Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Questão da Enquete : Reestruturação e Descrição dos Grupos de Criaturas (Enquete fechada)
Escolha Votos Estatísticas
Aprovado 4 100 %
Reprovado (precisa de melhorias) 0 0 %

5 Páginas <12345>
Reestruturação e Descrição dos Grupos de Criaturas Opções
#61 samuel.azevedo Enviado : 03/04/17 13:01
Coloque um dragoniano ao lado das raças das terras selvagens e ele não será tão deslocado assim de raças humanóides.
#62 Fábio_CM Enviado : 03/04/17 13:03
Você precisaria adequar o que são criaturas humanoides para enquadrar os Dragonianos. Eles poderiam ser raças humanoides se as raças humanoides aceitarem criaturas com dons mágicos inatos (como o hálito dos dragonianos).
#63 elton10pkn Enviado : 04/04/17 01:39
Acomodei os Dragonianos nas Criaturas Místicas, não pelo fato de possuírem Hálito Congelante, mas porque eles não se reproduzem de forma natural. Eles são um caso parecido com os Pazuzu, Feratus, Centauros e Bestiais que são humanos transmutados, embora estes possam se reproduzir e só os bestiais são considerados humanoides. Não sei se os Pazuzus, Feratus e Centauros podem ser considerados humanoides, mas eles se encaixariam no grupo Raças Selvagens. O motivo de eu ter sugerido o termo humanoide era para futuramente ser incluído modelos padrões de humanos, elfos etc. Então vocês acham que deve continuar o grupo Raças Humanoides ou deve voltar para Selvagens (para comportar os humanos transmutados)? Modelos para raças humanoides podem ser inclusos em um capitulo a parte só com estatísticas, afinal não faz sentido terem textos descritivos, sinto muita falta disso nos Elfos Sombrios que até hoje não tem atributos definidos, o que p coordenador acha?

Isso é uma das ultimas coisas que faltam, porque sinto que estou começando a andar em círculos.
#64 Azurius Enviado : 04/04/17 09:01
Fábio_CM escreveu:
elton10pkn escreveu:
Dragoniano/Salamandra/Dragonete/Tartaruga-Dragão - os dragonianos, pricipalmente, estão deslocados já que são humanos transformados e estéreis. Queria poder classifica-los como Raça Humanoide, mas eles também ficam deslocados.

Apesar do nome, os Dragonianos tem todas as características de uma criatura mística: foram criados por magia no plano material e possuem vontade própria.

E acho que sua observação para as Enidas é boa: são criaturas vegetais aceitas em Dartel.


Foi esse ponto que o elton levantou outrora. Vai terminar que tudo vai parar no grupo de criaturas místicas.

Até o momento, não consigo ver melhora satisfatório ou mudança significativa. Triste
#65 Azurius Enviado : 04/04/17 09:03
elton10pkn escreveu:
Acomodei os Dragonianos nas Criaturas Místicas, não pelo fato de possuírem Hálito Congelante, mas porque eles não se reproduzem de forma natural. Eles são um caso parecido com os Pazuzu, Feratus, Centauros e Bestiais que são humanos transmutados, embora estes possam se reproduzir e só os bestiais são considerados humanoides. Não sei se os Pazuzus, Feratus e Centauros podem ser considerados humanoides, mas eles se encaixariam no grupo Raças Selvagens. O motivo de eu ter sugerido o termo humanoide era para futuramente ser incluído modelos padrões de humanos, elfos etc. Então vocês acham que deve continuar o grupo Raças Humanoides ou deve voltar para Selvagens (para comportar os humanos transmutados)? Modelos para raças humanoides podem ser inclusos em um capitulo a parte só com estatísticas, afinal não faz sentido terem textos descritivos, sinto muita falta disso nos Elfos Sombrios que até hoje não tem atributos definidos, o que p coordenador acha?

Isso é uma das ultimas coisas que faltam, porque sinto que estou começando a andar em círculos.


Raças selvagens te dá uma amplidão maior do que você pode ter no seu grupo.
#66 Fábio_CM Enviado : 04/04/17 18:40
elton10pkn escreveu:
O motivo de eu ter sugerido o termo humanoide era para futuramente ser incluído modelos padrões de humanos, elfos etc. Então vocês acham que deve continuar o grupo Raças Humanoides ou deve voltar para Selvagens (para comportar os humanos transmutados)?

Eu prefiro manter raças humanoides, mas não vejo grande prejuízo em selvagens. O termo raças humanoides aceitaria modelos de humanos, elfos e etc. além de acomodarem algumas raças de hoje, e também poderiam servir para criarmos fichas do tipo "bandido", "soldado verrogari", "mago portisar", etc, que hoje não teriam classificação.

elton10pkn escreveu:
Modelos para raças humanoides podem ser inclusos em um capitulo a parte só com estatísticas, afinal não faz sentido terem textos descritivos, sinto muita falta disso nos Elfos Sombrios que até hoje não tem atributos definidos, o que p coordenador acha?

Usar um capítulo de "soca-soca" para os modelos é uma alternativa, mas nem todos seriam tão auto-explicativos que não precisariam de uma introdução, nem que curta.

Anunciei que esta parte da tarefa está pronta para votar.
#67 Rywv Enviado : 04/04/17 21:51
Reparei que desistiram de criar um grupo de animais misticos/exoticos para os grifos,hipogrifos e pegasus e para futuras criaturas do tipo. Os grifos e hipogrifos tem em sua descrição a sua possivel origem magica, sendo assim acho que mtos não concordariam(infelizmente) com a transferencia desses para o grupo de animais, mas o pegasus em momento algum em seu texto da a entender que ele é uma criatura magica alem de não ter nenhuma habilidade magia, logo acredito que pelo menos ele poderia ir pro grupo de animais, criando um grupo para ele ou simplesmente introduzindo ele no grupo de animais selvagens, isso permitiria criação de novas criaturas que não deveria ficar em criaturas misticas mas que por algum "preconceito" poderiam ser forçados a ir para esse grupo.

A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#68 Fábio_CM Enviado : 04/04/17 22:07
Rywv escreveu:
(...)mas o pegasus em momento algum em seu texto da a entender que ele é uma criatura magica alem de não ter nenhuma habilidade magia, logo acredito que pelo menos ele poderia ir pro grupo de animais

Realmente, não vi nada no pégasus que o impeça de ser um animal (tirando o fato de que aquelas asinhas nunca iriam erguer um cavalo... mas tudo bem).
#69 elton10pkn Enviado : 04/04/17 23:18
Rywv escreveu:
Reparei que desistiram de criar um grupo de animais misticos/exoticos para os grifos,hipogrifos e pegasus e para futuras criaturas do tipo. Os grifos e hipogrifos tem em sua descrição a sua possivel origem magica, sendo assim acho que mtos não concordariam(infelizmente) com a transferencia desses para o grupo de animais, mas o pegasus em momento algum em seu texto da a entender que ele é uma criatura magica alem de não ter nenhuma habilidade magia, logo acredito que pelo menos ele poderia ir pro grupo de animais, criando um grupo para ele ou simplesmente introduzindo ele no grupo de animais selvagens, isso permitiria criação de novas criaturas que não deveria ficar em criaturas misticas mas que por algum "preconceito" poderiam ser forçados a ir para esse grupo.


Bem, eu não desisti, a tarefa está em reta final, mas algumas coisas ainda podem ser ajustadas, por exemplo os subgrupos. O problema é que há uma linha tênue entre criatura mística e animal místico, por isso não coloquei. Um subgrupo de Animais Exóticos seria mais adequado, este grupo poderia incluir os animais híbridos, sempre achei isto legal, quem assistiu avatar: a lenda de Aang sabe do que eu estou falando, lêmure-morcego, cão-urso-polar etc dão um caráter único a qualquer mundo. Sem falar do Urso-coruja.
E aí o que acham desta ideia? Este subgrupo contaria atualmente com as seguintes criaturas:
  • Pégaus
  • grifo
  • hipogrifo
  • besta das dunas

Citação:
Realmente, não vi nada no pégasus que o impeça de ser um animal (tirando o fato de que aquelas asinhas nunca iriam erguer um cavalo... mas tudo bem).

Quem se importa, né? kkk Já não basta o nosso mundo não ter magia.
#70 Azurius Enviado : 05/04/17 00:24
Você não poderia ter usado um termo melhor que tênue. Nessa linha tem animal pra um lado e criatura pra outro, inclusive você encaixou um grupo muito similar que são os Animais sombrios. Esse grupo poderia fazer parte do Animais Místicos, pois ele parece um subgrupo desse grupo.
Era dessas coisas que eu estava falando desde o começo.

#71 Rywv Enviado : 05/04/17 00:28
elton10pkn escreveu:
Rywv escreveu:
Reparei que desistiram de criar um grupo de animais misticos/exoticos para os grifos,hipogrifos e pegasus e para futuras criaturas do tipo. Os grifos e hipogrifos tem em sua descrição a sua possivel origem magica, sendo assim acho que mtos não concordariam(infelizmente) com a transferencia desses para o grupo de animais, mas o pegasus em momento algum em seu texto da a entender que ele é uma criatura magica alem de não ter nenhuma habilidade magia, logo acredito que pelo menos ele poderia ir pro grupo de animais, criando um grupo para ele ou simplesmente introduzindo ele no grupo de animais selvagens, isso permitiria criação de novas criaturas que não deveria ficar em criaturas misticas mas que por algum "preconceito" poderiam ser forçados a ir para esse grupo.


Bem, eu não desisti, a tarefa está em reta final, mas algumas coisas ainda podem ser ajustadas, por exemplo os subgrupos. O problema é que há uma linha tênue entre criatura mística e animal místico, por isso não coloquei. Um subgrupo de Animais Exóticos seria mais adequado, este grupo poderia incluir os animais híbridos, sempre achei isto legal, quem assistiu avatar: a lenda de Aang sabe do que eu estou falando, lêmure-morcego, cão-urso-polar etc dão um caráter único a qualquer mundo. Sem falar do Urso-coruja.
E aí o que acham desta ideia? Este subgrupo contaria atualmente com as seguintes criaturas:
  • Pégaus
  • grifo
  • hipogrifo
  • besta das dunas

Citação:
Realmente, não vi nada no pégasus que o impeça de ser um animal (tirando o fato de que aquelas asinhas nunca iriam erguer um cavalo... mas tudo bem).

Quem se importa, né? kkk Já não basta o nosso mundo não ter magia.

Eu acredito que ficaria bom, e apoio a ideia com todo meu coração.

Obs.: Eu sou louco pra fazer o Urso-coruja e ja até comentei com o Fabio sobre a possibilidade de cria-lo.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#72 Fábio_CM Enviado : 05/04/17 00:34
elton10pkn escreveu:
E aí o que acham desta ideia? Este subgrupo contaria atualmente com as seguintes criaturas:
  • Pégaus
  • grifo
  • hipogrifo
  • besta das dunas

Quais seriam as características desse grupo? Mais importante, quais as limitações das criaturas dele?
#73 Rywv Enviado : 05/04/17 00:43
Fábio_CM escreveu:
elton10pkn escreveu:
E aí o que acham desta ideia? Este subgrupo contaria atualmente com as seguintes criaturas:
  • Pégaus
  • grifo
  • hipogrifo
  • besta das dunas

Quais seriam as características desse grupo? Mais importante, quais as limitações das criaturas dele?

São animais com aparencias exoticas, que não se enquadram no grupo selvagem.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#74 Marcelo_Rodrigues Enviado : 05/04/17 07:35


Mais uma coisa: "Novos grupos de criaturas e suas características" animais não seria melhor já separa-los nos subgrupos?
#75 Azurius Enviado : 05/04/17 09:51
O único problema de dividir em subgrupos é que vc termina usando o comportamento/estilo de vida da criatura (no caso de selvagem) e por aí vaí.

E não o fato de serem Animais por exemplo.

A divisão por subgrupos é válida, mas a classificação deve ser uma coisa geral e não por subgrupo.

Se não daqui a pouco o subgrupo vai ter a mesma importância que o grupo.

Ex:

Animais é equivalente a Mortos-vivos

Mas animais selvagens não seria equivalente.

É sempre importante trabalhar com as grandezas certas fazendo comparativos entre elas e não comparar por exemplo um humano a um Deus.

Espero ter sido claro na minha colocação. Rs (to meio embolado com os meus pensamentos hj).
#76 Fábio_CM Enviado : 05/04/17 10:10
Azurius escreveu:
Espero ter sido claro na minha colocação.

Não muito Think

Mas então, pela divisão que o elton fez, os subgrupos terão as mesmas características básicas dos grupos maiores. As diferenças devem ser basicamente de comportamento ou de características física. Animais domésticos são mais fáceis de lidar com habilidades como lidar com animais. Animais gigantes são gigantes. Pseudodragões não tem aquele formato dragoniano típico nem a inteligência dos dragões. Elementais são formados dos elementos puros, paraelementais não. Os detalhes ele deve acrescentar depois na tarefa dos textos, mas eu gostei da divisão que ele fez até aqui.

Em termos de apresentação no criaturas online não haverão subgrupos. Imagino que lá deverá aparecer tipo: pseudodragão, elementais, paraelemental, etc. No entanto, o subgrupo pseudodragão segue todas as regras do grupo geral dragão, mais as especificidades do pseudodragão. Isso estará mais claro no texto de apresentação.
#77 elton10pkn Enviado : 05/04/17 15:51
Editei o texto, nesta versão há as características dos subgrupos. Não coloquei os Animais Exóticos, mas encontrei um problema que pode ajudar na criação deste subgrupo. Eu não consegui definir de maneira satisfatória os Animais Gigantes, a definição que quero colocar é: "versões gigantes de animais selvagens encontrados naturalmente na natureza", o problema são os Vermes do deserto e de gelo, eles ficam deslocados já que não há versão menor deles. Um erro que achei é que a inteligência dos vermes de gelo que esta 1.
Se for aceita a ideia de animais exóticos os Vermes poderiam ser movidos para este grupo.
Fábio_CM escreveu:
Quais seriam as características desse grupo? Mais importante, quais as limitações das criaturas dele?

Como todos os animais, eles seriam vulneráveis a magia dos rastreadores, mas estas criaturas não podem usar magia, podem ter sidos criadas por magia, porém não a usam.
Azurius escreveu:
Espero ter sido claro na minha colocação.

Eu entendi o que você quis dizer, e como Fábio disse todos os subgrupos terão as mesmas características do grupo, porém com alguns detalhes. Os Animais Sombrios, por exemplo, não usam magia, mas uma característica que quero padronizar neles é a presença de Aura. Isso aumentaria sua RM e por consequência a dificuldade de controla-los. Outra característica que pode ser incluída neste subgrupo é que devido ao karma infernal quem se liga misticamente com eles pode começar a sofrer influencia infernal.

Uma característica chave que proponho a todos os animais é - podem ser controlados magicamente por rastreadores, porém para isso devem ter algumas características: devem ser nativos do plano material, devem estar integrados a natureza e não podem usar magia (podem ter efeitos similares a magia com no máximo seu nível de Aura). Isso excluiria os cerberos pois seu Uivo Aterrador é semelhante a duas magias de nível 8 e as Feras das Sombras que possuem um efeito semelhante a transporte dimensional 7, mas permitiria outras criaturas como Pegasus, grifos e afins.
-------------------------------------
#78 Azurius Enviado : 05/04/17 16:04
Animais sombrios vai ter habilidades naturais?
#79 Fábio_CM Enviado : 05/04/17 16:27
A inteligência dos vermes está claramente mal colocada. Eles são irracionais.

Mesmo assim, um grupo de animais exóticos o comportariam devido ao seu hálito ácido.

elton10pkn escreveu:
Como todos os animais, eles seriam vulneráveis a magia dos rastreadores, mas estas criaturas não podem usar magia, podem ter sidos criadas por magia, porém não a usam.

É razoável. Então seriam criaturas originadas no plano material, necessariamente integradas a fauna, irracionais, sem acesso a magias e eventualmente com alguma capacidade excepcional, como um hálito encantado, o voo de um pégaso e de um grifo, etc.

elton10pkn escreveu:
Uma característica chave que proponho a todos os animais é - podem ser controlados magicamente por rastreadores, porém para isso devem ter algumas características: devem ser nativos do plano material, devem estar integrados a natureza e não podem usar magia (podem ter efeitos similares a magia com no máximo seu nível de Aura). Isso excluiria os cerberos pois seu Uivo Aterrador é semelhante a duas magias de nível 8 e as Feras das Sombras que possuem um efeito semelhante a transporte dimensional 7, mas permitiria outras criaturas como Pegasus, grifos e afins.

Ok.
#80 Azurius Enviado : 05/04/17 18:51
Fábio_CM escreveu:
A inteligência dos vermes está claramente mal colocada. Eles são irracionais.

Mesmo assim, um grupo de animais exóticos o comportariam devido ao seu hálito ácido.

elton10pkn escreveu:
Como todos os animais, eles seriam vulneráveis a magia dos rastreadores, mas estas criaturas não podem usar magia, podem ter sidos criadas por magia, porém não a usam.

É razoável. Então seriam criaturas originadas no plano material, necessariamente integradas a fauna, irracionais, sem acesso a magias e eventualmente com alguma capacidade excepcional, como um hálito encantado, o voo de um pégaso e de um grifo, etc.

elton10pkn escreveu:
Uma característica chave que proponho a todos os animais é - podem ser controlados magicamente por rastreadores, porém para isso devem ter algumas características: devem ser nativos do plano material, devem estar integrados a natureza e não podem usar magia (podem ter efeitos similares a magia com no máximo seu nível de Aura). Isso excluiria os cerberos pois seu Uivo Aterrador é semelhante a duas magias de nível 8 e as Feras das Sombras que possuem um efeito semelhante a transporte dimensional 7, mas permitiria outras criaturas como Pegasus, grifos e afins.

Ok.



O grupo de animais exóticos deveria comportar habilidades naturais já que vai comportar hálitos.
#81 Fábio_CM Enviado : 05/04/17 19:23
Todas as habilidades dos animais são naturais.

Seus poderes especiais são mundanos. Os exóticos podem possuir algo mistico, desde que inato e que simule um efeito natural (como o voo do grifo).
#82 Rywv Enviado : 05/04/17 21:01
elton10pkn escreveu:

Uma característica chave que proponho a todos os animais é - podem ser controlados magicamente por rastreadores, porém para isso devem ter algumas características: devem ser nativos do plano material, devem estar integrados a natureza e não podem usar magia (podem ter efeitos similares a magia com no máximo seu nível de Aura). Isso excluiria os cerberos pois seu Uivo Aterrador é semelhante a duas magias de nível 8 e as Feras das Sombras que possuem um efeito semelhante a transporte dimensional 7, mas permitiria outras criaturas como Pegasus, grifos e afins.

Essa parada de limitar as habilidades naturais similares a magias pela aura não me parece uma boa jogada.

O cerberus realmente não tem pq ser um animal, pós ele não é um animal alterado por magia e sim uma besta divina que foi punida. Ja a Feras das Sombras, bom, de certa forma ele não tem nada que impeça ele de entrar nesse grupo. Ele é um animal selvagem que sofreu uma mutação magica que concedeu a habilidade de viajar nas sombras, a questão é que essa habilidade é mto poderosa, se for feito um pequeno ajuste na criatura não vejo problema dele entrar nesse grupo.

A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#83 Rywv Enviado : 05/04/17 21:07
Fábio_CM escreveu:
Todas as habilidades dos animais são naturais.

Seus poderes especiais são mundanos. Os exóticos podem possuir algo mistico, desde que inato e que simule um efeito natural (como o voo do grifo).

Pw fabio, o voo de grifo nao pode ser considerado um poder especial, se não o voo de um passaro tbm deveria ser considerado um poder especial.
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
#84 Azurius Enviado : 05/04/17 22:20
Rywv escreveu:
elton10pkn escreveu:

Uma característica chave que proponho a todos os animais é - podem ser controlados magicamente por rastreadores, porém para isso devem ter algumas características: devem ser nativos do plano material, devem estar integrados a natureza e não podem usar magia (podem ter efeitos similares a magia com no máximo seu nível de Aura). Isso excluiria os cerberos pois seu Uivo Aterrador é semelhante a duas magias de nível 8 e as Feras das Sombras que possuem um efeito semelhante a transporte dimensional 7, mas permitiria outras criaturas como Pegasus, grifos e afins.

Essa parada de limitar as habilidades naturais similares a magias pela aura não me parece uma boa jogada.

O cerberus realmente não tem pq ser um animal, pós ele não é um animal alterado por magia e sim uma besta divina que foi punida. Ja a Feras das Sombras, bom, de certa forma ele não tem nada que impeça ele de entrar nesse grupo. Ele é um animal selvagem que sofreu uma mutação magica que concedeu a habilidade de viajar nas sombras, a questão é que essa habilidade é mto poderosa, se for feito um pequeno ajuste na criatura não vejo problema dele entrar nesse grupo.



Concordo com Rywv, era disso que eu falava desde o começo.

A definição da tarefa que foi votada deveria ser:

Capacidades - Todas as capacidades podem ter o mesmo potêncial e são elas:
*Habilidade Natural: Habilidade inata da criatura e ocorre de forma biológica.
*Magia: Consta descrita no livro de magias
*Poder Especial: Descrição inventada que funciona como uma magia e ocorre de forma mística.
#85 Fábio_CM Enviado : 05/04/17 22:54
Rywv escreveu:
Pw fabio, o voo de grifo nao pode ser considerado um poder especial, se não o voo de um passaro tbm deveria ser considerado um poder especial.

Fisicamente nem o grifo, nem o hipogrifo, nem o pegaso devem ser capazes de voar. Eles são muito pesados e sem aerodinâmica. Por isso a capacidade de voo deles pode ser consideradas um poder especial.

Não estou dizendo que precisamos considerar que é magia, mas é o que faz deles fantasioso.
#86 elton10pkn Enviado : 05/04/17 23:33
Editei o texto, agora com os animais exóticos. Em relação aos questionamentos do Rywv e do Azurius, bem, sei que a forma atual não agrada todo mundo, o Azurius quer dar companheiros animais mais fortes aos Rastreadores, o Rywv, já percebi que ele gosta da Feras das Sombras kkk. O quero dizer é, como já disse várias vezes, há uma linha muito tênue entre natural e "parece natural" num mundo onde a magia existe. O que estou tentando fazer é determinar um padrão, algo fixo, em ciências exatas seria um axioma, uma premissa que não precisa ser a verdade absoluta, mas que tem que ser aceita como tal para que possamos demonstrar algo a partir dela. Não vai agradar todo mundo, porém é necessário.
Os Grifos que, por exemplo, em nosso mundo mesmo que os cientistas conseguissem misturar uma águia e um leão seria provavelmente impossível dele alçar voo, seja pelo peso, falta de aerodinâmica ou a envergadura da asa. Estamos considerando isso? Prefiro considerar que não. Em Tagmar o grifo voa, porque o grifo voa; dá mesma forma que lá a magia existe e ninguém nega isso.
O "axioma" dos animais seria que eles fazem parte da natureza, estão integrados a ela ou seja possuem um nicho ecológico. Em termo ingame eles seriam os filhos de Maira ou Ganis, até os adotivos. Mesmo com todo o meu esforço ainda há falhas como o Corcel de Fogo, que basicamente são animais, porém tem poderes especiais que os destacam dos demais. O problema é que a uma mistura das Criaturas Místicas com os monstros: medusas, Minotauro e basiliscos etc. Sem falar que já li que já disseram que os Livro de Criaturas está virando o Livro dos Animais Anxious
A ideia dos Horrores que dei antes, foi mal interpretada, porém, sim, ela era horrível. O que acho que ninguém percebeu é que eu não estava tentado fazer os grifos e semelhantes deixarem de ser Criaturas Místicas, é sim fazer os outros virarem monstros. Uma das definições de Criatura é:
Citação:
pessoa ou coisa, resultante de uma criação.

Ou seja Criatura Mística seria um ser feito por magia, mas o que não é feito por magia em Tagmar? Foi por esse motivo que o outro "axioma" dos animais é que só eles podem ser controlados pelos Rastreadores, o que não é uma verdade absoluta.
A classificação atual tem falhas, mas eu já estou ficando sem ideias. Uma coisa que em nenhum momento sugeri, mas que já tinha pensado bem antes era de acabar com as criaturas místicas e dividi-las entre Animais Místicos e Monstros. Nesta versão de animais místicos englobaria até os racionais como as águias gigantes. Nunca sugeri por temer ser radical demais, porém estou dizendo agora. Eu posso organizar as criaturas desta forma sem o menor problema, poderia até ser colocado na votação como mais uma opção e pra ser sincero não vejo tantos motivos para a criação dos Animais Exóticos, o que um Rastreador pode fazer ou não pode muito bem ficar a cargo do mestre.

Bem, espero ter sido claro, estava tentado evitar o uso de termos técnicos demais kkkk.
#87 Azurius Enviado : 06/04/17 00:22
Eu apoio você elton.
#88 Fábio_CM Enviado : 06/04/17 09:23
elton10pkn escreveu:
Sem falar que já li que já disseram que os Livro de Criaturas está virando o Livro dos Animais Anxious

Com a última edição, 33% do livro de criaturas será formado pelos animais. Eu acho demais e não tenho certeza se é o melhor caminho.

elton10pkn escreveu:
Uma coisa que em nenhum momento sugeri, mas que já tinha pensado bem antes era de acabar com as criaturas místicas e dividi-las entre Animais Místicos e Monstros. Nesta versão de animais místicos englobaria até os racionais como as águias gigantes. Nunca sugeri por temer ser radical demais, porém estou dizendo agora.

O termo animais só está gerando confusão porque ele tem efeito direto na profissão rastreador. Não fosse isso não faria diferença se chamássemos eles de criaturas ou não. Logo, criar um grupo de animais repleto de exemplares que não pode ser afetado pelas magias da profissão não vai ajudar.

elton10pkn escreveu:
Eu posso organizar as criaturas desta forma sem o menor problema, poderia até ser colocado na votação como mais uma opção e pra ser sincero não vejo tantos motivos para a criação dos Animais Exóticos, o que um Rastreador pode fazer ou não pode muito bem ficar a cargo do mestre.

Concordo que também não há muitos motivos para a criação do grupo de animais exóticos. Seria um grupo confuso e com brechas para colocar criaturas esquisitas no futuro. O termo criaturas místicas é muito mais sincero para descrever essas criaturas do que o termo animais exóticos ou místicos.

Prefiro que você mantenha os grupos de animais que já temos. Dividir as criaturas místicas em monstros e alguma outra classificação é mais didático para auxiliar os mestres a decidirem se podem ou não abrir uma exceção em suas campanhas para um pedido dos jogadores. Os monstros claramente serão hostis, mas a outra classificação pode permitir discussões.
#89 Azurius Enviado : 06/04/17 16:06
Citação:
Porque eu defendo animais místicos?
Simples, todas as outras profissões evocam criaturas que fazem magias. Só o rastreador que não. Só acho sacanagem isso.
Mas, você sabe o que está fazendo.


Citação:
Sugestões pra Criar Animais Místicos de forma balanceada.

Use animais que se encaixem no poder dos outros seres evocáveis pelas outras profissões. Tudo que não se encaixar nisso, revisem e levem pra outro plano e transformem em Criaturas Místicas. Simples, prático e objetivo.


Citação:
Animais Exóticos. maneiro o grupo, encaixa exatamente onde o Fábio quer, animais que não fazem magia, como pegasus, grifos e afins.


É isso galera, se nada der certo, eu apoiei os animais Exóticos. E não acho um problema o livro ter animais. Acho um problema o livro ter Pombos correios e outras criaturinhas fofinhas.

Flw
#90 Rywv Enviado : 06/04/17 16:07
elton10pkn escreveu:

já percebi que ele gosta da Feras das Sombras kkk.

Por se lobo a gente ja nutre um certo carinho pelo bicho ne.kkkkkkk


elton10pkn escreveu:
Editei o texto, agora com os animais exóticos. Em relação aos questionamentos do Rywv e do Azurius, bem, sei que a forma atual não agrada todo mundo, o Azurius quer dar companheiros animais mais fortes aos Rastreadores, o Rywv, já percebi que ele gosta da Feras das Sombras kkk. O quero dizer é, como já disse várias vezes, há uma linha muito tênue entre natural e "parece natural" num mundo onde a magia existe. O que estou tentando fazer é determinar um padrão, algo fixo, em ciências exatas seria um axioma, uma premissa que não precisa ser a verdade absoluta, mas que tem que ser aceita como tal para que possamos demonstrar algo a partir dela. Não vai agradar todo mundo, porém é necessário.
Os Grifos que, por exemplo, em nosso mundo mesmo que os cientistas conseguissem misturar uma águia e um leão seria provavelmente impossível dele alçar voo, seja pelo peso, falta de aerodinâmica ou a envergadura da asa. Estamos considerando isso? Prefiro considerar que não. Em Tagmar o grifo voa, porque o grifo voa; dá mesma forma que lá a magia existe e ninguém nega isso.
O "axioma" dos animais seria que eles fazem parte da natureza, estão integrados a ela ou seja possuem um nicho ecológico. Em termo ingame eles seriam os filhos de Maira ou Ganis, até os adotivos. Mesmo com todo o meu esforço ainda há falhas como o Corcel de Fogo, que basicamente são animais, porém tem poderes especiais que os destacam dos demais. O problema é que a uma mistura das Criaturas Místicas com os monstros: medusas, Minotauro e basiliscos etc. Sem falar que já li que já disseram que os Livro de Criaturas está virando o Livro dos Animais Anxious
A ideia dos Horrores que dei antes, foi mal interpretada, porém, sim, ela era horrível. O que acho que ninguém percebeu é que eu não estava tentado fazer os grifos e semelhantes deixarem de ser Criaturas Místicas, é sim fazer os outros virarem monstros. Uma das definições de Criatura é:
Citação:
pessoa ou coisa, resultante de uma criação.

Ou seja Criatura Mística seria um ser feito por magia, mas o que não é feito por magia em Tagmar? Foi por esse motivo que o outro "axioma" dos animais é que só eles podem ser controlados pelos Rastreadores, o que não é uma verdade absoluta.
A classificação atual tem falhas, mas eu já estou ficando sem ideias. Uma coisa que em nenhum momento sugeri, mas que já tinha pensado bem antes era de acabar com as criaturas místicas e dividi-las entre Animais Místicos e Monstros. Nesta versão de animais místicos englobaria até os racionais como as águias gigantes. Nunca sugeri por temer ser radical demais, porém estou dizendo agora. Eu posso organizar as criaturas desta forma sem o menor problema, poderia até ser colocado na votação como mais uma opção e pra ser sincero não vejo tantos motivos para a criação dos Animais Exóticos, o que um Rastreador pode fazer ou não pode muito bem ficar a cargo do mestre.


Dividir criaturas misticas em animais misticos e monstros seria meio complicado e provavelmente não seria a melhor forma de resolver esse problema, mas o grupo de criaturas misticas deveria sim ter um divisão, pq o grupo parece mas um "lixão", tudo que não tem classificação exata vai pra la.=s

Acho que estamos errando em uma parte mto importante, que é tentar dar poder ao animais exoticos, e parte da culpa é minha por ter sido eu a pedir o grupo e não ter deixado bem claro o pq.

A questão é a seguinte, o grupo de animais selvagens tem um certo estereótipo de que esse grupo só pode ser formado por animais que realmente existem no nosso mundo e os poucos animais que quebravam essa linha de raciocínio foram movidos para o grupo de animais sombrios, fazendo assim com que a criação de animais "exoticos" se torne um pouco dificil e fardados a se tornarem criaturas misticas. O que eu queria com a criação do grupo de animais misticos/exoticos é tornar possivel a criação de animais quimeras/hibridos de outros animais que não possuem magia ou mesmo habilidades especiais que se assemelham a magia.
Exemplos que ja temos em tagmar são grifos, hipogrifos e pegasus.

A ideia não é criar um grupo aonde as pessoas possam criar animais que vão "usar magia" e sim criar um grupo aonde esses animais que não se enquadrado em animais selvagens possam ainda existir como animais e não como criaturas misticas. Se vcs me falaram que é possivel criar um lêmure-morcego, cão-urso-polar, Urso-coruja e etc no grupo de animais selvagens então realmente não é necessario a criação de um novo grupo.

Volto a falar, a ideia por tras do grupo de animais exoticos não é pra criar animais que "usam magia".
A morte é uma amante paciente e indispensável, pois ñ importa o que aconteça ela terá sua vez e não tem pressa quanto a isso, mas quando o momento chega ela lhe acolhe em seus braços de tal forma que vc nunca será capaz de deixá-la.
Gar,"O Louco"
Usuários visualizando este tópico
Guest (4)
5 Páginas <12345>
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET