcada com o Conselho das Sombras estava próxima... Logo, ele teria que decidir. Mas agora, ele se resume a beijar sua esposa.


Usuários visualizando este tópico
Guest (4)
4 Páginas «<234
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET